Brasil

8 de dezembro de 2016 - 16h16

Rebeldia da juventude negra em vídeo manifesto de Emicida, Mandume




O vídeo tem a duração de oito minutos e quarenta e sete segundos e expõe a afirmação da negritude e da descendência africana. É explorado através dos músicos participantes, as várias facetas da discriminação como as mulheres negras, a ausência do negro na mídia, a homossexualidade, a juventude e a religião.

Um traço perceptível no clipe é de que os itens de vestuário do Laboratório Fantasma aparecem para emponderar os participantes, em que se busca dar uma visibilidade pela estética negra.

São muitas referências visuais, desde os músicos negros que passeia por Elza Soares, Leci Bradão, a Black Alien, dentre outros. A intolerância dos cultos evangélicos as religiões de matriz africana. A resistência feminina que enfrenta a policia. A aceitação dos LGBT´s, os rolezinhos da periferia nos shoppings.

Mais um clipe que traduz a vida do povo negro e brasileiro neste ano de 2016 e o refrão serve como um alerta de resistência:

Eles querem que alguém / Que vem de onde nóiz vem / Seja mais humilde, baixa a cabeça /Nunca revide, finge que esqueceu a coisa toda / Eu quero é que eles se… ! 

Fonte: Blog Terra de Gigante 65




  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais