Urariano Mota

Jornalista do Recife. Autor dos romances “Soledad no Recife”, “O filho renegado de Deus” e “A mais longa juventude”.

17/11/2017 10h48

O que eu ganho com a literatura, professor?

Esta semana, participei do Projeto Outras Palavras, que a Secretaria de Cultura e Fundarpe realizam em Pernambuco. Esse é um projeto que leva escritores para conversar com alunos da rede pública sobre literatura. Para mim, foi uma experiência fundamental.

10/11/2017 9h43

Coisa de preto, coisa de negro

O negro, tão natural, tão à vontade, mudava o modo de operar com os burgueses que encontrava no Recife. As curvaturas e cumprimentos aos gringos se tornavam fio de prumo erguido no peito, a conversar em inglês com os recifenses mais cultos. Para quê?

03/11/2017 14h03

Efrain Rozowykwiat

A filha Joana Rozowykwiat me fala os dados factuais e necessários: Efrain Ignacio, sociólogo, argentino, filho de judeus poloneses. Depois, me informa também o mais doloroso: Efrain faleceu em 28 de fevereiro de 1984, numa crise de asma, quando um o farmacêutico se negou a lhe vender o remédio que o salvasse.

27/10/2017 11h00

Lula do Brasil aos 72 anos

Milhares, milhões de mensagens vão chegar para o presidente Lula neste dia do seu aniversário. Tantas e justas mensagens.

20/10/2017 10h49

O que os pobres comem

As notícias desta semana atualizaram uma fala do prefeito de São Paulo, que em vídeo de 2011 gritou: “Pobre não tem hábito alimentar”. Essa frase lapidar de João Doria esteve de volta quando ele anunciou a distribuição da farinata – mistura de fascio e lixo de comida - como ajuda alimentar para os pobres e crianças em creches. 

13/10/2017 13h46

O filme Vazante e a escravidão

 .

06/10/2017 10h12

A resistência eterna da nossa juventude

Antes de mais nada, acrescento para o Vermelho em 06/10/2017: Ontem, a UJS Pernambuco ocupou a livraria no lançamento do romance no Recife. Foi comovente saber que a linda bebê do presidente da UJS e companheira se chama Helenira. Depois, a brava juventude ergueu o braço e gritou que era herdeira do Araguaia. Não sei mais o que falar sobre tão humana recepção.

Então continuo de outra maneira.

29/09/2017 11h19

Para uma nova idade

Há 10 anos escrevi:

“O que toda a gente lê em Manuel Bandeira, no livro Itinerário de Pasárgada, longe está de ser uma verdade íntima, única e exclusiva do poeta, neste luminoso parágrafo:

‘Quando comparo esses quatro anos de minha meninice a quaisquer outros quatro anos de minha vida de adulto, fico espantado do vazio destes últimos em cotejo com a densidade daquela quadra distante’.

22/09/2017 9h20

Vargas não é um boi

Ele sabe com a consciência mais desperta que vive as suas ultimas horas. Diferente do jovem em Olinda, ele pode fugir antes dos tiros, evadir-se, para assim impedir que o seu corpo inche, se alargue a tal ponto que não entre em um caixão. E por que não o faz?

15/09/2017 10h18

Trecho do romance “A mais longa duração da juventude”

Selene fumava. E punha os desavisados nos eixos.

- Eu sou subversiva! Podem dizer.

Célio a advertia:

- Cuidado com o que fala.

Páginas:     12345próximaúltima