1900

  • 15/3/1900: Matarazzo inaugura grande moinho de trigo, no Brás, S. Paulo.

  • 31/3/1900: A expedição colonial inglesa do gen. Younghusband massacra 700 pessoas visando dominar o Tibet.

  • 7/5/1900: 1ª linha de bonde elétrico de S. Paulo (da Light), une o Centro à Barra Funda.

  • 6/6/1900: A Light dá início à usina elétrica de Santana do Parnaíba; potência: 2 mil kw.

  • 9/6/1900: Os diplomatas sediados em Pequim telegrafam ao alm. Seymour, pedindo tropas para reprimir a revolta dos boxers.

  • 13/6/1900: Os boxers entram em Pequim. Começa a fase violenta da rebelião antiimperialista.

  • 21/6/1900: O governo imperial chinês, sob pressão da Revolta dos Boxers, declara guerra às potências ocidentais.

  • 19/7/1900: 1º clube dedicado só ao futebol, o Sport Club Rio Grande, RS. Dia Nacional do Futebol.

  • 29/7/1900: O anarquista Gaetano Bresci mata em atentado o rei Humberto I da Itália, célebre pela ambição imperialista e a intolerância social.

  • 7/8/1900: Os irmãos Flores Magón lançam no México o jornal libertário Regeneración.

  • 14/8/1900: Tropas ds grandes potências européias afogam a Revolta dos Boxers chineses em sangue: decapitações.

  • 23/9/1900: 5º Congresso da 2ª Internacional, em Paris. A única delegação latino-americana é a argentina.

  • 20/10/1900: Nasce em S. Paulo o jornal socialista Avanti!, em italiano, de Alcebiades Bertolott. Circulará até 1909

1901

  • 26/2/1901: Chi-hsui e Hsu Cheng-yu, líderes da Revolta dos Boxers na China, são decapitados em Pequim pelas tropas de ocupação.

  • 23/3/1901: As tropas dos EUA que ocupam as Filipinas, após uma guerra que custa 500 mil vidas nativas, capturam o líder da rebelião, gen. Aguinaldo.

  • 30/5/1901: O escritor russo Máximo Gorki sai da prisão graças ao empenho de Leon Tolstoi. Fora preso por ter publicado um poema, Canção do tempestuoso Petrel.

  • 11/6/1901: A Bolívia arrenda o Acre, então seu território, ao Bolivian Syndicate (EUA).

  • 14/6/1901: Quebra-quebra destrói 26 bondes e derruba aumento da tarifa no Rio.

  • 7/7/1901: Nasce Vittorio de Sicca, cineasta que estabelecerá os contornos do Neorealismo Italiano, ao filmar em 48 Ladrões de Bicicletas.

  • 25/7/1901: Os EUA impõem a Cuba a Emenda Platt (que permite intervenções militares) e se apossam (até hoje) da base de Guantanamo.

  • 10/8/1901: A Justiça reabre o Clube Militar, fechado desde 1897 sob suspeita de florianismo.

  • 2/9/1901: Theodore Roosevelt formula a frase-síntese da política externa dos EUA: "Fale macio e use um grande porrete (big stick)".

  • 6/9/1901: Atentado do anarquista Leon Czolosz em Buffalo mata o pres. dos EUA, McKinley.

1902

  • 12/1/1902: Nasce nos EUA a Associação pelo Progresso dos Homens de Cor, pioneira no enfrentamento do racismo.

  • 20/5/1902: Cuba, sob ocupação militar dos EUA, proclama a Repíublica.

  • 28/5/1902: Fundado em S. Paulo o 2º Partido Socialista Brasileiro (o 1º é de 1890).

  • 31/5/1902: No sul da África, o Tratado de Vereeniging assinala a capitulação dos bôers face ao colonialismo inglês.

  • 1/6/1902: Surge o jornal anarquista Amigo do Povo.

  • 6/8/1902: Exército de seringueiros de Plácido de Castro toma Xapuri.

  • 13/12/1902: As armadas inglesa, alemã e italiana bloqueiam (por 1 ano) os portos da Venezuela.

1903

  • 24/1/1903: Rebeldes acreanos de Plácido de Castro tomam Puerto Alonso da Bolívia.

  • 26/3/1903: O médico Oswaldo Cruz passa a dirigir a Saúde Pública do Rio; seu plano: atacar a febre amarela pelos mosquitos, a exemplo de Cuba.

  • 1/5/1903: Passeata no Rio. A polícia conta 20 mil participantes.

  • 17/7/1903: 2º congresso do POSD da Rússia, em Bruxelas. Cisão entre bolcheviques e mencheviques.

  • 15/8/1903: Os operários da tecelagem Cruzeiro iniciam greve que se alastrará por várias categorias do Rio, na 1ª greve geral do sindicalismo brasileiro, por salário e jornada de 8 h. A 1ª greve geral de âmbito nacional virá em 1962.

  • 15/9/1903: Greve dos bondes e cocheiros no Rio.

  • 15/9/1903: 1ª lei de expulsão de estrangeiros.

  • 3/11/1903: O Panamá, instigado pelos EUA, separa-se da Colômbia. Os EUA ficam com a zona do futuro canal.

  • 17/11/1903: Tratado de Petrópolis, fim da Guerra do Acre. A Bolívia troca 190 mil km2 por 3 mil km2 e uma indenização.

  • 13/12/1903: Nos EUA os irmãos Wright fazem voar um aeroplano com auxílio de uma catapulta.

1904

  • 2/1/1904: Marines desembarcam na Rep. Dominicana "para proteger propriedades e interesses dos EUA".

  • 3/1/1904: Motim de 72 recrutados a força para a Marinha gera chacina em Fortaleza.

  • 8/2/1904: Começa a Guerra Russo-Japonesa, que desembocará na revolução russa de 1905.

  • 8/4/1904: Entente Cordiale França-Inglaterra: partilha colonial da África.

  • 17/4/1904: Surge no subúrbio do Rio o Bangu, 1º clube de futebol proletário, formado por trabalhadores da tecelagem homônima. Toma impulso a luta, que vai durar décadas até a vitória, pela democratização do futebol.

  • 18/4/1904 : Surge na França o jornal socialista l'Humanité, de Jean Jaurès.

  • 12/7/1904: Nasce o poeta chileno e militante comunista Pablo Neruda.

  • 14/8/1904: 6º Congresso da 2ª Internacional, em Amsterdã.

  • 20/8/1904: 6º congresso da 2ª Internacional Socialista, em Amsterdã, condena o revisionismo de Bernstein.

  • 22/8/1904: Nasce deng Hsiaoping, dirigente histórico do PC da China, arquiteto do "milagre chinês" pós-1977.

  • 31/10/1904: Aprovada, graças ao médico Osvaldo Cruz, a Lei da Vacina Obrigatória. Sob ataque da imprensa, ela chega a causar um levante popular na capital (a Revolta da Vacina), mas é um marco histórico da saúde pública no país. A vacina termina se impondo e liquida a febre amarela, antes endêmica no Rio.

  • 11/11/1904: Começa a Revolta da Vacina, explosão espontânea de revolta do povo do Rio, com causas e objetivos confusos. Esmagada após 6 dias de barricadas, do Encantado ao Jardim Botânico: 30 mortos, 110 feridos, 454 deportados, 945 presos.

  • 14/11/1904: Motim dos alunos da Escola Militar ("Quebra-lampiões"), Praia Vermelha, Rio.

  • 16/11/1904: Ataque combinado da Marinha e Exército vence, após 6 dias de combate, a Barricada Porto Artur (alusão à sangrenta batalha da Guerra Russo-Japonesa), principal reduto da Revolta da Vacina, na Saúde, Rio. O país entra em estado de sítio (até 14/3/1905).

  • 18/11/1904: Motim do 19º BI, Salvador, BA, em apoio aos cadetes do Rio rebelados em 14/11.

  • 14/12/1904: O físico alemão Max Plank (em política um conservador) apresenta os estudos que lançam os pilares da moderna f'ísica quântica.

1905

  • 2/1/1905: A cidade russa de Porto Artur se rende ao Japão. A derrota produz a Revolução de 1905.

  • 22/1/1905: Domingo Sangrento: cossacos fuzilam passeata na Rússia; começa a Revolução de 1905, que cria os 1os soviets.

  • 29/1/1905: Morre o jornalista e abolicionista José do Patrocínio, 52 anos, o popularíssimo Zé do Pato. Enorme massa vai ao enterro no Rio.

  • 5/2/1905: Grande passeata no Rio contra os fuzilamentos e deportações na Rússia czarista.

  • 7/2/1905: 1ª greve em S. Bernardo, SP: 500 operários da Ipiranguinha Tecidos.

  • 23/4/1905: Diferentes grupos socialistas da França unem-se em um só partido, a SFIO (Seção Francesa da Internacional Operária).

  • 1/5/1905: 1º ato de rua em S. Paulo. Em Jundiaí participam 5 mil pessoas.

  • 5/6/1905: Albert Einstein, 26 anos, subverte a velha física newtoniana com a teoria da relatividade. Entre suas muitas consequências está a bomba atômica, que Einstein combaterá até a morte.

  • 21/7/1905: Nasce em Paris Jean-Paul Sartre, filósofo, romancista, teatrólogo, encarnação do intelectual engajado de seu tempo.

  • 27/6/1905: Revolta dos marinheiros do encouraçado russo Potenkin, celebrizada no filme de Eisenstein.

  • 11/10/1905: Surge Tico-Tico, 1ª revista brasileira de quadrinhos para crianças.

  • 13/5/1905: Durante a insurreição de outubro na Rússia, nasce o Soviet (Conselho) de operários de S. Petersburgo, inspirador do sistema soviético.

  • 23/10/1905: Revolta dps marinheiros russos de Cronstadt, selvagemente esmagada.

  • 8/11/1905: Soldados do forte Sta Cruz, Rio, se rebelam: 3 mortos.

  • 8/11/1905: Lênin volta clandestinamente à Rússia para a Revolução de 1905.

  • 7/12/1905: Insurreição operária em Moscou, 1 milhão de grevistas no mês. Auge da Revolução Russa de 1905.

  • 30/12/1905: Criado o 4º (e atual) Banco do Brasil.

1906

  • 21/1/1906: Reabilitação de A. Dreyfus: vitória das forças progressistas na França.

  • 10/3/1906: Acidente em mina de Courière mata 1.200 operários e provoca greve de rpotesto no norte da França.

  • 15/4/1906: 1º Congresso Operário Brasileiro, no Rio: 50 delegados, predomínio anarquista. Decide criar a COB (Confederação Operária Brasileira) 1ª Central sindical do país. Debate se é lícito operário fazer política e sindicato ter funcionário remunerado.

  • 15/5/1906: Greve geral na E. F. Paulista, contida a bala. Vários mortos.

  • 1/6/1906: Começa a greve dos mineiros de cobre de Cananea, México. Afogada em sangue com ajuda de 275 rangers dos EUA.

  • 6/6/1906: Greve de colonos na fazenda Sto Antonio, Piracicaba, SP.

  • 20/7/1906: A Finlândia estende o direito de voto a todo maior de 24 anos exceto os sustentados pelo Estado. É o 1º país a dotar o voto feminino (Segue-se, em 1913, a Noruega)..

  • 29/9/1906: 2ª intervenção dos marines dos EUA em Cuba (até 1909).

  • 23/10/1906: Santos Dumont pilota seu 14 Bis no 1º vôo público (de 60 m) em aeroplano, em Paris.

  • 29/12/1906: O Min. da Indústria é absorvido pelo da Agricultura, reflexo da visão agrarista da República Velha.

1907

  • 1/1/1907: Os ferroviários da Mojiana, SP, conquistam a jornada de 8 horas.

  • 23/1/1907: Charles Curtis é o 1º senador dos EUA de origem indígena (Kaw).

  • 15/6/1907: Conferência da Paz de Haia, Holanda. Rui Barbosa ("a Águia de Haia"), delegado do Brasil, defende a igualdade das nações.

  • 21/8/1907: Surge no Rio o Vasco da Gama, 1º a incluir negros na sua equipe de futebol.

  • 24/8/1907: 7º congresso da 2ª Internacional Socialista, em Stuttgart.

  • 21/12/1907: Massacre de Sta Maria de Iquique, Chile, mata 3.600 mineiros em greve.

1908

  • 8/1/1908: Nasce em Paris Simone de Beauvoir, autora de O Segundo Sexo, obra teórica fundadora do feminismo do século 20.

  • 2/2/1908: Fundado em Fortaleza o Clube Socialista Máximo Gorki.

  • 26/6/1908: Nasce Salvador Allende, pres. do Chile no ensaio de transição pacífica ao socialismo (70-73) frustrado pelo golpe de Pinochet.

  • 28/6/1908: O navio Kasato Maru traz ao Brasil 781 imigrantes japoneses. Começa a última grande leva migratória para a lavra do café.

  • 4/7/1908: O exército do Império Otomano na Macedônia se amotina. Começa a Revolução dos Jovens Turcos (que inspirarão os tenentistas brasileiros).

  • 5/10/1908: A Bulgária proclama sua independência do Império Otomano.

  • 5/12/1908: Comício anarquista de 5 mil no lgo de S. Francisco, S. Paulo.

1909

  • 6/3/1909: R. Peary e M. Henson são os 1os homens a atingir o Pólo Norte.

  • 25/6/1909: Morre em SP a feminista italiana Ernestina Lésina, da revista Anima e Vita.

  • 27/7/1909: Semana Trágica (greve insurreicional, fortemente reprimida) em Barcelona e outras cidades da Catalunha, Espanha. Atos de solidariedade no Rio.

  • 15/8/1909: Euclides da Cunha, 43 anos, morre em duelo com o tte Dilermando de Assis. Vinha se aproximando do marxismo.

  • 16/8/1909: Greve na fábrica S. Bento, Jundiaí, SP, que emprega meninos de 7 anos.

  • 22/9/1909: Primavera de Sangue: a polícia do Rio mata 2 estudantes em passeata.

  • 27/12/1909: O maj. Rondon conclui a ligação telegráfica do AM (997 km de selva).

1910

  • 22/2/1910: Intervenção dos marines dos EUA na Nicarágua.

  • 17/3/1910: Nasce Bayard Rustin, companheiro de Luther King no movimento antiracista pelos direitos humanos nos EUA.

  • 23/3/1910: Nasce o cineasta japonês Akira Kurosawa.

  • 1/5/1910: O 5º 1º de Maio em Franca, SP, encena a peça Gaspar o serralheiro, pró-greves

  • 20/7/1910: O capitão Cândido Rondon (1865-1968), positivista e neto de índia Bororo, cria e dirige o SPI (Serviço de Proteção ao Índio, hoje Funai). Enfrentando a antropologia eurocêntrica da época, põe o Brasil na vanguarda mundial em política indigenista.

  • 29/7/1910: O pres. José Madaiz denuncia intervenção dos EUA na Nicarágua.

  • 28/8/1910: 8º congresso da 2ª Internacional Socialista, em Copenhague.

  • 4/10/1910: Levante militar-popular triunfa em Portugal após 36 hs e proclama a República.

  • 20/11/1910: O líder oposicionista mexicano Francisco Madero anuncia o Plano de San Luís de Potosi. Começa a Revolução Mexicana após 34 anos de ditadura de Porfírio Diaz.

  • 20/11/1910: Morre o romancista russo Leon Tolstoi, 82 anos, mestre da ficção realista, inspirador de movimentos como o de Gandhi.

  • 22/11/1910: 2.400 marinheiros rebelam a Armada de Guerra, chefiados por João Cândido. Não querem mais ser açoitados. Têm um comitê clandestino e sofrem influência socialista. Para o pasmo da oficialidade racista, o Almirante Negro manobra a frota com precisão e elegância.

  • 24/11/1910: O Congresso aprova e o presidente sanciona, em 24 hs., a anistia aos marujos da Revolta da Chibata. A revanche virá depois.

  • 9/12/1910: Levante dos fuzileiros navais da ilha das Cobras, Rio, contra a violação do acordo que pôs fim à Revolta da Chibata, esmagado em 24 hs. Dos 600 revoltosos, 60 sobrevivem ao bombardeio legalista.

  • 24/12/1910: O navio Satélite embarca 441 prisioneiros para a Amazônia, com uma lista de 11 presos políticos que serão fuzilados em alto mar.

  • 25/12/1910: João Cândido, o Almirante Negro, é o único sobrevivente, dos 18 marinheiros da Revolta da Chibata presos na véspera, numa cela com cal virgem, na ilha das Cobras, Rio.

1911

  • 10/1/1911: Greve de 5 meses dos sapateiros de S. Paulo pela jornada de 8 h.

  • 8/3/1911: 1ª comemoração do Dia da Mulher, proposta da marxista alemã Clara Zetkin na Conf. Internacional da Mulher Socialista (Dinamarca, 1910).

  • 13/5/1911: Lei portuguesa legaliza o trabalho forçado nas coônias.

  • 25/5/1911: A revolução mexicana, liderada por Emiliano Zapata (Sul) e Pancho Villa (Norte), derruba a ditadura de Porfírio Díaz, há 36 anos no poder.

  • 1/6/1911: Sai em Santos, SP, o jornal O Proletário.

  • 6/6/1911: Os EUA se apossam da alfândega da Nicarágua.

  • 24/7/1911: O socialista francês Jean Jaurés parte em turnê pela América do Sul, que inclui o Brasil.

  • 18/8/1911: Greve geral nas ferrovias inglesas.

  • 10/10/1911: Começa na China o movimento revolucionário do Kuomintang de Sun Yatsen.

  • 19/10/1911: O Jornal do Comércio, do Rio, começa a publicar como folhetim O Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto: jornalista, 30 anos, mulato irreverente e cáustico. O romance mostra que pode-se ser impiedoso na crítica e implacável na ironia, sem perder uma imensa ternura pelo Brasil.

  • 25/11/1911: Zapata lança o Plano de Ayala, de revolução agrária camponesa-radical (México).

  • 28/11/1911: Lei 2.416 regula a expulsão de estrangeiros por motivos políticos.

  • 2/12/1911: Os revolucionários republicanos chineses capturam Nankim.

  • 5/12/1911: Nasce Carlos Mariguela, comunista, poeta, deputado, guerrilheiro, mártir da resistência à ditadura.

  • 14/12/1911: O dinamarquês Roald Amundsen é o 1º homem a atingir o Pólo Sul.

  • 30/12/1911: A revolução do Kuomitang proclama Sun Yat-sen, 45 anos, 1º pres. da China.

1912

  • 8/1/1912: Fundado na África do Sul o CNA (Congresso Nacional Africano).

  • 12/1/1912: Marines dos EUA ocupam Honduras.

  • 17/1/1912: Robert Scott chega ao Pólo Sul.

  • 10/2/1912: Morre o barão do Rio Branco, 67 anos, no Rio. Mais de 300 mil pessoas vão ao enterro daquele que ficou associado à defesa do interesse nacional.

  • 12/2/1912: Triunfa a revolução chinesa de 1911. O último imperador manchú abdica. O 1º pres, Sun Yat-sen, será simpático à URSS.

  • 6/3/1912: Greve dos ferroviários da Estrada de Ferro de Baturité, CE. Durará 15 dias.

  • 15/4/1912: Naufrágio do Titanic; 1.517 mortos.

  • 30/4/1912: Inaugurada a ferrovia Madeira-Mamoré. A obra custou 6 mil vidas.

  • 5/5/1912: Os bolcheviques russos lançam o jornal de massas Pravda, diário e legal, vendido a 1 copek.

  • 17/5/1912: Há 10 mil grevistas em SP.

  • 5/6/1912: Marines dos EUA ocupam Cuba.

  • 14/8/1912: Marines dos EUA ocupam a Nicarágua (até 25).

  • 3/10/1912: José Oiticica adere ao anarquismo.

  • 4/10/1912: Assassinado o patriota nicaraguense Benjamin Zeledón.

  • 22/10/1912: Combate de Irani inicia a repressão ao movimento místico do Contestado, SC. Morre o monge José Maria.

  • 7/11/1912: 4º (?) Congresso Operário Brasileiro, 187 delegados, no Rio. Com apoio oficial, é tido como amarelo (pelego).

  • 17/11/1912: Manifestação Internacional pela Paz, convocada pela 2ª Internacional, ocorre por toda a Europa e reúne multidão em Paris.

  • 24/11/1912: 9º (e último) congresso da 2ª Internacional Socialista, em Bale, Suíça. Foi convocado extraordinariamente para tratar do perigo de guerra.

  • 1/12/1912: João Cândido, líder da Revolta da Chibata, é julgado e absolvido, após 2 anos preso em quartéis e hospícios.

  • 19/12/1912: Criada a Universidade do PR, privada, com 3 faculdades; dura 3 anos.

  • 20/12/1912: Floro Bartolomeu e o povo de Juazeiro vencem em suas trincheiras a Força pública do CE. Marcha de 5 mil sobre Fortaleza.

1913

  • 9/2/1913: Começa no México a contra-revolução de Huerta.

  • 22/2/1913: Assassinado pela reação o pres. do México Francisco Madero. A revolução mexicana ganha ímpeto.

  • 16/3/1913: Protesto de 10 mil no Rio contra a carestia e a expulsão de sindicalistas.

  • 4/4/1913: Massacre de Lena. Greve em mina de ouro recebida a bala, 500 mortos. Gera greves de protesto em toda a Rússia.

  • 29/5/1913: O 1º balé moderno, de Stravinsky-Nijinsky, causa escândalo e vaias em Paris.

  • 8/6/1913: Semana Vermelha: greve geral política na Itália.

  • 11/6/1913: Em Ravena, Itália, a greve geral ganha traços de insurreição. O ge. Agliardi rende-se a um grupo de camponeses.

  • 9/7/1913: Consolidação das leis de imigração. Visa garantir braços para o café.

  • 8/9/1913: 2º Congresso Operário (Rio, 117 delegados). Luta pela jornada de 8 hs. e o salário mínimo.

  • 8/10/1913: Início da 2ª Revoilução Industrial. Henry Ford cria nos EUA a 1ª linha de montragem, do Ford T.

  • 28/11/1913: Insurreição em Vlora proclama a independência da Albânia, após 4 séculos de domínio otomano.

  • 29/12/1913: Rebeldes do Contestado rechaçam ataque do Exército ao reduto de Taquaruçu, SC.

1914

  • 23/1/1914: Revolta de Juazeiro (CE). Vitória dos sertanejos sob liderança do pe Cícero e de Floro Bartolomeu contra a polícia do CE.

  • 17/2/1914: Jorge Street, chamado "industrial socialista" por ter construído a vila operária Maria Zélia, no Brás, negocia o fim de greve de 2 mil em sua Fábrica de Juta, SP.

  • 8/3/1914: Comício contra a carestia no Bom Retiro, S. Paulo.

  • 14/4/1914: Greve geral no PA pela jornada de 8 hs. A polícia empastela o jornal O Imparcial.

  • 6/6/1914: Delmiro Gouveia funda sua fábrica em Pedra (hoje Delmiro Gouveia), AL.

  • 28/6/1914: Atentado em Sarajevo, Bósnia, mata o herdeiro do Império Austríaco e fornece pretexto para o início da 1ª Guerra Mundial.

  • 15/7/1914: O paulista Edú Chaves voa de S.Paulo ao Rio em 4:4 hs, sem escalas.

  • 26/7/1914: Combate de Bachelor's Walk, 3 mortos, 39 feridos, antecipa a luta da Irlanda contra o domínio inglês.

  • 27/7/1914: Manifestações na França contra a recém-declarada Guerra Mundial.

  • 29/7/1914: A contaminação social-chauvinista impede a executiva da 2ª Internacional de tomar posição contra a 1ª Guerra.

  • 31/7/1914: Morto a tiros em Paris o dep. socialista Jean Jaurès, fundador do jornal L'Humanité, internacionalista. O crime contribui para envenenar o clima pré-I Guerra.

  • 2/8/1914: Comício de trabalhadores na Sé, S. Paulo, protesta contra a recém-iniciada Grande Guerra

  • 15/8/1914: 1º Salão de Belas Artes, Rio.

  • 15/8/1914: Comício e saques no Rio contra a carestia.

  • 29/9/1914: Os pelados (como se designam os rebeldes do Contestado), com seus temidos facões, atacam e incendeiam Curitibanos, a 2ª maior cidade de SC.

  • 8/10/1914: Estado de sítio no Rio contra movimentos operários.

  • 30/10/1914: Greve dos têxteis em Sorocaba, SP, impede corte de 25% nos salários.

  • 24/11/1914: Preso o cangaceiro Antonio Silvino, Governador do Sertão (Lagoa da Lage, PE).

  • 6/12/1914: Os camponeses em armas de Villa e Zapata entram na Cidade do México.

1915

  • 6/1/1915: Reforma agrária no México, fruto da revolução, pioneira na partilha dos latifúndios latino-americanos.

  • 8/1/1915: 1º emprego militar da aviação no Brasil, contra os rebeldes do Contestado. Acidente mata o cap. Ricardo Kirk.

  • 18/1/1915: O Japão apresenta ultimato imperialista à China.

  • 20/1/1915: Intervenção dos EUA na Rep. Dominicana (até 40).

  • 14/2/1915: Os socialistas internacionalistas, minoritários, fazem conferência em Londres para denunciar a guerra de rapina.

  • 19/2/1915: Greve dos estivadores do Rio.

  • 17/3/1915: Greve nas obras da E. F. Noroeste, SP, reprimida com vários mortos.

  • 3/4/1915: Após 4 anos de guerra e 54 dias de ataque, cai Sta Maria, maior reduto dos rebeldes da Guerra do Contestado.

  • 13/4/1915: Os socialistas internacionalistas se reúnem na Conferência de Viena. Denunciam a 1ª Guerra como disputa interimperialista.

  • 24/4/1915: 200 prisões dão início ao genocídio que dizima os armênios na Turquia.

  • 1/5/1915: Grandes manifestações operárias internacionalistas declaram "guerra à guerra".

  • 2/6/1915: Na batalha de Ypres (Bélgica), a Alemanha inaugura o uso de gases tóxicos.

  • 28/7/1915: Ocupação militar do Haiti pelos EUA (até 34).

  • 14/10/1915: A COB promove Congresso Internacional da Paz, com postura internacionalista diante da I Guerra Mundial.

  • 19/11/1915: Executado o líder sindical e compositor americano (nascido na Suécia) Joe Hill, acusado de um crime que não cometeu; 30 mil acompanham seu enterro em Chicago, cantando as canções de protesto que Hill compôs.

  • 17/12/1915: Cai o último reduto da Guerra do Contestado. Adeodato, líder rebelde, escapa.

  • 18/12/1915: Sufocado levante de praças contra os baixos soldos na Vila Militar, Rio; 256 presos.

1916

  • 9/2/1916: Presos mais de 20 praças de artilharia que conspiram em favor de uma reforma constitucional.

  • 9/3/1916: A polícia ataca reunião de ferroviários demitidos em Catalão, GO; 9 mortos.

  • 9/3/1916: Pancho Villa ataca a cidade de Columbus, nos EUA.

  • 15/3/1916: Tropa dos EUA invade o México, em perseguição a Pancho Villa.

  • 24/4/1916: Levante da Páscoa contra o jugo inglês na Irlanda. Só será sufocado em 20.

  • 2/8/1916: Lei eleitoral cria opção de voto secreto (que não "pega").

  • 2/8/1916: Conferência de Haia, dos socialistas internacionalistas, denuncia a 1ª Guerra.

  • 29/11/1916: Os EUA ocupam (até 22) a República Dominicana.

1917

  • 12/3/1917: (27/2 pelo calendário ortodoxo): Revolução popular derruba o czar. A Rússia inicia sua 1ª fase de liberdade democrática. Forte agitação político-social.

  • 19/3/1917: A Suprema Corte dos EUA reconhece o direito dos ferroviários à jornada de 8 hs. de trabalho.

  • 3/4/1917: Lênin volta do exílio em trem blindado alemão. Discursa de cima de um tanque na Estação Finlândia e conclui com vivas à revolução socialista.

  • 8/5/1917: 2 batalhões franceses se amotinam contra a guerra no Chemin des Dames. Esbofeteiam os oficiais e cantam a Internacional.

  • 1/6/1917: Regimento francês de elite se amotina em Tardenois. Ao som da Internacional, exige paz e revolução. No total, são mais de 500 motins no Chemin des Dames.

  • 9/6/1917: Surge em S. Paulo A Plebe, semanário anarquista de E. Leuenroth, com grande papel na Greve de 17. Circula, com intermitências, até 50.

  • 10/6/1917: Os operários do cotonifício Crespi (na maioria mulheres) páram por 25% de aumento. É o estopim da greve geral. Em 8 dias ela contagia S. Paulo, combate em barricadas, põe o governo em fuga… E vence!

  • 15/6/1917: Passeata de tecelãs da Crespi. A dura repressão provoca adesões à greve geral de S. Paulo.

  • 2/7/1917: Levante negro em St. Louis, EUA, por condições dignas de trabalho no esforço de guerra; 48 mortos.

  • 3/7/1917: 5 mil já aderiram à greve geral em S. Paulo.

  • 3/7/1917: Aparece, em Maceió, o jornal A Semana Social, socialista revolucionário, do artesão-tipógrafo Antônio Canellas.

  • 6/7/1917: Os guerreiros árabes de T. E. Lawrence tomam dos turcos o porto de Ácaba. Embora liderada por um inglês, a luta lança a semente da independência no mundo árabe.

  • 10/7/1917: A cavalaria da polícia mata em piquete no Brás o operário Antonio Martínez, de 22 anos. Radicaliza-se a já imensa greve geral de 1917 em S. Paulo.

  • 12/7/1917: A greve geral toma São Paulo e ganha dimensões de insurreição. Barricadas, tiroteios.

  • 14/7/1917: Jornalistas se oferecem para mediar a greve geral de 1917 em SP. Dá resultado.

  • 17/7/1917: Triunfa a greve geral. Assembléia de 80 mil no lgo da Concórdia, S. Paulo, vota o acordo com governo e patrões.

  • 28/7/1917: Passeata silenciosa da Associação pelo Progresso dos Homens de Cor, em Nova York, contra a violência racista nos EUA.

  • 1/8/1917: Greve geral em Porto Alegre, RS.

  • 5/9/1917: Ferroviários do Recife iniciam greve, que se expande.

  • 10/10/1917: Assassinado Delmiro Gouveia, pioneiro da fábrica de fios da Pedra, AL, que incomoda a Machine Cotton (Linhas Corrente), inglesa.

  • 26/10/1917: Estado de sítio, alegando a entrada (formal) do Brasil na I Guerra, que ocorre no mesmo dia.

  • 7/11/1917: (25/10 pelo antigo calendário russo) Insurreição operária e camponesa na Rússia, sob a direção dos bolcheviques de Lênin. Começa a 1ª experiência de construção do socialismo no mundo.

  • 8/11/1917: Decretos da Paz e da terra na Rússia, cumprindo as promessas da Revolução.

  • 29/12/1917: Lei estadual (SP), conquista da greve geral de 1917: proíbe o trabalho de menores de 12 anos e o trabalho noturno de mulheres e crianças.

1918

  • 6/1/1918: Fundado o Partido Comunista Argentino, 1 das Américas.

  • 31/1/1918: Greve de 100 mil em Glasgow, Escócia, evolui para a insurreição. É vencida por tropas e tanques.

  • 6/4/1918: Tropas do Japão desembarcam em Vladivostok para intervir na Guerra Civil contra a Rússia revolucionária.

  • 1/5/1918: O escritor Lima Barreto defende a Revolução de 1917 no artigo O ajuste de contas.

  • 28/6/1918: Desembarque de marines dos EUA no Panamá.

  • 18/7/1918: Nasce Nelson Mandela, líder do Congresso Nacional Africano (CNA). Preso 27 anos pelo regime racista por militar na Umkhonto we Siswe (Lança da Nação), a guerrilha do CNA, simbolizará a libertação sul-africana,

  • 30/8/1918: Atentado contra Lênin. A esserista Fanny Kaplan acerta-lhe 2 tiros nas costas.

  • 10/9/1918: Soldados búlgaros se amotinam no front da 1ª Guerra.

  • 21/10/1918: Marinheiros alemães rebelam-se contra a guerra em Wilhemshafen. Anistia. O líder comunista Karl Liebknecht é libertado.

  • 28/10/1918: A Checoslováquia declara-se independente do agonizante Império Austro-Húngaro.

  • 29/10/1918: Os marinheiros da frota de guerra alemã se rebelam contra a guerra e o kaizer. O motim precipita o fim da 1ª Guerra e da monarquia.

  • 7/11/1918: Insurreição de operários e soldados alemães em Munique.

  • 9/11/1918: Crise revolucionária na Alemanha derrotada. O kaizer abidica e foge. Governo social-democrata. Agitação operária.

  • 11/11/1918: Rendição da Alemanha, fim da 1ª Guerra Mundial. A crise revolucionária se aguça na Europa.

  • 18/11/1918: Ensaio insurreicional anarquista conectado a greve geral no Rio-Niterói. Mobiliza tecelões, metalúrgicos e operários da construção para ocupar o palácio presidencial, Câmara, Senado, arsenais, quartéis. Ataca a delegacia distrital de polícia mas sucumbe ante a chegada de reforços. Dezenas de presos.

  • 18/11/1918: Revolução na Alemanha derrotada na 1ª Guerra. O kaiser foge. República. Agitação operária.

  • 22/11/1918: O governo de Delfim Moreira manda fechar sindicatos em greve no Rio. Mais de 200 presos.

  • 10/12/1918: Deportado para AL o líder anarquista José Oiticica.

  • 28/12/1918: Berta Lutz, 24 anos, bióloga recém-formada pela Sorbonne, publica nA Semana artigo pró-direitos da mulher. A luta pelo voto feminino ganha impulso no Brasil.

  • 30/12/1918: Fundação do PC da Alemanha, que rapidamente atrai a ala esquerda das bases social-democratas.

1919

  • 2/1/1919: Conferência de Versalles fixa regras do pós-guerra, sufocando a Alemanha. O nazismo crescerá nesse caldo de cultura.

  • 6/1/1919: Semana Vermelha em Berlim: ensaio de insurreição operária espartaquista. de tipo soviético.

  • 7/1/1919: Semana Trágica na Argentina: a polícia mata 7 grevistas e provoca greve geral insurreicional. A repressão, em nome do combate ao "judaico-maximalismo", assassina 2 mil operários.

  • 15/1/1919: Assassinados pela contra-revolução em Berlim, a coronhadas, os dirigentes comunistas Rosa Luxemburg (47 anos) e Karl Liebknecht (idem), durante a repressão à insurreição espartaquista de 1918. O corpo de Rosa, atirado a um canal, só é encontrado meses depois.

  • 1/3/1919: Revolta na Coréia contra o domínio colonial japonês.

  • 2/3/1919: Começa o 1º Congresso da 3ª Internacional (Moscou): 52 delegados, nenhum do Brasil.

  • 4/3/1919: O congresso de Moscou decide formar a (3ª) Internacional Comunista, ou Comintern.

  • 9/3/1919: Protesto estudantil no Cairo contra a prisão do líder nacionalista Saada Zaghul. Os colonialistas ingleses revidam com metralhadoras.

  • 22/3/1919: Operários húngaros formam república bolchevique. Seu líder, Bela Kun, sai da prisão para o poder. Em julho, a revolução será sufocada por tropas romenas.

  • 30/3/1919: Gandhi lança o Hartai (greve geral) contra o colonialismo inglês na Índia.

  • 10/4/1919: Tocaia da reação mata o revolucionário camponês mexicano Emiliano Zapata, até hoje lembrado em incontáveis lendas e baladas populares.

  • 13/4/1919: Insurreição de tipo soviético na Baviera, sul da Alemanha.

  • 13/4/1919: O poder colonial inglês promove o massacre de Amritsar; 379 mortos. Protestos em toda a Índia.

  • 15/4/1919: Choque entre socialistas e camisas negras fascistas em Milão, Itália.

  • 19/4/1919: Levante da esquadra francesa do Mar Negro, sob a liderança de André Marty, ao som da Internacional.

  • 21/4/1919: Derrota do motim da armada francesa no Mar Negro contra a guerra. Prisão de André Marty.

  • 1/5/1919: O maior 1º de Maio até então: 50 mil no Rio. Forte influência da Revolução Russa, apoio aos Soviets na Guerra Civil.

  • 4/5/1919: Movimento 4 de Maio, rebelião patriótica estudantil na China. Forte repressão.

  • 17/5/1919: Greve nas docas de Santos alcança a jornada de 8 hs.

  • 4/6/1919: Centenas de prisões de estudantes do Movimento 4 de Maio em Pequim. Greves de protesto.

  • 10/6/1919: Greve geral em Salvador conquista a jornada de 8 hs nas estatais.

  • 21/6/1919: Fundado o 1º Partido Comunista do Brasil, semi-anarquista e de vida curta.

  • 27/7/1919: Assassinato de jovem negro em Chicago atiça o Verão Vermelho, 25 levantes raciais nos EUA. Em Chicago, 38 mortos.

  • 11/8/1919: A jovem república alemã aprova a Constituição de Weimar, a 1ª a incluir direitos sociais.

  • 31/8/1919: Greve geral em Porto Alegre, a partir da Light, reprimida a tiros.

  • 7/9/1919: O jornal anarquista A Plebe torna-se diário.

  • 20/9/1919: A polícia apreende o jornal operário Spártacus. O nome do semanário, recém-fundado no Rio, foi tomado do chefe da grande rebelião de escravos da Roma antiga, 2 mil anos atrás. Voltara à cena social em 1915, graças aos espartaquistas, revolucionários internacionalistas alemães como Rosa Luxemburg.

  • 20/10/1919: Grande greve em S. Paulo: estudantes dirigem bondes.

  • 26/10/1919: Banidos do país como agitadores anarquistas mais de 100 líderes sindicais imigrantes, de S. Paulo, Rio, Niterói, S. Bernardo, Santos.

  • 28/10/1919: Empastelado o jornal anarco-sindicalista A Plebe. O ataque tem participação ostensiva dos órgãos de repressão

  • 24/11/1919: Camponeses ocupam terras na Itália.

  • 29/12/1919: Greve geral de 7 dias na Bulgária.

1920

  • 10/1/1920: Criada a Liga das Nações, à sombra da carnificina da I Guerra Mundial.

  • 4/2/1920: Greve dos marítimos no Rio. Choques, vários mortos e feridos a bala e baioneta.

  • 14/2/1920: Uade Wood Park funda em Chicago a Liga das Mulheres Eleitoras.

  • 20/2/1920: A aviação inglesa esmaga revolta na Somália.

  • 7/3/1920: Greve dos ferroviários da Leopoldina, Rio; 1.600 presos num só dia.

  • 27/3/1920: O pres. Epitácio Pessoa recebe no Rio 27 líderes sindicais "amarelos".

  • 31/3/1920: Greve na Mogiana; 4 mortos e vários feridos em Casa Branca, SP.

  • 9/4/1920: Marines dos EUA desembarcam na Guatemala.

  • 15/4/1920: Fundação do PC da Espanha.

  • 16/4/1920: Greve geral nos transportes da Iugoslávia.

  • 29/4/1920: 3º Congresso Operário, no Rio; 135 delegados.

  • 23/5/1920: Fundado o PC da Indonésia.

  • 29/6/1920: Para vingar a morte do pai, Lampião cai no cangaço. Até sua morte em 38, criará uma legenda de bandido-justiceiro e gênio militar.

  • 9/7/1920: Preso e assassinado no Recife o líder dos estivadores Pedro Lersa.

  • 19/7/1920: 2º Congresso da 3ª Internacional, aprova as 21 condições propostas por Lênin para o ingresso dos PCs.

  • 24/7/1920: Nasce em Nova York Bella Abzug, inflamada feminista e pacifista, inimiga mortal do estabilishment americano, até a morte em 98.

  • 31/7/1920: Congresso de fundação do PC Britânico.

  • 1/8/1920: Gandhi lança campanha anticolonialista na Índia (desobediência civil).

  • 18/8/1920: A mulher conquista o direito de voto nos EUA.

  • 26/8/1920: As mulheres dos EUA conquistam o direito de voto.

  • 31/8/1920: 500 mil operários italianos ocupam fábricas, elegem comitês, criam autodefesa e obtêm conquistas.

  • 1/9/1920: O censo demográfico passa a ser nesta data: o país tem 30 milhões de habs. Em 1940 é medida a taxa de urbanização: 31%. Em 1970 a população urbana passa a maioria (55%). Mas em 1990 Collor corta as verbas para o IBGE e atrasa o censo em 1 ano, com enorme prejuízo para o estudo estatístico do país.

  • 16/9/1920: Tropa do Exército invade sindicatos e espanca sindicalistas em PE.

  • 20/9/1920: Gandhi inicia na Índia a 1ª campanha de não-cooperação contra o domínio inglês.

  • 21/9/1920: Congresso do PS uruguaio decide aderir à 3ª Internacional. Nasce o PC do Uruguai.

  • 12/10/1920: Paz de Riga na Rússia. Os Soviets vencem a Guerra Civil.

  • 17/10/1920: Morre em Moscou o jornalista americano John reed, 32 anos, autor de Dez Dias que Abalaram o Mundo.

  • 17/11/1920: O Iraque forma seu próprio governo, após 4 séculos de domínio otomano (porém sob mandato inglês até 32).

  • 21/11/1920: Massacre de Croke Park. A Inglaterra tenta sufocar o movimento pela independência da Irlanda.

  • 25/12/1920: Fundado em Tours o PC Francês.

1921

  • 17/1/1921: Nova Lei Adolfo Gordo, a Celerada, de Repressão ao Anarquismo.

  • 27/2/1921: Começam os choques abertos entre comunistas e fascistas na Itália.

  • 6/3/1921: Fundação do PC Português.

  • 13/4/1921: Polêmica sobre os guardas brancos do general anti-soviético Piotr Wrangel, que emigram para o Brasil e jogam ativo papel contra as lutas operárias.

  • 1/5/1921: Congresso da Internacional Sindical Vermelha, em Moscou.

  • 22/6/1921: 3º Congresso da 3ª Internacional.

  • 30/6/1921: Fundação do PC da África do Sul.

  • 11/11/1921: Os mongóis, liderados pelos bolcheviques com Sukhbaatar à frente, vencem o invasor chinês. O país passa à revolução e sua capital ganha o nome de Ulan Bator, Guerreiro Vermelho.

  • 23/7/1921: Fundado o PC da China, então com 57 filiados, mas desde os 1os passos enfrentando a luta armada

  • 19/9/1921: Abd el Krim proclama a República do Rif, nas montanhas do Marrocos, desafiando o poder colonial espanhol e francês.

  • 9/10/1921: Episódio das cartas falsas: o Correio da Manhã publica carta atribuída a Artur Bernardes, atiçando a rebeldia dos tenentes.

  • 11/10/1921: Começam conversações de paz que levarão ao fim do domínio inglês na Irlanda, exceto a parte norte.

  • 7/11/1921: Fundado o Grupo Comunista do Rio.

  • 6/12/1921: A Irlanda conquista o autogoverno (exceto as províncias do Ulster).

1922

  • 6/2/1922: Tratados assinados por 9 potências exigem que a China mantenha a "política de porta aberta". O povo protesta.

  • 13/2/1922: 1º dia da Semana de Arte Moderna, no Municipal, escandaliza e fascina S. Paulo. Terá efeitos de longo fôlego na construção cultural brasileira.

  • 15/2/1922: Na 2ª noite da Semana de Arte Moderna, del Picchia provoca: "A nossa estética é guerreira: Queremos luz, ar, aeroplanos, reivindicações obreiras, idealismos, motores, chaminés de fábricas, sangue, velocidade, sonho, na nossa Arte"…

  • 22/2/1922: Lampião oferece à sua tia Jacosa a música Mulher Rendeira, de sua autoria.

  • 26/2/1922: Acordo comercial URSS-Pérsia.

  • 28/2/1922: Independência do Egito, em meio a greves e agitações (mas as tropas inglesas ficam até 31 no país e até 53 em Suez). Zaghul Paxá, patriota várias vezes preso e deportado, passa a 1º min.

  • 25/3/1922: Congresso de fundação do Partido Comunista do Brasil (sigla PCB), no Rio e a seguir em Niterói. Reúne 9 delegados, eleitos por 73 militantes.

  • 1/4/1922: Greve dos mineiros de carvão dos EUA. Agitação em Illinois.

  • 2/4/1922: O 9º Congresso do PCUS elege Stalin secretário-geral.

  • 7/4/1922: O Diário Oficial da União publica os Estatutos do PC-SBIC (Partido Comunista, Seção Brasileira da Internacional Comunista).

  • 15/5/1922: Sai o nº 1 de Klaxon, revista de cultura dos modernistas.

  • 2/7/1922: Epitácio Pessoa fecha o Clube Militar. O tenentismo passa à fase revolucionária.

  • 5/7/1922: Os tenentes sublevam o forte Copacabana, Rio. Sem adesões (afora Campo Grande), decidem combater até a morte (6/7). Apenas 2 (Siqueira Campos e Eduardo Gomes) sobrevivem à fuzilaria legalista, mas o episódio ajuda a mudar a história do país.

  • 6/7/1922: Os 18 do Forte combatem até a morte em Copacabana, Rio. Só sobrevivem Siqueira Campos e Eduardo Gomes.

  • 13/7/1922: Os tenentes rebeldes de Campo Grande se rendem em Três Lagoas.

  • 9/8/1922: Berta Lutz funda a Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, que busca o direito de voto.

  • 15/10/1922: Otávio Brandão filia-se ao PCB.

  • 27/10/1922: A Marcha Sobre Roma impõe à itália o fascismo. Fim do ascenso das greves, ocupações de fábricas e comitês de empresa. Ofensiva mundial nazifascista até 43.

  • 1/11/1922: Morre no Rio, vítima de alcoolismo, o romancista Lima Barreto, 41 anos.

  • 2/11/1922: Triunfo da revolução de Mustafá Quemal na Turquia. Cai o último sultão otomano.

  • 13/11/1922: 4º Congresso da 3ª Internacional, admite o Brasil como "simpatizante". O delegado do Brasil, Bernardo Canelas, tem atuação confusa.

  • 21/11/1922: Morre na prisão de Leavenworth, EUA, Ricardo Flores Magón, jornalista e dramaturgo revolucionário mexicano.

  • 30/12/1922: Congresso dos Soviets cria a URSS (União Soviética).

1923

  • 10/1/1923: Intervenção federal no Rio devido a manifestações oposicionistas.

  • 24/1/1923: Lei Elói Chaves cria caixa de aposentadoria e pensão para ferroviários, embrião da Previdência Social.

  • 7/2/1923: Gráficos de S. Paulo iniciam greve de 42 dias; o 7/2 vira Dia do Gráfico.

  • 17/3/1923: José Carlos Mariátegui. 1º teórico marxista latino-americano, regressa ao Peru vindo da Europa.

  • 24/3/1923: O Correio da Manhã publica o Manifesto da poesia pau-brasil, do modernista Oswald de Andrade.

  • 20/4/1923: Entra no ar a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, 1ª radiodifusora do país. A programação é elitista, o rádio só vira fenômeno de massas nos anos 30.

  • 30/4/1923: Cessar-fogo na Irlanda, que obtém a independência, exceto o Ulster (norte da ilha).

  • 9/6/1923: Golpe fascistizante na Bulgária. Prisões em massa.

  • 10/6/1923: A polícia destrói a gráfica que imprime a revista Movimento Comunista.

  • 1/7/1923: Carta da 3ª Internacional recomenda ao PCB a criação de um jornal operário de massas.

