1600

  • 17/2/1600: A Santa Inquisição queima vivo, em Roma, o filósofo dominicano Giordano Bruno, 51 anos, encarcerado desde 1592.

1601

1602

1603

  • 18/7/1603: Nicolau Barreto parte de S. Paulo para a 1ª bandeira de preagem (escravização) dos índios temiminó do baixo Paraná: volta com 3 mil cativos

1604

1605

1606

1607

1608

  • 6/2/1608: Nasce em Lisboa o futuro padre jesuíta Antônio Vieira, que viverá 52 anos no Brasil, combatendo a ocupação holandesa e a escravidão indígena em seus Sermões.

1609

1610

  • 6/1/1610: Galileu Galilei observa com sua luneta os satélites de Júpiter, que o levam a escrever a obra Provas, de que a terra se move em torno do sol.

1611

1612

1613

1614

1615

1616

  • 12/1/1616: Nasce a povoação de N. Sa do Belém, foco de preagem e extermínio dos povos indígenas da Amazônia.

  • 23/4/1616: Morre em Madri após uma existência atribulada e difícil Miguel de Cervantes, 68 anos, autor de Don Quixote, uma das obras máximas da literatura de todos os tempos.

1617

  • 2/7/1617: Levante Tupinambá, em Cumã, PA.

1618

1619

  • 7/1/1619: Os Tupinambá, em guerra contra a escravidão, atacam o forte de Belém, PA. Seu chefe, Guaimiaba, morre em combate.

1620

1621

1622

1623

1624

1625

  • 1/5/1625: Após 1 ano de guerrilhas brasileiras e cerco a Salvador, capitulam os ocupantes holandeses da BA.

1626

1627

1628

1629

  • 30/1/1629: O português Antônio Raposo Tavares, o mais feroz cabeça de entrada (bandeirante) da colônia, destrói as missões Guarani de Guairá (hoje Guaíra, PR) e escraviza 4 mil indígenas. Entre 1618-1641, esses ataques destróem 32 missões e escravizam 300 mil Guarani.

  • 20/3/1629: O bandeirante Manoel Morato Coelho bate um recorde: com 3.100 homens, ataca a missão Guarani de Jesus-Maria (atual PR); volta a SP com nada menos que 20 mil índios "de corda" (escravizados).

1630

  • 22/7/1630: Morto a flechadas o bandeirante português Manoel Preto, que iniciou o apresamento (escravização) dos indígenas das missões de Guairá (atual PR).

1631

1632

  • 24/11/1632: Nasce em Amsterdã, filho de judeus portugueses, o filósofo Baruch Espinosa, excomungado pela sinagoga por suas idéias avançadas.

1633

  • 14/5/1633: O liberto Henrique Dias e seu terço de guerreiros negros se alistam no Arraial do Bom Jesus. Mostram rara bravura face e Dias irá a Lisboa pedir, em vão, sua liberdade.

1634

1635

  • 8/6/1635: Cai o Arraial do Bom Jesus, base da guerrilha contra os holandeses em PE.

1636

  • 15/12/1636: Raposo Tavares arrasa a missão Guarani de S. Joaquim, RS, e escraviza seus moradores.

1637

  • 23/1/1637 O conde Maurício de Nassau chega a PE. Administrador avançado para a época, leva ao auge (até 1644) a ocupação holandesa no Nordeste.

  • 23/12/1637: O bandeirante Francisco Bueno arrasa a missão de Sta Tereza (hoje Cruz Alta, RS). Depois virão S. Carlos, Apostoles de Caasapaguaçu, Caapi, Candelária…

1638

1639

  • 24/9/1639: Os indígenas da serra do Orobó, PE, derrotam a tropa enviada contra eles e matam seu chefe, Afonso Adorno. Só serão vencidos em 1663.

1640

  • 1/12/1640: Revolução em Portugal contra o domínio espanhol. Inicia longa guerra vitoriosa em 1668.

1641

  • 11/3/1641: Batalha fluvial de Mbororé (ou 11 Voltas), no rio Uruguai). Vitória estratégica das missões Guarani sobre as bandeiras de preagem. O chefe indígena Inácio Abiaru usa canhões feitos de tronco de urundi. Os escravistas de Domingos Calheiros debandam.

  • 30/9/1641: O MA rebela-se contra os holandeses. Irá expulsá-los em 28/2/1644.

1642

  • 8/1/1642: Morre em Arcetri, Itália, o físico e astrônomo Galileu Galilei, 77 anos. Obrigado pela Inquisição a abjurar a convicção científica de que a Terra não é o centro imóvel do universo, contesta: "Eppur, si muove" ("E no entanto, ela se move!"). O Vaticano reabilitará Galileu 3,5 séculos depois (30/10/1992).

1643

1644

  • 17/1/1644: Nassau envia Rudolf Baro e mil soldados contra Palmares, com base em dados do espião Bartolomeu Lintz. O holandês volta com 31 presos (7 índios). O quilombo tem 11 mil habitantes.

1645

  • 26/2/1645: 2ª expedição holandesa contra palmares, de Blaer-Reijmbach. Limita-se a queimar casas vazias.

  • 13/6/1645: Começa, contra a vontade de Portugal, a Insurreição Pernambucana para expulsar o domínio holandês. Emprega a guerra brasílica, (por oposição à européia). Em boa parte aprendida dos índios, usa a mata, mobilidade, agilidade, iniciativa, astúcia e manha. Gilberto Freire compara-a à dança e ao futebol.

  • 14/6/1645: Vitória dos "cabeças redondas" de Cromwell sobre o exército aristocrático do rei Carlos I na Inglaterra.

  • 3/8/1645: Batalha das Tabocas, 1ª vitória da Insurreição Pernambucana sobre a ocupação holandesa.

1646

1647

  • 8/9/1647: Bandeirantes de SP arrasam a missão Guarani de N. Sª do Taré (MT). Os remanescentes formam a redução de Mboimboi, também destruída.

1648

  • 19/4/1648: 2.500 pernambucanos derrotam 5 mil holandeses na 1ª Batalha dos Guararapes. O lugar da batalha hoje é uma grande favela na periferia recifense.

  • 24/8/1648: Morre Felipe Camarão, chefe Potiguar da coluna indígena que combate os holandeses, mestre da guerrilha e da tocaia.

1649

  • 30/1/1649: A revolução puritana de Cromwell, de conteúdo burguês-progressista, executa o rei Carlos I. A Inglaterra torna-se república, até 1660.

  • 19/2/1649: Derrota holandesa na 2ª Batalha dos Guararapes.

1650

1651

1652

1653

1654

  • 26/1/1654: Os holandeses se rendem no Recife, após 8 anos de insurreição conduzida por brasileiros, pois Lisboa fizera as pazes com a Holanda. O domínio português ainda perdurará por quase 2 séculos, mas fica a forte tradição irredentista, sobretudo de PE.

1655

1656

1657

1658

1659

1660

1661

  • 10/4/1661: Executado no Rio Jerônimo Barbalho, líder de revolta contra os tributos coloniais.

1662

  • 9/1/1662: Lisboa ordena a extinção dos índios Janduim (CE-RN-PB).

1663

1664

1665

  • 17/10/1665: A população da BA se apodera do estoque de sal e incendeia as casas dos contratadores.

1666

  • 9/3/1666: Conjuração do Nosso Pai (os rebeldes simulam cortejo de extrema unção), liderada por André de Barros Rego. Prende o gov. de PE e ataca os privilégios dos portugueses.

1667

1668

1669

1670

1671

1672

1673

1674

1675

  • 28/9/1675: Expedição de Manuel Lopes (280 homens) contra Palmares. Depara com "uma grande cidade": 2 mil casas, muro de pau-a-pique, milícia. Prende 45 palmarinos.

  • 23/12/1675: Novo ataque de Fernão Carrilho a Palmares. Os quilombolas recuam e se reúnem 25 léguas além.

1676

1677

  • 21/9/1677: Expedição de Fernão Carrilho parte contra Palmares.

  • 4/12/1677: A tropa de Fernão Carrilho ataca Palmares. Faz 56 prisioneiros, entre eles Ganga-Muíça, chefe militar de Palmares. Seu capitão João Tapuia, um dos muitos indígenas do quilombo, morre em combate. Ganga-Zumba, antecessor de Zumbi, consegue escapar.

1678

  • 17/1/1678: Capitães-do-mato atacam quilombos em S. Miguel, PE.

  • 18/7/1678: Acordo de paz entre o capitão-mor de PE e Ganga-Zumba, rei de Palmares, rejeitado em Lisboa e no quilombo também. Ganga-Zumba é executado. Zumbi assume.

1679

1680

  • 3/2/1680: Morre em Goiana, PE, o paribano André Vidal de Negreiros, chefe da Insurreição Pernambucana de 1645 contra a ocupação dos holandeses.

1681

1682

1683

1684

  • 25/2/1684: A revolta de Beckman prende o gov. do MA, extingue o monopólio comercial e expulsa os jesuítas. A Coroa reage levando Manuel Beckman e Jorge Sampaio à forca, outros à prisão e degredo.

1685

  • 2/11/1685: Enforcados em S. Luís Manuel Beckman e Jorge Sampaio, chefes da rebelião nativista de 1684.

1686

  • 10/1/1686: 2º ataque de Fernão Carrilho ao Palmares. Leva uma imagem de sto Antonio engajado como praça, recebendo soldo e farda. Destrói roças e faz poucas prisões.

1687

  • 3/3/1687: Domingos Jorge Velho firma contrato para liquidar Palmares. Fracassará nessa 1ª tentativa.

1688

1689

1690

1691

1692

  • 10/4/1692: Acordo de "paz perpétua" entre a Coroa de Portugal e Canindé, "rei dos Janduim" (RN-PB-CE), para por fim à Guerra dos Cariri. Violado 2 após anos.

1693

1694

  • 12/1/1694: Chega a Palmares a expedição militar de Domingos Jorge Velho-Bernardo Vieira de Melo, somando 6.500 homens. Arma o cerco em torno da dupla paliçada do mocambo principal, do Macaco, que resiste até 6/2.

  • 2/6/1694: Zumbi e seus guerreiros, já sem pólvora, rompem o cerco ao mocambo do Macaco e recuam para a mata, perseguidos por Vieira de Melo. Domingos Jorge Velho ocupa Palmares e relata que "os soldados degolaram aos que encontraram", estimados em 500.

  • 6/2/1694: Expedição de Fernão Carrilho retoma a guerra aos Janduim, grandes guerreiros corredores do sertão nordestino. Fracassa.

  • 21/10/1694: Nasce em Paris François Marie Arouet, que o mundo conhecerá como Voltaire, crítico demolidor da velha ordem feudal-absolutista.

1695

  • 20/11/1695: Zumbi dos Palmares, delatado por Antonio Soares, é surpreendido pelo cap. Furtado de Mendonça em seu reduto (talvez a serra 2 Irmãos). Apunhalado, resiste mas é morto com 20 guerreiros. Tem a cabeça cortada, salgada e levada, com o pênis dentro da boca, ao gov. Melo e Castro. No 3º centenário de sua morte, emergirá como o grande herói da luta pela liberdade no Brasil. A data é o Dia Nacional da Consciência Negra.

1696

1697

1698

  • 13/1/1698: D. Pedro II de Portugal premia com 50 mil réis o cap. Furtado de Mendonça por "haver morto e cortado a cabeça do negro dos Palmares do Zumbi".

1699

  • 30/6/1699: Tropa de Morais Novarro ataca os Janduim do Jaguaribe, CE.

  • 4/8/1699: Morais Navarro assassina 400 índios desarmados em festa-armadilha, em Madre de Deus, CE. O pe João da Costa protesta.