  • 20/7/1923: Assassinado Pancho Villa, legendário combatente revolucionário do tipo Robin Hood na Revolução Mexicana de 1911.

  • 25/7/1923: Otávio Brandão conclui a tradução do Manifesto do Partido Comunista. A obra sai pela 1ª vez no Brasil, no jornal sindical Voz Cosmopolita, e, em 1924, em livro, no RS.

  • 8/9/1923: Passeata de protesto ruma para o palácio do Catete, sede do governo, no Rio.

  • 20/9/1923: Começa a guerra civil contra os senhores de guerra na China. O recém-fundado PC participa.

  • 22/9/1923: Insurreição operário-camponesa na Bulgária, liderada por Dimitrov, chega a tomar algumas cidades.

  • 23/10/1923: Ensaio de insurreição armada dos operários de Hamburgo, Alemanha, dirigida por Thaelmann.

  • 1/1/1923: Hiperinflação na Alemanha: 1 dólar vale 120 bilhões de marcos. Dia 20, valerá mais de 4 trilhões de marcos.

  • 12/11/1923: Hitler é preso após golpe frustrado de Munique.

  • 23/12/1923: A polícia do Rio invade sindicatos da contrução civil (fechado), sapateiros e têxteis; 30 presos.

  • 26/12/1923: Sai a sentença dos rebeldes de 1922: condena 50 oficiais, 11 deles à revelia.

  • 28/12/1923: Em Ponta Grossa, PR, tenentes tentam prender o min. da Guerra.

1924

  • 9/1/1924: Rodolfo Ghioldi, argentino e dirigente da 3ª Internacional, conclui relatório sobre o jovem Partido Comunista do Brasil.

  • 21/1/1924: Morre Lênin; 1 milhão vão ao velório. O corpo, embalsamado e exposto na Praça Vermelha, passa a ser alvo de contenda política após a restauração capitalista dos anos 90.

  • 24/1/1924: A cidade de S. Petersburgo (homenagem ao czar Pedro I) passa a se chamar Leningrado (Lênin morrera dia 21), até a restauração capitalista de 91.

  • 4/5/1924: O PC da Alemanha elege 62 deputados e se afirma como partido de massas.

  • 26/5/1924: Os EUA, antes o país da livre imigração, impõem cotas limitando os imigrantes. Favorecem os do norte da Europa, discriminam os do sul e barram oa asiáticos.

  • 10/6/1924: Milícia fascista assassina Matteotti, líder socialista italiano. O regime de Mussolini assume a ditadura.

  • 5/7/1924: Sublevação tenentista toma S. Paulo (até 28/7). Bombardeio legalista da cidade, estado de sítio. Populares saqueiam armazéns.

  • 8/7/1924: O governo paulista foge e deixa S. Paulo nas mãos dos tenentes revoltosos.

  • 8/7/1924: 5º congresso da 3ª Internacional, aprova linha sectária, denominada "classe contra classe".

  • 12/7/1924: O arcebispo d. Duarte pede em vão ao pres. Bernardes que pare as bombas contra S. Paulo, tomada pela Revolução. Elas deixam 503 mortos e 4 864 feridos.

  • 12/7/1924: Bela Vista, MT: tentativa de levante tenentista.

  • 13/7/1924: Levante tenentista em Aracaju, SE (mantém-se até agosto).

  • 19/7/1924: Morre o cap. Joaquim Távora, revolucionário tenentista, 43 anos, líder dos prisioneiros de 1922 e alma da tomada de S. Paulo no 5 de Julho de 1924. Fora ferido de morte dia 15, no sangrento combate para retomar o 5º Batalhão de Polícia, no Bairro da Liberdade, S. Paulo.

  • 23/7/1924: Levante tenentista em Manaus, AM. Liderado pelo tte Ribeiro Jr., com forte marca social, dura até agosto.

  • 27/7/1924: O bando de Lampião toma Sousa, PB.

  • 27/7/1924: 3.500 rebeldes de Isidoro-Miguel Costa abandonam S. Paulo, que controlam desde 5/7, e rumam para oeste, com apoio dos ferroviários.

  • 31/7/1924: 800 soldados do tte Juarez Távora, entre eles alemães e húngaros veteranos da I Guerra, resistem a 3 mil legalistas em Botucatu, SP.

  • 10/9/1924: Marines dos EUA invadem Honduras.

  • 28/10/1924: O cap. Luís Carlos Prestes lidera levante tenentista no RS, com centro em Sto Ângelo, em apoio aos tenentes de SP.

  • 29/10/1924: As tropas de S. Luís, Uruguaiana e S. Borja somam-se ao levante tenentista de Prestes no RS.

  • 4/11/1924: O tte Hercolino Cascardo rebela no Rio o couraçado S. Paulo e a torpedeira Goiás em apoio aos levantes em SP e RS.

  • 17/11/1924: A Coluna Prestes vence os jagunços do cel. Franklin Albuquerque em Candieiro, vale do Araguaia, GO.

  • 18/11/1924: Os tenentes de Pestes tomam em combate a ponte ferroviária em Cacequi, RS, vital para seu avanço.

  • 26/11/1924: Proclamada a República Popular da Mongólia.

  • 7/12/1924: Levante tenentista em Arroio Irapuá e Passo Caldeirão, RS. Combates.

  • 26/12/1924: Zarpa do Rio o 1º navio de presos (250, tenentes e trabalhadores) para Clevelândia, AP, extremo norte do país; 43% morrem.

  • 27/12/1924: A coluna de tenentes rebeldes do RS rompe o cerco legalista em S. Luís, corta as matas do Uruguai e Iguaçu, e marcha rumo ao PR.

1925

  • 20/1/1925: Vitória tenentista da Coluna da Morte do tte João Cabanas no combate em Formigas, PR.

  • 26/1/1925: Inaugurada a fábrica da General Motors en S. Paulo; 1ª montadora de automóveis no país (25 carros/dia).

  • 12/3/1925: Morre Sun Yatsen, fundador da China moderna, simpatizante do socialismo.

  • 13/3/1925: O Estado do Tennessee proíbe o ensino da teoria da evolução das espécies em todas as escolas e universidades públicas.

  • 30/3/1925: Derrota dos tenentistas em Catanduvas, PR.

  • 11/4/1925: União dos tenentes rebeldes de SP e RS dá início, no PR, àquela que será conhecida como Coluna Prestes. Percorrerá 25 mil km combatendo as tropas legalistas e exércitos de jagunços dos latifundiários sertanejos.

  • 19/4/1925: EUA desembarcam marines em Honduras.

  • 25/4/1925: A Coluna Prestes expulsa por covardia Filinto Muller, futuro chefe de polícia da ditadura estadonovista.

  • 1/5/1925: Lançado o jornal A Classe Operária, órgão do PCB (na época com 300 filiados). Tiragem, 5 mil. Proibido na 12ª edição, inicia longa trajetória de perseguições e fases clandestinas, a mais longa da imprensa popular brasileira.

  • 1/5/1925: O 1º de Maio é feriado pela 1ª vez no Brasil (por decreto de Bernardes, a 26/9/24).

  • 2/5/1925: Levante tenentista, frustrado, no 3º Regimento de Infantaria, Rio.

  • 16/5/1925: 2º Congresso do PCB, no Rio, com 16 delegados. Analisa as sublevações tenentistas.

  • 30/5/1925: Começa na China o Movimento 30 de Maio, após o massacre de Xangai, perpetrado por tropas japonesas.

  • 22/6/1925: França e Espanha unem tropas para combater a resistência anticolonialista de Abd el Krim no Marrocos.

  • 1/7/1925: Lançado em S. Paulo o jornal Folha da Manhã (hoje de S. Paulo).

  • 2/7/1925: Nasce o revolucionário africano Patrice Lumumba, chefe da luta anticolonial e do 1º governo pós-independência do Congo.

  • 10/7/1925: "Julgamento do Macaco": o prof. Scopes é condenado no Tenessee por ensinar na escola a teoria da evolução. O caso polariza os EUA, entre fundamentalismo e ciência.

  • 24/7/1925: A Coluna Prestes vence o maj. Bertoldo Klinger em Anápolis, GO.

  • 16/8/1925: Fundado o PC de Cuba.

  • 7/12/1925: A Coluna Prestes ataca unidade do Exército em Uruçuí, PI. Em 8/12, vence a e ocupa a vila.

  • 24/12/1925: A lei já garante férias, de 15 dias/ano, na indústria, comércio e bancos.

  • 25/12/1925: Sandino consegue armas com a ajuda de prostitutas de Puerto Cabezas, para usar na luta contra os ocupantes dos EUA.

  • 28/12/1925: A Coluna Prestes ataca Teresina, PI.

  • 31/12/1925: 1ª Corrida de S. Silvestre, S. Paulo.

1926

  • 6/1/1926: Tropa dos EUA ocupa a Nicarágua para combater Sandino. Só sai em 33 e deixa o ditador Anastácio Somoza no poder.

  • 17/2/1926: Revolta de Cleto Campelo em Jaboatão-Gravatá, PE. Operária-tenentista, apóia a Coluna Prestes.

  • 4/3/1926: Lampião é aclamado em Juazeiro, CE, abençoado pelo pe Cícero, ganha armas e patente de capitão para combater a Coluna Prestes. Não combate.

  • 11/4/1926: Forma-se o bloco de Oswaldo Cruz, no Rio, embrião da futura Escola de Samba da Portela.

  • 0/4/1926: O. Brandão publica o livro Abrarismo e Industrialismo, 1ª tentativa de análise marxista da sociedade brasileira.

  • 4/5/1926: Greve geral na Inglaterra, vai até 12/5.

  • 28/5/1926: O 16º golpe de estado em 16 anos de vida republicana leva o fascistóide Oliveira Salazar ao poder em Portugal, até a morte em 1970.

  • 10/6/1926: Prestes assume a chefia da Coluna que terá seu nome.

  • 11/10/1926: A vanguarda da Coluna Prestes, vence jagunços do cel. Franklin Albuquerque em Curralinho, GO.

  • 26/10/1926: Levante popular armado de Augusto Sandino contra a ocupação americana na Nicarágua.

  • 4/11/1926: A Coluna Relâmpago contesta (RS) a posse de Washington Luís.

  • 7/12/1926: A Coluna prestes repele tocaia dos exércitos privados dos coronéis de Bom Jesus, MT.

  • 23/12/1926: A Coluna Prestes vence a polícia estadual e toma Sangradouro, MT.

  • 28/12/1926: Convênio dos 7 estados (PE-BA-AL-PB-SE-RN-CE) contra Lampião.

1927

  • 1/1/1927: Com o fim do estado de sítio, o PCB reconquista a legalidade (até 12/8).

  • 3/1/1927: A polícia do Rio proíbe manifestação pelo aniversário de Lênin.

  • 16/1/1928: Leon Trotsky, já em desgraça, é banido da URSS.

  • 29/1/1927: Combate da Fumaça, MT, o último da invicta Coluna Prestes antes de se internar na Bolívia.

  • 1/2/1927: O PCB lança o BOC (Bloco Operário e Camponês), inicialmente chamado apenas Bloco Operário. Em outubro, elegerá 2 vereadores no Rio (na época, Distrito Federal).

  • 4/2/1927: Após centenas de combates, 25 mil km de cavalgada pelo Brasil e nenhuma derrota grave, a Coluna Prestes se asila na Bolívia. Siqueira Campos, com 80 cavalarianos, ainda cumpre 50 dias de andanças e combates no Brasil.

  • 14/2/1927: O tte Siqueira Campos, sobrevivente dos 18 do Forte, desgarrado da Coluna Prestes, toma a cidade de Paracatu, MG.

  • 18/2/1927: Insurreição operária em Xangai, China.

  • 24/2/1927: O Bloco Operário e Camponês, ligado ao PCB, elege um vereador do Rio.

  • 21/3/1927: Greve geral insurreicional em Xangai, dirigida por Chu En-lai. Barricadas, 50 mil piquetes, assalto a postos de polícia.

  • 24/3/1927: O tte Siqueira Campos se asila no Paraguai com 65 remanescentes da Coluna Prestes.

  • 12/4/1927: Chiang Kaishek ataca os comunistas na China, violando aliança que vem do tempo de Sun Yat-sen.

  • 21/4/1927: A Itália fascista prova a Carta del Lavoro, que influencia a legislação sindical de Vargas.

  • 27/4/1927: Congresso Operário Sindical, no Rio, reúne 36 sindicatos e 23 comissões de fábrica. Cria a CGT (Conf. Geral do Trabalho).

  • 4/5/1927: Morre de tuberculose em Vila Isabel, Rio, o sambista Noel Rosa, 27 anos.

  • 12/5/1927: Sandino decide continuar em armas até as tropas dos EUA deixarem a Nicarágua.

  • 21/5/1927: Charles Lindberg, 25 anos, faz a 1ª travessia aérea do Atlântico (N. York-Paris): 33hs30 de vôo.

  • 22/5/1927: Ditadura de Ibañez no Chile.

  • 27/5/1927: Tropas da Espanha e França vencem a rebelião anticolonial de Abd el Krim no Rif, Marrocos.

  • 4/6/1927: Sukarno funda o Partido Nacionalista Indonésio, que contesta o domínio colonial holandês.

  • 13/6/1927: Os ferroviários da Sorocabana conquistam, coisa rara, direito a férias.

  • 13/6/1927: Lampião ataca Mossoró, 2ª maior cidade do RN, com 57 cabras. É rechaçado e a data vira feriado municipal.

  • 5/7/1927: Protesto em Viena contra a absolvição de fascistas que assassinaram trabalhadores em greve. A polícia atira na multidão; 140 mortos.

  • 1/8/1927: Fundação do Exército Vermelho na China.

  • 12/8/1927: Lei Celerada liquida curta fase de legalidade do PCB.

  • 13/8/1927: Nasce em Mayari Fidel Castro. Líder da guerrilha vitoriosa em 1959, abraça o comunismo e dirige Cuba pela via socialista, mantida mesmo na difícil etapa pós-soviética.

  • 23/8/1927: Execução dos ativistas sindicais Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti, condenados sem provas e eletrocutados nos EUA apesar de incontáveis protestos, inclusive no Brasil. Na França, populares atacam a embaixada dos EUA.

  • 14/9/1927: Isadora Duncan, 50 anos, morre em Nice, estrangulada por um xale que se prende à roda de seu carro. Pioneira do balé moderno, admiradora da URSS, criara em 22 uma escola de dança em Moscou.

  • 27/9/1927: A polícia dissolve a bala comício eleitoral do BOC (Bloco Operário e Camponês); 1 operário morto.

  • 6/10/1927: 1º filme falado, O Cantor de Jaz, EUA. O herói, negro, é representado por um branco com o rosto pintado.

  • 14/12/1927: A Comuna de Cantão desafia o poder de Chiang Kai-chek na China.

1928

  • 18/1/1928: Estréia na URSS o filme Encouraçado Potenkin, obra-prima do cinema, de Sergei Eisenstein.

  • 5/4/1928: Pela 1ª vez uma mulher brasileira consegue votar. Celina Guimarães Viana, de Mossoró, RN, aproveita uma brecha na lei estadual.

  • 1/5/1928: O jornal A Classe Operária, fechado pela polícia em 25, volta a circular.

  • 5/5/1928: Inaugurada a rodovia Rio-S. Paulo (hoje Presidente Dutra).

  • 14/6/1928: Nasce em Rosário, Argentina, Ernesto Guevara Arce, o Che, herói da revolução cubana, latino-americana e mundial. A 72 anos do seu nascimento e 32 do seu assassinato, permanece o morto mais vivo do século 20.

  • 17/7/1928: 6º Congresso da 3ª Internacional: tônica antiimperialista, 3 delegados do Brasil.

  • 31/8/1928: Estréia em Berlim a Ópera dos 3 Vinténs, de Kurt Weill e Bertold Brecht.

  • 15/9/1928: O biólogo escocês Alexander Fleming descobre, casualmente, o efeito antibiótico da penicilina. É a descoberta quwe mais vidas humanas já salvou.

  • 1/10/1928: Começa o 1º plano quinquenal soviético, cumprido em 4 anos.

  • 28/10/1928: Os comunistas Otávio Brandão e Minervino Oliveira elegem-se intendentes (vereadores) do Rio pelo Bloco Operário e Camponês (a Câmara tem 12 cadeiras).

  • 29/12/1928: 3º congresso do PCB, (Niterói), 31 delegados (16 operários) representando 800 filiados. Aprova a aliança com os tenentes.

1929

  • 4/1/1929: 1º Congresso da Juventude Comunista Brasileira.

  • 15/1/1929: Nasce Martin Luther King, que liderará a luta anti-racista nos EUA.

  • 11/2/1929: Mussolini e o papa Pio XI firmam o Tratado de Latrão, que cria o Estado do Vaticano. O papa deixa de se considerar prisioneiro, como ocorria desde a unificação da Itália (1870).

  • 18/3/1929: Congresso Sindical Latino-Americano em Montevidéu. O Brasil participa.

  • 23/3/1929: Greve de 72 dias dos gráficos de S. Paulo, contra o trabalho infanti. A polícia fecha o sindicato.

  • 28/4/1929: Fundada a Escola de Samba da Mangueira.

  • 25/5/1929: Manifestação no Rio em apoio aos gráficos em greve em S. Paulo.

  • 17/6/1929: 1ª apresentação em público do sambista Noel Rosa (Minha viola), no Tijuca Tenis Club, Rio.

  • 20/6/1929: A polícia invade a sede da Confederação Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB): 69 presos.

  • 20/9/1929: A Aliança Liberal expõe seu programa (anistia ampla, voto secreto) e lança Vargas candidato à presidência, com bases no RS e MG.

  • 20/9/1929: A Aliança Liberal expõe seu programa (anistia ampla, voto secreto) e lança Vargas candidato à presidência, com bases no RS e MG.

  • 30/9/1929: A BBC realiza a 1ª emissão (experimental) de TV.

  • 20/10/1929: Primeiros sintomas de crise na Bolsa de Nova York, que levarão à Grande Depressão dos anos 30.

  • 29/10/1929: 3ª Feira Negra. Crack da Bolsa de N. York deflagra a Grande Depressão.

  • 6/11/1929: A polícia do Rio impede convenção do BOC (Bloco Operário e Camponês): 85 presos.

  • 11/1964: Golpe militar na Bolívia derruba o pres. Paz Estensoro.

  • 7/11/1929: Reprimido a tiros no Rio o comício do 12º aniversário da Revolução de 1917.

1930

  • 3/2/1930: Ho Chimin funda o Partido Comunista da Indochina.

  • 17/2/1930: Resolução da IC sobre o Brasil, condena o BOC e o 3º congresso do PCB.

  • 24/2/1930: 2 mil jagunços do cel. José Pereira iniciam a Guerra de Princesa, PB, detonador da Revolução de 30.

  • 24/2/1930: A CGTB lança em S. Paulo o jornal O Trabalhador Agrícola.

  • 2/3/1930: Golpe pró-EUA do gen. Trujillo na Rep. Dominicana.

  • 6/3/1930: A polícia atira em protesto de 35 mil desempregados em Nova York, EUA

  • 12/3/1930: Campanha de Gandhi contra o imposto sobre o sal ("Marcha para o Mar") na Índia colonizada.

  • 18/3/1938: O México de Cárdenas nacionaliza seu petróleo, antes sob controle de empresas dos EUA e Inglaterra.

  • 14/4/1930: Suicida-se em Moscou o poeta, desenhista, agitador cultural e político soviético Vladimir Maiakovsky, 36 anos.

  • 1/5/1930: Os trabalhadores do Rio desafiam proibição policial e tentam fazer um ato na pça Mauá, dissolvido com violência e prisões.

  • 10/5/1930: Acidente éreo mata o líder tenentista Siqueira Campos , que voltava ao Brasil clandestinamente.

  • 29/5/1930: Prestes divulga manifesto de adesão ao comunismo e repúdio à Aliança Liberal, que qualifica de "simples luta entre as oligarquias dominantes".

  • 26/7/1930: João Pessoa, gov. da PB e vice de Vargas, é assassinado. Estudantes e populares saem às ruas da capital paraibana, atacam casas e lojas dos políticos perrepistas, aliados de Washington Luís, aos gritos de "Abaixo perré!" (de perrepista). O protesto servirá de estopim da Revolução de 30

  • 29/7/1930: "Nego": João Pessoa recusa o apoio da PB ao candidato da situação, Júlio Prestes. Será o vice de Getúlio.

  • 30/7/1930: O Uruguai vence em casa 1ª Copa do Mundo de Futebol.

  • 4/9/1930: Paraíba, capital da PB, troca o nome para João Pessoa.

  • 6/9/1930: Golpe militar do gen. Uriburu na Argentina.

  • 27/9/1930: As centrais sindicais da Argentina, USA e COA, se unificam na poderosa CGT.

  • 3/10/1930: Começa no RS a Revolução de 30, democrático-nacional, que em 30 dias derruba a República Velha. O PCB, numa visão esquemática, recusa-se a participar. Um ensaio de criação de um soviet em Itaqui, RS, é logo esmagado.

  • 24/10/1930: Deposto e preso Washington Luís, último pres. da República Velha. Triunfa a Revolução de 30; as velhas oligarquias latifundiárias perdem o controle absoluto do poder.

  • 3/11/1930: Posse de Vargas como chefe do governo provisório pós-Revolução de 30.

  • 12/11/1930: Miguel Costa, João Alberto e outros ex-tenentistas lançam no Rio a Legião Revolucionária.

  • 14/11/1930: Com as aulas suspensas pela Revolução de 30, os estudantes passam de ano por decreto.

  • 21/11/1930: Washington Luís, último pres. da República Velha, embarca para 17 anos de exílio na Europa. Despede-se do Brasil com assovio de zombaria.

  • 25/11/1930: Queda da Bastilha do Cambuci (S. Paulo): multidão invade delegacia onde eram presos desafetos da República Velha.

  • 26/11/1930: Vargas cria o Ministério do Trabalho. Lindolfo Collor (avô de Fernando Collor) é o seu 1º titular.

  • 25/12/1930: Manifestação da Legião Revolucionária com, 7 mil pessoas em S. Paulo.

  • 30/12/1930: Noel Rosa grava pela Phono-Arte o samba Com que Roupa? O estrondoso sucesso (15 mil cópias) estende-se pelo século. "É sobre o Brasil. O Brasil de tanga", explica o autor.

  • 31/12/1930: Emboscada do chefe sandinista Miguel Ortez contra patrulha de marines dos EUA em Achuapa, Nicarágua.

1931

  • 1/1/1931: Soldados rebelados trocam tiros com a Força Pública em Niterói, RJ.

  • 17/1/1931: Marcha da Fome, no Rio, reprimida.

  • 21/1/1931: Mário Pedrosa funda a Liga Comunista, ligada ao trotskismo.

  • 24/1/1931: Manifestação pró-Vargas de 15 mil operários, no Rio.

  • 1/3/1931: Golpe no Peru.

  • 12/3/1931: Prestes, exilado no Uruguai, chama os tenentes a apoiarem o PCB.

  • 19/3/1931: Lei da Sindicalização submete os sindicatos a delegados do Ministério do Trabalho, que assistem às assembléias e proíbem "ideologias sectárias". Institui o modelo que se perpetuará na CLT.

  • 15/4/1931: Os escritores de esquerda Oswald de Andrade e Pagu são presos em S. Paulo.

  • 1/5/1931: Proibida toda e qualquer comemoração do 1º de Maio. Várias prisões.

  • 27/5/1931: Decreto arroga ao governo a concessão de canais de rádio.

  • 2/6/1931: Motim dos soldados do 25º BC, Teresina, PI, chefiado por um cabo.

  • 24/7/1931: Golpe no Chile.

  • 23/8/1931: Manifestação operária em Santos em memória de Sacco e Vanzetti. A repressão assassina Herculano de Sousa, prende as comunistas Pagu (Patrícia Galvão) e Guiomar Gonçalves.

  • 4/9/1931: Soldados rebeldes atacam Central de Polícia no Rio.

  • 16/9/1931: Nasce em S. Paulo a Frente Negra Brasileira, "pela afirmação dos direitos históricos da gente negra". Expande-se no RJ, PE, BA, MG, RS, edita o jornal Clarim da Alvorada e promove manifestações anti-racistas. Fechada pelo golpe de 1937.

  • 16/9/1931: O Japão invade a Manchúria, região nordeste da China.

  • 26/10/1931: Golpe no Paraguai.

  • 29/10/1931: Revolta do 21º BC, Recife. Choques, 50 mortos. O interventor de PE foge.

  • 26/12/1931: Manifesto do Clube 3 de Outubro condena a convocação de uma Constituinte antes de transformações revolucionárias.

1932

  • 22/1/1932: Insurreição camponesa de inspiração comunista em El Salvador, afogada em sangue.

  • 28/1/1932: O militarismo japonês ocupa Xangai.

  • 1/2/1932: Fuzilado após a derrota de uma insurreição camponesa Farabundo Martí, líder comunista salvadorenho que emprestará o nome à Frente Farabundo Martí.

  • 21/3/1932: Getúlio cria a Carteira de Trabalho, garantia dos direitos fundamentais do assalariado. No entanto, ela nunca chega a se universalizar. E nos anos 90, com a ofensiva neoliberal, perde terreno.

  • 2/5/1932: Greve na S. Paulo Railway. Alastra-se para 200 mil, de várias categorias, por 1 mês. Prisão de sindicalistas.

  • 4/5/1932: Com o Decreto 20402, Vargas estabelece a jornada de 8 horas na indústria. A conquista histórica era bandeira de incontáveis lutas e sacrifícios dos trabalhadores desde o século anterior.

  • 11/5/1932: Greve de 100 mil texteis.

  • 11/5/1932: Grande manifestação antinazista, no Rio.

  • 0/5/1932: Ao reprimir onda de greves em S. Paulo, a polícia prende quase cem dirigentes do PCB.

  • 17/5/1932: Decreto de Vargas cria a licença-maternidade (2 meses) e prevê, em tese, salário igual para homens e mulheres que realizem trabalho igual.

  • 23/5/1932: Choque entre manifestantes constitucionalistas e a Legião Revolucionária mata 4 jovens (com as iniciais MMDC) em S. Paulo.

  • 24/6/1932: Acaba o absolutismo na Tailândia.

  • 9/7/1932: S. Paulo pega em armas contra Vargas e a Revolução de 30.

  • 23/7/1932: Santos Dumont, deprimido, suicida-se em Guarujá, SP, após assistir bombardeio aéreo da Revolução de 32.

  • 31/7/1932: Começa a Guerra do Chaco (Paraguai-Bolívia).

  • 27/10/1932: Marcha da Fome: 100 mil trabalhadores vindos de toda a Gã-Bretanha reúnem-se em Londres contra o desemprego. A cavalaria da polícia os dispersa.

  • 7/11/1932: Após amplo movimento de opinião pública, a Suprema Corte dos EUA inocenta os 9 de Scottsboro, jovens negros acusados de estuprar 2 mulheres brancas em 30.

  • 15/11/1932: Congresso Revolucionário, reunindo ex-tenentes, decide fundar um novo PSB (Partido Socialista Brasileiro).

1933

  • 1/1/1933: Triunfa a causa de Sandino: o exército dos EUA deixa a Nicarágua.

  • 30/1/1933: Hitler torna-se 1º ministro da Alemanha. Ganha impulso a ofensiva mundial nazifascista.

  • 27/2/1933: O Incêndio do Reichtag (parlamento alemão) inaugura a escalada ditatorial de Hitler. O atentado, ordenado por Goering, é imputado ao secretário-geral da Internacional Comunista, o operário búlgaro George Dimitrov, preso junto com 5 mil comunistas alemães. Dimitrov enfrenta a farsa judicial acusando seus acusadores. Terminará libertado.

  • 28/2/1933: A IC promove congresso Contra a Guerra Imperialista, no Uruguai.

  • 4/3/1933: F. Roosevelt pres. dos EUA. Seu Plano de Cem Dias para sair da depressão viola os dogmas liberais.

  • 9/3/1933: Posse de F. Roosevelt, Plano de Cem Dias. Os EUA começam a sair da crise de 29 violando os dogmas do liberalismo.

  • 9/3/1933: George Dimitrof, da IC, é preso pelo recém-iniciado governo de Hitler, acusado do incêndio do Reichtag.

  • 12/3/1933: 1º campo de concentração da Alemanha nazista, Oraninenburg. Os 1os prisioneiros são comunistas.

  • 19/3/1933: Constituição fascistizante marca o início do Estado Novo em Portugal.

  • 3/5/1933: Eleita a Constituinte (por 5,7% da população adulta). Carlota de Queirós é a 1ª deputada mulher. O comunista Álvaro Ventura é deputado classista.

  • 10/5/1933: A Alemanha de Hitler queima em praça pública livros que julga "degenerados", como Nada de Novo no front, libelo pacifista de E. M. remarque.

  • 21/5/1933: Anistia aos rebeldes paulistas de 1932.

  • 26/5/1933: O regime fascista põe na ilegalidade o PC Austríaco.

  • 7/6/1933: Kurt Weill e Bertold Brecht, exilados fa Alemanha nazista, estréiam em Paris o balé Os 7 Pecados Capitais.

  • 14/7/1933: Hitler suprime todos os partidos na Alemanha, exceto o nazista.

  • 12/8/1933: Greve geral em Cuba derruba o pres. Machado, "o asno com garras".

  • 15/11/1933: A Constituinte começa a trabalhar.

  • 1934

  • 25/1/1934: Nasce a USP, Universidade de S. Paulo (estadual), 1ª no país digna do nome universidade.

  • 12/2/1934: Greve geral na França.

  • 21/2/1934: Augusto Sandino, o General de homens livres, é assassinado pela Guarda Nacional de Somoza, dias após expulsar pelas armas os marines dos EUA que ocupavam a Nicarágua.

  • 24/2/1934: Novo Código Eleitoral; voto secreto e obrigatório, pelas 1ª vez admite o voto aos 18 anos (antes eram 20) e o das mulheres. Vargas é convertido ao sufrágio feminino por sua filha Alzira, de 17 anos.

  • 8/7/1934: 1ª conferência nacional do PCB, em Niterói. Linha antifascista.

  • 16/7/1934: Promulgada a Constituição. Vige por 3 anos, até o golpe de 37…

  • 1/8/1934: Prestes, exilado na URSS, filia-se ao PCB.

  • 21/8/1934: Os EUA encerram 19 anos de ocupação militar no Haiti.

  • 23/8/1934: 1º Congr. Contra a Guerra, a Reação e o Fascismo, dissolvido pela polícia no Rio; 2 mortos, dezenas de feidos. Greves protestam contra a Chacina do João Caetano.

  • 23/9/1934: Semana Antiguerreira, de conteúdo antifascista.

  • 7/10/1934: Violento choque entre integralistas e comunistas na pça. da Sé, centro de S. Paulo: 5 mortos. Ao final os adeptos do fascismo tupiniquim batem em retirada.

  • 18/11/1934: Morre Carlos Chagas, que descobriu o causador da doença de Chagas.

  • 1/12/1934: Lázaro Cárdenas eleito pres. do México. Reforma agrária, nacionalização do petróleo.

  • 24/12/1934: Começa a 1ª greve da história dos Correios e Telégrafos, que atinge o Rio e S. Paulo.

1935

  • 2/3/1935: Ato contra a repressão na Sé, S. Paulo.

  • 30/3/1935: Lançada a ANL (Aliança Nacional-Libertadora), no Teatro João Caetano, Rio. Prestes é aclamado presidente de honra, por proposta do então estudante Carlos Lacerda. Seu lema: "Pão, Terra, Liberdade!"

  • 3/4/1935: Miguel Costa, chefe da revolução de 24, adere à ANL.

  • 4/4/1935: Lei de Segurança Nacional, ou Lei Monstro, de Vicente Rao. Desperta greves de protesto em jornais do Rio.

  • 21/4/1935: Apreensão do jornal A Pátria, pró-ANL, no Rio.

  • 26/4/1935: Mota Lima lança no Rio o diário A Manhã, pró ANL.

  • 1/5/1935: Congresso com 400 sindicatos de 11 estados funda a CSUB (Conf. Sindical Unificada do Brasil), desbaratada pela repressão no mesmo ano.

  • 13/5/1935: Comício da ANL, 6 mil pessoas.

  • 25/5/1935: Organiza-se a União Feminina do Brasil, com um programa antifascista

  • 9/6/1935: O operário Leonardo Candu, da ANL, morre em choque com integralistas, em Petrópolis. Os têxteis do RJ fazem greve de protesto.

  • 16/6/1935: Comício antiintegralista da ANL no Rink, S. Paulo.

  • 5/7/1935: Nos comícios de aniversário dos levantes de 22 e 24, manifesto de Prestes propõe "Todo o poder à ANL".

  • 11/7/1935: Vargas, a conselho do gen. Góis Monteiro, põe a ANL na ilegalidade.

  • 13/7/1935: A polícia invade sedes da ANL e da União Feminina em todo o Brasil. Várias prisões.

  • 25/7/1935: 7º congresso da 3ª Internacional. Aprova a linha de Dimitrov, de frente popular antifascista.

  • 27/7/1935: Comício unitário antifascista no pqe D. Pedro, S. Paulo.

  • 20/10/1935: Termina, nas montanhas de Yenan, a Longa Marcha do exército guerrilheiro chinês de Mao Tsetung.

  • 11/11/1935: Greve dos ferroviários da Great Western, de AL ao RN.

  • 11/11/1935: Greve metalúrgica de 28 mil no Rio.

  • 23/11/1935: Levante militar da ANL, dirigido pelos comunistas, toma o poder em Natal, RN, forma um governo revolucionário popular e precipita a tentativa insurreicional de 1935. Sustenta-se por 3 dias.

  • 24/11/1935: Levante da ANL no Recife.

  • 25/11/1935: Estado de sítio, até 1937.

  • 27/11/1935: O levante da Aliança Nacional-Libertadora chega ao Rio. A tropa da escola de cadetes da Praia Vermelha se rebela, mas é bombardeada e vencida no mesmo dia.

  • 31/12/1935: Decreto pune oficiais da ANL.

1936

  • 10/1/1936: O governo Vargas forma a Comissão de Repressão ao Comunismo.

  • 18/2/1936: Vitória eleitoral da esquerda unida na Frente Popular espanhola. Situação revolucionária, entusiasmo

  • 4/3/1936: Prestes e Olga Benário são presos no Rio. Ele ficará 9 anos encarcerado, ela será entregue à Gestapo e morrerá num campo de concentração.

  • 5/3/1936: O comunista norte-americano Allan Baron, após 2 meses de tortura é jogado do 2º andar da Polícia Central, no Rio,

  • 15/3/1936: Graciliano Ramos e outros 115 presos políticos do Nordeste são trazidos ao Rio.

  • 21/3/1936: O Congresso, sob pressão militar, aprova o estado de guerra. Forte repressão anticomunista a cargo do chefe de polícia Filinto Muller. direitos civís suspensos.

  • 30/3/1936: O Senado aprova o estado de guerra para facilitar a ofensiva policial de Filinto Muller.

  • 3/4/1936: Pedro Ernesto, prefeito do DF (Rio), é preso por ter apoiado a ANL.

  • 11/4/1935: Prestes e Olga Benário chegam ao Brasil, com passaportes falsos.

  • 14/4/1936: Publicado o romance As Vinhas da Ira, de John Seinbeck, viva denúncia da exploiração dos bóias-frias nos EUA da depressão.

  • 23/4/1936: A ditadura de Salazar cria o campo de concentração do Tarrafal, Cabo Verde, onde "quem manda é a morte".

  • 1/5/1936: Preso o estudante Carlos Mariguela. Torturado 22 dias a fio, nada revela.

  • 3/5/1936: Vitória da Frente Popular (socialistas, radicais, comunistas) nas eleições francesas. Onda de greves. Conquista de férias remuneradas.

  • 11/5/1936: Greve geral na França.

  • 12/5/1936: Movimento militar, na Bolívia derrotada na Guerra do Chaco, instala (até 38) regime de sentido similar ao do tenentismo.

  • 20/6/1936: Lei das férias pagas (15 dias) na França.

  • 21/6/1936: Lei das 40 hs. de trabalho na França.

  • 17/7/1936: Golpe do gen. Franco, em Melila inicia a Guerra Civil na Espanha (500 mil mortos); 40 brasileiros lutarão do lado republicano e antifascista.

  • 19/7/1936: Fuzilado pelos franquistas o poeta e dramaturgo espanhol García Lorca, 37 anos.

  • 217/7/1936: Inglaterra e França adotam a "não-intervenção" na Guerra Civil Espanhola. Já Hitler e Mussolini intervêm ativamente.

  • 7/8/1936: Morto pela polícia o cabo Jofre Alonso da Costa, participante do levante de 35 no Rio.

  • 8/9/1936: Criado o Tribunal de Segurança Nacional: em 9 anos, condena 4.100 pessoas.

  • 23/9/1936: Olga Benário, judia alemã e militante comunista, 28 anos, grávida de 7 meses, é entregue à Gestapo nazista em meio à onda repressiva pós-1935. Terá a filha Anita Leocádia em um cárcere alemão e morrerá, na câmara de gás, em 1942.

  • 4/10/1936: Batalha de Cable Street. Grande ato antifascista em Londres enfrenta ataque da extrema direita.

  • 27/10/1936: O Tribunal de Segurança Nacional condena 75, no Rio.

  • 9/11/1936: A polícia do CE expulsa do sítio do Caldeirão, Juazeiro, 2 mil fiéis do beato José Lourenço, destrói casas e roças.

  • 27/11/1936: Manifesto dos presos políticos do Maria Zélia, S. Paulo contra o Tribunal de Segurança Nacional.

  • 5/12/1936: A URSS aprova nova Coinstituição.

  • 8/12/1936: Golpe do gen. Somoza na Nicarágua.

  • 14/12/1935: A Lei de Segurança Nacional é modificada para facilitar a repressão anticomunista.

1937

  • 10/2/1937: 10 presos políticos (entre eles Paulo Emílio Sales Gomes) fogem do presídio do Paraíso, S. Paulo.

  • 15/3/1937: Intervenção no DF (Rio). Fechada a Câmara dos vereadores.

  • 21/4/1937: 4 comunistas mortos e dezenas de feridos a bala no Massacre do Maria Zélia, presídio político de S. Paulo.

  • 27/4/1937: Bombardeio nazista destrói a cidade de Guernica, 248 vítimas civís. Em maio Picasso pinta Guernica, símbolo da Espanha republicana.

  • 27/4/1937: Morre o teórico e dirigente comunista italiano Antonio Gramsci, 46 anos; 11 anos de cárcere fascista arruinaram sua saúde.

  • 7/5/1937: Julgamento principal dos rebeldes de 1935. Prestes é condenado a 16 anos de prisão. Em vão o advogado Sobral Pinto invoca até a Lei de Proteção dos Animais para protestar contra os maus-tratos dos réus.

  • 22/5/1937: Na serra do Araripe, CE, Polícia e Exército, aterrorizados pelo espectro de Canudos, atacam inclusive com bombardeio aéreo os beatos vindos do Caldeirão.

  • 9/6/1937: Mestre Bimba, após maravilhar Getúlio em Salvador, abre a 1ª academia de capoeira legalmente registrada. Acaba uma implacável perseguição que vem de 1890.

  • 12/6/1937: Picasso expõe em Paris o painel Guernica (8 m), denúncia do massacre de 27/4.

  • 7/7/1937: O Japão militarista invade a China. A guerrilha passa a Guerra de Libertação Nacional.

  • 16/7/1937: Briga de rua impede desfile integralista na av. Paulista, S. Paulo.

  • 23/7/1937: Trabalhadores tomam as ferrovias do México.

  • 13/8/1937: Conselho nacional estudantil, que vira congresso e vai até 16/8, funda a UNE. A União Nacional dos Estudantes se consolidará como entidade máxima unitária dos universitários, exceto na fase mais tenebrosa da ditadura, de 1971 a 1979.

  • 22/9/1937: Frente unido Kuomitang-PC para enfrentar o ocupante japonês na China.

  • 30/9/1937: Vargas e o gen. Dutra divulgam o Plano Cohen, supostamente comunista, usado pela direita como pretexto para a ditadura do Estado Novo. Na verdade o Plano fora forjado pelo capitão integralista Olímpio Mourão Filho (futuro deflagrador do golpe de 1964).

  • 1/10/1937: O gen. Dutra pede o estado de guerra, a pretexto do Plano Cohen.

  • 17/10/1937: Flores da Cunha renuncia ao gov. do RS e busca asilo no Uruguai.

  • 28/10/1937: Presa no CE a escritora Rachel de Queirós, na época ligada ao PCB.

  • 5/11/1937: Censura da imprensa e rádio a cargo do chefe de polícia, Filinto Muller, simpatizante da Alemanha nazista.

  • 10/11/1937: Golpe do Estado Novo. A tropa cerca e fecha o Congresso. Outorga da Constituição Polaca (por ser copiada da Carta da ditadura polonesa do mal. Pilsudski). Prisões no RJ, SP, RS, BA.

  • 24/11/1937: O Estado Novo intervém em todos os estados (fora MG).

  • 2/12/1937: O Estado Novo suprime todos os partidos, convertidos (30/12) em sociedades culturais.

  • 3/12/1937: Agamenon Magalhães interventor em PE. Ofensiva contra o cangaço.

1938

  • 14/1/1938: Ataque da polícia e do exército aos remanescentes dos fiéis do Caldeirão em Pau de Colher, BA. Os sertanejos, sob a liderança de Quinzeiro, decidem morrer lutando. Mais de 400 mortos.

  • 14/3/1938: Bukharin é fuzilado na URSS, acusado de traidor.

  • 26/3/1938: A embaixada alemã queixa-se de hostilidade aos nazistas no Brasil.

  • 27/4/1938: Nasce em Passa-Quatro, MG, Osvaldo Orlando da Costa, o Osvaldão da Guerrilha do Araguaia. Será um dos guerrilheiros mais admirados pelo povo do sul do PA, pela bondade, a coragem, a pontaria. Está desaparecido desde meados de 1974.

  • 11/5/1938: Golpe filointegralista chega a entrar no pal. do Catete. Vargas resiste.

  • 18/5/1938: A ditadura do Estado Novo endurece a Lei de Segurança Nacional.

  • 8/7/1938: Lampião, Maria Bonita e 15 cangaceiros são traídos, emboscados, mortos e degolados pela polícia na fazenda Angicos, BA. As cabeças ficam expostas no museu Nina Rodrigues até 1969.

  • 21/7/1938: Conferência de Buenos Aires põe fim à Guerra do Chaco entre Paraguai e Bolívia.

  • 25/7/1938: O exército republicano cruza o rio Ebro. Importante mas efêmera vitória sobre Franco na Guerra Civil Espanhola.

  • 22/9/1938: Protesto popular em Praga contra a ameaça nazista de anexar os Sudetos.

  • 29/9/1938: Acordo de Munique: Inglaterra e França entregam a Hitler a região tcheca dos Sudetos.

  • 5/12/1938: A Frente Popular (radicais, socialistas, comunistas, movimento operário) elege Aguirre Cerda pres. do Chile.

  • 5/12/1938: 2º Congresso da UNE, com 80 entidades, aprova o seu estatuto.

  • 0/12/1938: Os comunistas da BA lançam a revista Seiva, de linha antifascista, fechada pela polícia em 43.

1939

  • 22/1/1939: Jorra petróleo pela 1ª vez no Brasil, no poço de Lobato, BA.

  • 22/1/1939: Obtida nos EUA a fissão do urânio.

  • 27/1/1939: Morre o industrial paulista Rodolfo Crespi. Sepultado com a farda fascista, lega 500 contos a Mussolini.

  • 28/3/1939: Franco entra em Madri após vencer a Guerra Civil Espanhola. Fica no poder até a morte, em 1975.

  • 7/3/1939: A ITália fascista invade a Albânia, para alguns o marco inicial da 2ª Guerra. Em vários pontos franco-atiradores recebem o desembarque a bala.

  • 1/5/1939: Vargas regulamenta a Justiça do Trabalho, criticada pelo patronato já na época (e alvo de forte ataque neoliberal nos anos 90).

  • 3/6/1939: 1ª emissão, experimental, de TV no Brasil (Rio).

  • 5/7/1939: Decreto 1.402 submete os sindicatos.

  • 22/7/1939: O líder integralista Plínio Salgado asila-se no Portugal salazarista.

  • 23/8/1939: Pacto germano-soviético de não-agressão, violado por Hitler em 41.

  • 1/9/1939: A Alemanha invade a Polônia; começa a 2ª Guerra Mundial (o Brasil participa após 2/7/44).

  • 2/9/1939: Vargas diz que Brasil fica neutro na 2ª Guerra Mundial.

  • 27/12/1939: Criado o Depto de Imprensa e Propaganda (DIP), órgão do Estado Novo encarregado da censura.

1940

  • 9/4/1940: Hitler invade a Noruega e põe no govero o chefe fascista local, Quisling, cujo nome vira sinônimo de traidor e fantoche.

  • 27/4/1940: Hitler ordena a criação do campo de concentração de Auschwitz, que trucidará 3 a 4 milhões de vidas (1 milhão de judeus).

  • 29/4/1940: Inaugurado o estádio do Pacaembu, S. Paulo.

  • 1/5/1940: Getúlio anuncia a lei do salário mínimo, em comício de trabalhadores no estádio do Vasco, Rio, na época o maior do Brasi.

  • 13/5/1940: Ao assumir como 1º min. inglês, W. Churchilll, conservador mas resoluto antinazista, diz que nada tem a oferecer "exceto sangue, suor e lágrimaa".

  • 25/5/1940: A volante de José Rufino, BA, tocaia e mata o último cangaceiro, Corisco, o Diabo Louro, vingador de Lampião. Sua companheira Dadá é ferida, presa, perde uma perna, mas vive e participa das lutas populares até os anos 80.

  • 14/6/1940: O exército nazista desfila em Paris ocupada.

  • 18/6/1940: O gen. de Gaulle faz pela BBC de Londres o Apelo de Junho aos franceses, para que não se rendam ao ocup[ante fascista.

  • 8/7/1940: Decreto do Estado Novo cria o imposto sindical.

  • 19/7/1940: Eleita em congresso (por 248 votos a 4) a nova diretoria da UNE; Ulisses Guimarães é o vice.

  • 21/8/1940: Leon Trotsky morre no México, assassinado por Ramón Mercader.

  • 7/9/1940: A aviação nazista inicia o bombardeio de Londres, durante a 2ª Guerra. A blitz dura 57 noites consecutivas.

  • 9/9/1940: Começa o cerco nazista a Leningrado. Casos de canibalismo, motivados pela fome durante o assédio, darão lugar à versão de que "comunista come cirancinhas".

  • 27/9/1940: Criado o Eixo Roma-Berlim-Tóquio, expressão diplomática do nazifascismo, a partir do Pacto Anticomunista.

  • 9/10/1940: Nasce John Lennon, o mais célebre dos Beatles, autor da amarga frase "O sonho acabou", mas também do grande sonho que é Imagine.

  • 18/12/1940: Decreto secreto de Hitler ordena que se prepare a invasão da URSS.

1941

  • 27/3/1941: Levante popular derruba o governo iugoslavo. O povo sai às ruas contra o nazismo. Hitler, no mesmo dia, ordena a destruição do país.

  • 0/3/1941: Os remanescentes do CC do PCB são presos em SP. Só a direção regional da BA se mantém.

  • 22/6/1941: Operação Barbarossa; Hitler invade a Rússia com a elite de suas tropas. A URSS inicia a Grande Guerra Patriótica, que, ao custo de 20 milhões de vidas, selará a sorte de Hitler.

  • 30/6/1941: Stálin forma o Comitê de Defesa do Estado, para coordenar a Grande Guerra Patriótica contra a invasão nazista da URSS.

  • 31/7/1941: Goering encarrega Heydrich da uma "solução final" para o "problema judeu".

  • 24/9/1941: Forma-se o Comitê Nacional Francês, coordenador da resistência antinazista.

  • 1/10/1941: Acordo Brasil-EUA: siderurgia em troca de base aérea em Natal.

  • 2/10/1941: Começa a Batalha de Moscou. O Exército Vermelho detém as tropas de Hitler a 20 km da capital soviética.

  • 16/11/1941: Derrota de Hitler na Batalha de Moscou, a 20 km da capital soviética.

  • 7/12/1941: O Japão ataca base dos EUA em Pearl Harbor (Havaí). Os EUA declaram guerra ao Japão, seguidos por 12 países latino-americanos.

1942

  • 28/1/1942: O Brasil corta relações com a Alemanha de Hitler e a Itália de Mussolini. Cresce a pressão pró-ingresso do país na guerra contra o nazifascismo.

  • 14/2/1942: Submarino alemão afunda o navio brasileiro Buarque (54 mortos), iniciando escalada de ataques.

  • 24/3/1948: Roberto Morena lança a Gazeta Sindical.

  • 10/6/1942: A SS fuzila todos os homens e até os cães da aldeia tcheca de Lídice. para vingar seu chefe, apelidado "o Enforcador", justiçado pela resistência. A vila fluminense de Capivari adotará o nome da localidade trucidada.

  • 26/6/1942: Atrito com a UNE derruba o pró-nazista chefe de polícia Filinto Muller.

  • 1/7/1942: Fundada a Cia. Vale do Rio Doce, estatal. Herda a rica jazida de ferro de Itabira, MG, antes do americano Percival Farquhar.

  • 4/7/1942: Grande manifestação antifascista (a maior desde o golpe de 37) da UNE, que acaba de derrubar o nazistófilo chefe de polícia Filinto Muller.

  • 9/8/1942: Gandhi é preso (por 2 anos) pelas autoridades coloniais inglesas.

  • 18/8/1942: Grandes protestos, após afundamento de navio brasileiro, exigem que o país declare guerra ao nazismo.

  • 18/8/1942: Estudantes ocupam o clube alemão Germânia (Rio) que vira sede da UNE até o golpe de 1964.

  • 31/8/1942: Declaração de guerra à Alemanha e Itália; estado de guerra em todo o Brasil.

  • 11/9/1942: Bento Gonçalves, dirigente do PC Português, morre de maus tratos no campo de concentração salazarista de Tarrafal.

  • 14/9/1942: O 5º Congresso da UNE exige que o Brasil entre na guerra contra Hitler.

  • 22/11/1942: O Exército Vermelho avança até Stalingrado.

  • 26/11/1942: Estréia em Nova York o filme Casablanca, com Humprhrey Bogart e Ingrid Bergman, engajado no combate ao nazismo.

  • 5/12/1942: Começa a contra-ofensiva de inverno da URSS face à invasão nazista.

  • 21/12/1942: Chacina de Catavi. O exército boliviano abre fogo contra 10 mil grevistas da grande mina de estanho. Deixa 300 sem vida.

1943

  • 28/1/1943: Manifestação da UNE, no Rio, pelo ingresso do Brasil na 2ª Guerra. Graças à pressão popular, o Brasil será o único país latino-americano presente no campo de batalha para vencer o nazismo.

  • 2/2/1943: Virada estratégica na 2ª Guerra: a URSS vence a batalha de Stalingrado; 200 mil alemães mortos, 90 mil aprisionados. Hitler cai na defensiva em todo o cenário da guerra.

  • 22/2/1943: O 3º Reich guilhotina em Munique os membros do grupo antinazista Rosa Branca. Entre eles, Sofia Acholl, estudante, 22 anos.

  • 13/3/1943: O papa Pio XI faz elogio público a Hitler, por seu anticomunismo.

  • 8/4/1943: Levante do Gueto de Varsóvia contra a ocupação nazista e o genocídio, dirigido por uma frente que vai de comunistas a rabinos. É a data escolhida em memória do Holocausto (em hebraico, Shoah), que fez cerca de 6 milhões de vítimas.

  • 19/4/1943: O Brasil adere ao Dia do Índio, fixado (1940) pelo 1º Congr. Indigenista (México).

  • 1/5/1943: O governo institui a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Pesada tutela da ação sindical, desde o tamanho das diretorias até a maneira de elegê-las. Proibição de toda ação política ou intersindical.

  • 15/5/1943: A 3ª Internacional se dissolve, alegando que os PCs já estão maduros para se orientarem autonomamente.

  • 16/5/1943: Tombam, após 4 semanas de combate, os últimos defensores da insurreição dos judeus do Gueto de Varsóvia, totalmente destruído pelas tropas nazistas.

  • 27/5/1943: Reunião clandestina do Conselho Nacional da Resistência Francesa, em Paris ocupada pelos nazistas - que destróem telas de Picasso, Klee e Miró.

  • 20/6/1943: Grande rebelião dos negros de Detroit, EUA. Tropas federais auxiliam a repressão. Mais de 30 mortos.

  • 8/7/1943 (data presumida): Jean Moulin, gaulista, chefe e herói da Resistência Francesa, é traído, preso pelos nazistas e trucidado, perto de Lyon.

  • 24/7/1943: Mussolini é deposto e preso (mas será libertado pr um comando alemão).

  • 29/8/1943: O ocupante nazista impõe o estado de sítio na Dinamarca, face à recusa do governo em aplicar lei marcial contra a Resistência.

  • 30/8/1943: O PCB, duramente atingido pela repressão do Estado Novo, conclui a conferência da Mantiqueira, clandestina, em Engenheiro Passos, RJ. Tem então 1.800 militantes soltos. Decide se empenhar para o Brasil entrar na guerra contra o nazismo, elege Prestes para o CC e projeta nova geração de dirigentes: Diógenes Arruda, João Amazonas, Maurício Grabois, Amarílio Vasconcelos, Pedro Pomar, Mário Alves.

  • 8/9/1943: Enforcado pelos ocupantes nazistas o jornalista e dirigente comunista tcheco Julios Fuchik, 40 anos. Antes de morrer, escreve o livro-denúncia Testamento sob a forca, conservado graças a um carcereiro que simpatiza com a resistência.

  • 24/10/1943: O Manifesto dos Mineiros pede, com cautela, a volta da democracia.

  • 30/10/1943: Greve de 530 mil mineiros do carvão nos EUA. Sofre dura repressão.

  • 10/11/1943: Passeata estudantil do Silêncio, S. Paulo, no dia em que pela Constituição deveria haver eleição presidencial. Há repressão, 2 mortos e 25 feridos.

  • 23/11/1943: Criada a Força Expedicionária Brasileira, para dar combate ao nazifascismo na Europa.

  • 28/11/1943: Conferência de Teherã reúne os "3 grandes" (Stálin, Roosevelt e Churchill). Em pauta a guerra contra o Eixo.

  • 1/12/1943: Preso em SP o estudante Hélio Mota, pres. do CA 11 de Agosto. Protestos.

  • 4/12/1943: A guerrilha antinazista de Tito cria um Conselho Nacional (governo provisório) nas áreas libertadas da Iugoslávia.

  • 10/12/1943: Passeata estudantil pela libertação do pres. do CA 11 de Agosto, S. Paulo; 2 mortos.

  • 18/12/1943: Criado o 1º Grupo de Aviação de Caça, destinado à campanha contra a Alemanha de Hitler. Adotará o lema "Senta a púa".

1944

  • 14/2/1944: Após 900 dias, finda o cerco alemão de Leningrado.

  • 21/2/1944: Os nazistas fuzilam na França 22 guerrilheiros do grupo do poeta M. Manouchian, condenados no Processo do Cartaz Vermelho.

  • 26/3/1944: Na França ocupada, a Gestapo destrói o maquis (guerrilha) de Chères.

  • 8/5/1944: Greve geral derruba o gen. Martínez em El Salvador.

  • 6/11/1944: Dia D: os exércitos anglo-americanos desembarcam na Normandia, criando uma 2ª frente contra Hitler na Europa, quando o Exército Vermelho já combate em terras do 3º Reich.

  • 1/7/1944: Conferência de Bretton Woods, sob o domínio dos EUA: dita a ordem financeira do pós-guerra, funda o Banco Mundial e o FMI.

  • 1/7/1944: Revolta popular derruba o ditador Ubico e leva à 1ª eleição livre na Guatemala.

  • 2/7/1944: O salário mínimo entra em vigor.

  • 2/7/1944: O 1º contingente da FEB parte do Rio rumo à Itália.

  • 20/7/1944: Atentado frustrado contra Hitler. Os envolvidos são enforcados.

  • 22/7/1944: A conf. de Bretton Woods dita a ordem financeira do pós-guerra. Cria o Banco Mundial (Bird) e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

  • 31/7/1944: O escritor Saint Éxupery desaparece no Mediterrâneo durante vôo de reconhecimento para a França Livre.

  • 1/8/1944: Insurreição de Varsóvia contra a ocupação nazista (sufocada em 2/10).

  • 18/8/1944: Apelo dos sindicatos de Paris à greve geral e à insurreição contra os ocupantes nazistas.

  • 19/8/1944: Começa a insurreição de Paris contra a ocupação nazista. Greves, barricadas.

  • 25/8/1944: Tropas aliadas libertam Paris da ocupação nazista.

  • 28/8/1944: O líder do PC da Alemanha Ernst Thaelmann, preso desde 33, é morto pelos nazistas no campo de concentração de Buchenwald.

  • 9/9/1944: Insurreição na Bulgária encaminha o país para o socialismo.

  • 15/9/1944: Batismo de fogo da FEB, em Vada-Ostedaletto.

  • 13/10/1944: Fundado no Rio o Teatro Experimental do Negro.

  • 20/10/1944: A guerrilha iugoslava de Tito e tropas da URSS libertam Belgrado.

  • 29/11/1944: A guerrilha comunista de Enver Hoxha expulsa os nazistas da Albânia. Vitória da revolução.

  • 3/12/1944: Insurreição em Atenas, recém-libertada dos nazistas, em ligação com a guerrilha pró-comunista do Elas.

1945

  • 22/1/1945: O 1º Congresso Brasileiro de Escritores, Rio, critica o Estado Novo, pede completa liberdade de expressão e diretas para presidente

  • 25/1/1945: A União dos Trabalhadores das Minas dos EUA adere à AFL.

  • 26/1/1945: O Exército Vermelho liberta o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, onde os nazistas mataram de 3 a 4 milhões de pessoas (1 milhão de judeus).

  • 1/2/1945: O gen. Góis Monteiro, esteio do Estado Novo, surpreende ao defender anistia e eleições.

  • 13/2/1945: A aviação anglo-americana joga 40 tons. de bombas em Dresden, centro industrial e cultural alemão; 35 mil mortos civís, a 3 meses da rendição da Alemanha.

  • 14/2/1945: Passeata de 40 mil contra a ditadura na Venezuela.

  • 21/2/1945: Os pracinhas da FEB (Força Expedicionária Brasileira) vencem o mau-tempo, a lama, a metralha alemã e tomam Monte Castelo, na 4ª investida, ajudando a romper a Linha Gótica.

  • 22/2/1945: Entrevista de José Américo a Carlos Lacerda no Correio da Manhã marca o fim da censura estadonovista à imprensa.

  • 23/2/1945: 2ª Guerra Mundial: a 6ª Companhia da FEB atravessa campos minados sob a artilharia alemã e conquista a Cota 958 - La Serra. Durante as horas seguintes repele 3 ataques alemães.

  • 28/2/1945: Getúlio anuncia eleições para presidente, Constituinte, governadores.

  • 2/3/1945: Comício pela anistia na pça da Sé, S. Paulo.

  • 3/3/1945: Comício pró Anistia no Recife. A polícia mata o estudante Demócrito de Souza Filho e o operário Manoel Elias. Protestos em todo o país.

  • 8/3/1945: Ato pró-democratização na Cinelândia, Rio.

  • 10/3/1945: Manifesto dos jornalistas pró-democracia.

  • 11/3/1945: Artistas plásticos apóiam a declaração antiditatorial do Congresso dos Escritores.

  • 19/3/1945: "Decreto Nero" de Hitler ordena a destruição dos bens alemães que possam cair nas mãos dos Aliados.

  • 22/3/1945: 7 países formam, no Cairo, a Liga dos Estados Árabes, hoje com 22 membros.

  • 23/3/1945: Ato no Rio em homenagem à FEB.

  • 1/4/1945: O Brasil reconhece pela 1ª vez a URSS. A cerimônia é em Washington…

  • 6/4/1945: A UNE inicia no Rio a Semana Pró-Anistia.

  • 11/4/1945: O STF concede habeas corpus aos exilados políticos durante o Estado Novo.

  • 12/4/1945: Morre Roosevelt. Assume o vice, H. Truman. Os EUA se inclinam à direita.

  • 14/4/1945: A FEB ajuda na tomada de Montese.

  • 18/4/1945: Anistia aos presos políticos, sob pressão de campanha de massas. Prestes é libertado após 9 anos de prisão.

  • 21/4/1945: O governo provisório francês admite o voto feminino.

  • 21/4/1945: O PCB encabeça homenagem a Roosevelt, falecido 9 dias antes.

  • 22/4/1945: O Exército Vermelho entra em Berlim. A bandeira soviética tremula no reichtag.

  • 28/4/1945: A guerrilha comunista executa Mussolini, que tentava fugir da Itália.

  • 29/4/1945: Tropas dos EUA libertam Dachau, campo de concentração nazista. Ainda encontram 33 mil prisioneiros com vida.

  • 30/4/1945: 300 sindicalistas de 13 estados criam o MUT (Movimento de Unificação dos Trabalhadores). Lançam manifesto por liberdade sindical e direitos sociais.

  • 8/5/1945: O mal Keitel assina a rendição incondicional da Alemanha, em Berlim, ocupada pelo Exército Vermelho. Enormes comemorações no Brasil e no mundo.

  • 15/5/1945: Vargas funda o PTB.

  • 15/5/1945: Formação de comitês de empresa e auge das greves na França recém-libertada da ocupação nazista.

  • 19/5/1945: Baleizão, Alentejo, Portugal: durante greve, a polícia de salazar assassina a grevista Catarina Eufêmia, assalariada rural, 29 anos, grávida e com filho no colo.

  • 22/5/1945: Surge no Rio o jornal Tribuna Popular, diário, primeiro de toda uma Imprensa Popular de inspiração comunista.

  • 22/5/1945: 1ª reunião da direção do PCB na legalidade.

  • 23/5/1945: Com Prestes livre, os comunistas reúnem 100 mil no Vasco da Gama, Rio, na época o maior estádio do país. A democratização pós-Estado Novo assume uma face de esquerda.

  • 25/5/1945: Extinto o DIP, órgão de propaganda e censura do Estado Novo.

  • 22/6/1945: Getúlio promulga a lei antitruste, ou Malaia, nacionalista, festejada pela esquerda.

  • 26/6/1945: Fundada a ONU (com 50 membros), na Coinferência de S. Francisco. O min. Leão Veloso representa o Brasil.

  • 28/6/1945: A Polônia torna-se Rep. Socialista (até 89).

  • 15/7/1945: Comício do PCB com Prestes enche o estádio do Pacaembu, S. Paulo.

  • 18/7/1945: Volta da guerra na Itália o 1º Escalão da FEB. Recebido pelas maiores multidões já vistas no Rio.

  • 23/7/1945: O mal Pétain é julgado na França por colaborar com o ocupante nazista. Condenado à morte, a pena é comutada para prisão perpétua.

  • 6/8/1945: Os EUA lançam a 1ª bomba atômica, em Hiroshima (e dia 9 em Nagasaki): 120 mil mortos (300 mil contando as vítimas da irradiação).

  • 9/8/1945: Os EUA lançam a 2ª bomba atômica, em Nagasaki; 70 mil mortos.

  • 13/8/1945: 1ª manifestação queremista (pró-Constituinte com Getúlio), no Rio.

  • 14/8/1945: Rendição incondicional do Japão na 2ª Guerra.

  • 27/8/1945: Ocupação militar do Japão pelos EUA (que até hoje mantém tropas no país).

  • 2/9/1945: Ho Chi Min proclama a independência do Viuetnã.

  • 3/9/1945: O PCB solicita seu registro ao TSE e inicia, pela 1ª vez, 2 anos de legalidade.

  • 7/9/1945: Comício pró-Constituinte do PCB, com Prestes e 20 mil, no Arouche, S. Paulo.

  • 8/9/1945: Comício pró-Constituinte do PCB em Sorocaba, com Prestes.

  • 9/9/1945: Comício pró-Constituinte do PCB em Campinas, com Prestes.

  • 19/9/1946: Congresso de sindicatos funda a CGTB (Confederação Geral dos Trabalhadores do Brasil).

  • 30/9/1945: Comício pró-Constituinte do PCB no pque da Redenção, Porto Alegre, com Prestes.

  • 11/10/1945: Decreto 8.070 extingue exigência de inspetor do Min. do Trabalho em assembléias sindicais.

  • 17/10/1945: Marcha dos descamisados impede golpe anti-Perón na Argentina.

  • 18/10/1945: Rebelião popular derruba o governo da Venezuela. Voto universal, reforma social.

  • 29/10/1945: Golpe militar depõe Getúlio, que se auto-exila em S. Borja, RS, e empossa José Linhares, do STF.

  • 2/11/1945: Tito proclama a Rep. federal Iugoslava.

  • 3/11/1945: A França estende a previdência social a todos os assalariados.

  • 10/11/1945: O TSE reconhece a legalidade do PCB.

  • 17/11/1945: O PCB lança Iedo Fiúza para pres.

  • 22/11/1945: Independência do Líbano, ex-mandato francês.

  • 24/11/1945: Comício do PCB em Salvador, com Prestes e 70 mil.

  • 26/11/1945: Comício do PCB na Pça 13 de Maio, Recife, com Prestes

  • 2/12/1945: Eleição quase geral. Dutra se elege pres. (3,2 milhões de votos). O PSD tem maioria na Constituinte. O PCB elege 14 deputados e 1 senador.

1946

  • 1/1/1946: A polícia do gen. Dutra reprime manifestações no Rio e S. Paulo.

  • 10/1/1946: 1ª Assembléia Geral da ONU (Londres).

  • 24/1/1946: Greve nacional (12 estados) dos bancários.

  • 31/1/1946: O gen. Eurico Dutra é o 1º presidente a tomar posse fardado. Fará um governo de implacável repressão, ilegalizando o PCB e intervindo em cerca de 500 sindicatos.

  • 2/2/1946: Instala-se a Assembléia Constituinte. Mariguela, deputado, defende o direito de greve.

  • 13/2/1946: Fica pronto o 1º computador eletrônico funcional. É o Eniac, pesando 33 tons.

  • 20/2/1946: 100 mil grevistas em SP, contra o arrocho do esforço de guerra. Há 60 greves em janeiro-fevereiro.

  • 24/2/1946: Perón é eleito pres. da Argentina, graças ao voto dos trabalhadores descamizados.

  • 5/3/1946: Discurso de Churchill em Fulton contra a "cortina de ferro" marca o início da Guerra Fria.

  • 15/3/1946: Decreto-lei 9.070, de Dutra. Para o dep. Hermes Lima, visa "suprimir o direito de greve".

  • 16/3/1946: Prestes diz em desastrada entrevista que, no caso de guerra Brasil-URSS, fica com a URSS.

  • 23/3/1946: Pedida no TSE a cassação do Partido Comunista do Brasil, acusado de "organização a serviço de Moscou".

  • 30/3/1946: Golpe de estado no Equador.

  • 17/4/1946: Independência da Síria, ex-mandato francês.

  • 23/4/1946: A polícia dispersa comício no largo da Carioca, Rio (1 morte), invade sedes do PCB.

  • 1/5/1946: Dutra proíbe atos públicos no Rio. Tanques na pça Mauá e lgo da Carioca.

  • 23/5/1946: Forte repressão a comício da Imprensa Popular do PCB, no Lgo da Carioca, Rio. Morta Zélia Magalhães, dezenas de feridos.

  • 1/6/1946: Greve geral na Light (Rio) pára os bondes.

  • 12/6/1946: Independência das Filipinas, ex-domínio dos EUA.

  • 8/7/1946: 3ª conferência do PCB, na legalidade (sede da ABI, Rio).

  • 13/8/1946: Fundada a Univ. Católica de S. Paulo (Pontifícia, ou PUC, após 1947).

  • 17/8/1946: Rebelião popular em La Paz. O pres. Villaroel é morto.

  • 18/9/1946: Promulgada a Constituição de 46. Vigente até o golpe de 64, produz uma democracia limitada e frégil.

  • 30/9/1946: O Tribunal de Nurenberg conclui julgamento de 22 criminosos de guerra nazistas. Condenará 11 deles à morte.

  • 19/12/1946: Ho Chi-Min e os viet-min caem na clandestinidade e iniciam a guerrilha contra o domínio colonial francês.

1947

  • 5/1/1947: Comício no Anhangabaú sela controvertido apoio do PCB a Ademar de Barros para governador de SP.

  • 19/1/1947: Eleição para governador, deputado estadual, prefeito e vereador. Novo Avanço da esquerda. Os comunistas são maioria na Câmara do DF.

  • 17/2/1947: A rádio A Voz da América inicia suas transmissões para a URSS.

  • 29/3/1947: Insurreição em Madagascar, sufocxada pelo colonialismo francês ao preço de 80 mil mortos.

  • 7/5/1947: O TSE cassa o registo do PCB. Fechada a CGTB. Intervenção em 14 sindicatos.

  • 18/6/1947: Protesto no Anhangabaú, S. Paulo, contra cassação do PCB.

  • 24/6/1947: Fundado o jornal Momento Feminino, sob influência comunista.

  • 7/7/1947: O imperadoir japonês Hiroito admite que não é uma divindade.

  • 1/8/1947: Protesto anti-carestia (S. Paulo): quebra-quebra de 300 ônibus.

  • 6/8/1947: A Esquerda Democrática abandona a UDN e funda o Partido Socialista Brasileiro, PSB, sob a liderança de João Mangabeira. O atual PSB toma esta como a data de sua fundação, embora desde 1892 haja esforços pela organização de um partido socialista no país.

  • 15/8/1947: Surge a revista Problemas, ligada ao PCB (S. Paulo).

  • 15/8/1947: Fim do domínio colonial inglês na Índia e Paquistão.

  • 21/8/1947: Conversa secreta de George Marshall, dos EUA, com o gen. Góis Monteiro sobre o "perigo comunista".

  • 20/10/1947: O Brasil de Dutra rompe relações com a URSS.

  • 21/10/1947: A redação da Tribuna Popular, Rio, é invadida e empastelada, com a conivência da polícia.

  • 29/11/1947: A ONU partilha a Palestina em 2 Estados, judeu e palestino, em assembléia presidida pelo brasileiro Oswaldo Aranha. Dia da Solidariedade ao Povo Palestino.

  • 2/12/1947: Greve de 20 mil ferroviários da Sorocabana, SP.

  • 26/12/1947: Independência da Nova Zelândia, antes colônia inglesa.

1948

  • 3/1/1948: A polícia invade e empastela a redação do diário Hoje, do PCB. Várias prisões.

  • 4/1/1948: Independência da Birmânia (hoje Mianmá), ex-colônia inglesa.

  • 5/1/1948: O governo Dutra decreta a prisão preventiva de Prestes.

  • 10/1/1948: Cassados os deputados do PCB. A alegação é que o partido tem caráter internacionalista e portanto estrangeiro.

  • 12/1/1948: Último discurso (Gregório Bezerra) da recém-cassada bancada comunista na Câmara dos Deputados.

  • 12/1/1948: A Corte Suprema dos EUA proclama a igualdade de brancos e negros na escola. A luta pelos direitos humanos ganha impulso.

  • 28/1/1948: Manifesto de Janeiro de Prestes. O PCB denuncia o caráter ditatorial do governo Dutra.

  • 30/1/1948: Um fanático brâmane (a elite privilegiada no regime de castas) assassina em Delhi o Mahathma Gandhi, líder da recém-nascida independência da Índia.

  • 4/2/1948: Independência do Ceilão (Sri Lanka).

  • 10/2/1948: Morre em Moscou o gênio do cinema soviético Sergei Eisenstein, 50 anos, diretor do Encouraçado Potenkin, Outubro, A Greve.

  • 21/2/1948: O físico brasileiro César Lattes, isola o méson, uma nova partícula do átomo.

  • 28/2/1948: A polícia ataca comício do PCB em Salvador; 1 morto.

  • 3/4/1948: Os EUA anunciam o Plano Marshall, destinando US$ 5 bilhões a 16 países europeus, para afastar a "ameaça comunista" do pós-guerra.

  • 9/4/1948: Assassinado Jorge Gaitán. Começa na Colômbia a IViolência: milhares de mortos.

  • 21/4/1948: Fundado o Centro de Estudos e Defesa do Petróleo, no Rio.

  • 14/5/1948: Criado o estado de Israel. Expulsão de palestinos.

  • Maio/1948: O físico Albert Einstein publica na Monthly Review o artigo Por que o socialismo

  • 1/6/1948: O Mês nacional do petróleo inicia com ato da UNE no Rio.

  • 8/6/1948: Criada em S.Paulo a SBPC, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Terá um papel-chave também na luta contra o rgime de 64.

  • 15/7/1948: Passeata do Petróleo é Nosso no Rio. O ex-pres. Artur Bernardes participa.

  • 25/7/1948: Fundação da Ubes, em congresso no Rio, com o nome Unes (a sigla mudará no 2º congresso, para não confundir com a UNE). O 1º pres. É Luís Bezerra de Oliveira Lima, do ES.

  • 20/8/1948: Derrota da guerrilha grega de Marlos no monte Grammos.

  • 9/9/1948: Crise de Berlim (até 12/5/1949). Cristaliza-se a divisão da Alemanha em 2 estados hostís.

  • 23/9/1948: Congresso do DF (Rio) em Defesa do Petróleo. Termina em repressão policial.

  • 11/10/1948: Estréia do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), no Bexiga, S. Paulo, com A Voz Humana.

  • 18/10/1948: 1ª convenção nacional de defesa do petróleo (Campanha do Petróleo é Nosso).

  • 19/10/1948: O governo francês usa o exército para reprimir greve de 300 mil mineiros.

  • 22/10/1948: Criada a Escola Superior de Guerra, nos moldes do National War College dos EUA (que mantém até os anos 70 representação permanente na ESG). Terá ativo papel na conspiração pré-1964.

  • 7/11/1948: Capangas da St John Del Rey Minning Co atiram em manifestação dos mineiros de Nova Lima, MG. Matam Williiam Dias Gomes, sindicalista e vereador do PCB.

  • 23/11/1948: Golpe militar na Venezuela.

  • 9/12/1948: Abdias Nascimento lança a revista Quilombo, que circula até 1950, no Rio.

  • 10/12/1948: A ONU proclama a Declaração Universal dos Direitos do Homem, inclusive o direito à rebelião contra a tirania.

  • 23/12/1948: Excecutados o ex-premiê Hideki Tojo e outros criminosos de guerra japoneses.

1949

  • 25/1/1949: Criação do Cominform (Comitê Comunista de Informação), para articular os partidos comunistas na ausência da Internacional (autodissolvida em 43).

  • 2/2/1949: Começa a circular Emancipação, semanário pró-Petróleo é Nosso.

  • 18/2/1949: Estivadores de Salvador fundam o afoxé Filhos de Gandhi.

  • 4/4/1949: Criado em Washington o bloco militar agressivo da Otan.

  • 7/5/1949: George Orwell publica o livro 1984.

  • 2/7/1949: Morre o dirigente comunista búlgaro George Dimitrof.

  • 22/9/1949: 1º teste nuclear da URSS.

  • 30/9/1949: A polícia dispersa ato pró-Petrobrás em Santos; morre o portuário Deoclécio Santana.

  • 1/10/1949: Vitória da Revolução Chinesa: Mao Tsetung proclama a República Popular e anuncia que "a China não está mais à venda". O enorme país segue trajetória conturbada e sinuosa, mas é o que mais se desenvolve nestes 50 anos.

  • 11/10/1949: 1º congresso da SBPC (Soc. Bras. para o Progresso da Ciência), Campinas, SP.

  • 4/11/1949: Franco Zampari funda a Cia. Cinematográfica Vera Cruz, em S. Bernardo, SP.

  • 11/11/1949: Perón reelege-se pres. da Argentina.

  • 8/12/1949: O governo contra-revolucionário chinês, batido pelo Exército Vermelho, foge para a ilha de Taiwan (Formosa), onde se sustenta com ajuda dos EUA.

  • 19/12/1949: Ofensiva militar dos colonialistas holandeses toma Jacarta.

1950

  • 2/1/1950: Morre no cárcere Militão Ribeiro, comunista português (começou sua militância no Brasil), herói da resistência à ditadura de Salazar.

  • 25/1/1950: A Índia torna-se república. Os símbolos do domínio inglês são tirados dos prédios públicos. O 1º pre., Rajendra Prasat, seguidor de Gandhi, propõe um país democrático, socialista e tolerante.

  • 9/2/1950: O sen. J. McCarthy, líder do macartismo, denuncia que o Departamento de Estado dos EUA está infiltrado por comunistas.

  • 1/5/1950: Morta a tiro em Rio Grande, RS, a tecelã Angelina Gonçalves, 30 anos, ao retomar a bandeira do Brasil que a polícia tirara dos manifestantes.

  • 15/5/1950: Eleição no Clube Militar. Vence o gen. Estilac Leal, pró-Petrobrás.

  • 1/6/1950: Lacerda: "Vargas não deve ser candidato à presidência. Candidato, não deve ser eleito. Eleito, não deve tomar posse. Empossado, devemos impedi-lo de governar".

  • 10/6/1950: Brasil-México na Copa do Mundo (4x0) inaugura o Maracanã.

  • 25/6/1950: Começa a Guerra da Coréia.

  • 16/7/1950: O Brasil perde a Copa do Mundo para o Uruguai. E no Maracanã!

  • 26/7/1950: O PTB oficializa a candidatura presidencial de Vargas.

  • 5/8/1950: O PCB dá guinada à esquerda com o Manifesto de Agosto.

  • 17/8/1950: O nacionalista Sukarno proclama a República da Indonésia, ex-domínio colonial holandês.

  • 26/8/1950: 1º Congresso do Negro Brasileiro, na ABI, Rio.

  • 27/8/1950: Rashomon revela ao Ocidente o cinema japonês de A. Kurosawa.

  • 7/9/1950: Elisa Branco é presa por levar ao desfile militar a faixa: "Os soldados, nossos filhos, não irão para a Coréia".

  • 18/9/1950: No ar (das 18 às 23 hs.) a TV Tupy, 1ª da América Latina (S. Paulo).

  • 23/9/1950: Aprovada nos EUA a lei McCarthy. Início da "caça às bruxas" anticomunista.

  • 24/9/1950: Chacina dos 4 A: a polícia assassina em Livramento, RS, os comunistas Abdias Rocha, Aladim Rosales, Aristides Correa e Ary Kuhlman.

  • 3/10/1950: Vargas é eleito presidente, segundo a imprensa de direita graças aos "miseráveis, analfabetos, mendigos, famintos e andrajosos".

  • 10/10/1950: Revolta camponesa em Porecatu, PR: choques armados, cidades ocupadas.

  • 2/11/1950: Morre o escritor e dramaturgo irlandês Bernard Shaw, 94 anos, socialista fabiano, mestre da crítica ácida sem perder o bom-humor.

  • 10/11/1950: J. Arbenz elege-se pres. da Guatemala. Reforma agrária, nacionalizações, até o golpe pró-EUA de 54.