Movimentos

2 de março de 2017 - 15h18

CTB mobiliza trabalhadores no Maranhão para atos contra reformas


CTB
Adilson Araújo (ao microfone) esteve no Maranhão em atividade de mobilização para os atos dos dias 8 e 15 contra as reformas de Michel Temer  Adilson Araújo (ao microfone) esteve no Maranhão em atividade de mobilização para os atos dos dias 8 e 15 contra as reformas de Michel Temer 
Na reunião, realizada na sede estadual da CTB, Araújo abordou - de forma contextualizada e atual - a conjuntura política que envolve os embates travados nos últimos meses, desde o impeachement da presidente Dilma Roussef até o cenário atual. "A retirada da presidenta foi apenas o primeiro ato do Golpe, que avança para cortar direitos e, mais uma vez, entregar a fatura para a classe trabalhadora pagar, não vamos aceitar", ressaltou.

O presidente destacou a campanha nacional produzida pela CTB para responder à propaganda oficial do governo e desmontar dados falaciosos divulgados, como o suposto déficit da previdência social, que é amplamente desmentido por especialistas de diversos institutos do país.

Com o mote “É o fim do mundo!”, a campanha vai abordar os principais temas que ameaçam os direitos da classe trabalhadora. O primeiro da série é “Acabar com a Previdência. É o fim do mundo!”, seguido da convocação: “Lutar agora para garantir a sua aposentadoria”. Em diferentes formatos, as chamadas estarão em mídias virtuais (redes sociais e Portal CTB) e físicas (cartazes, outdoors e camisetas).

"Os nossos próximos desafios serão o de aglutinar os trabalhadores nas mobilizações convocadas para os dias 8 e 15 de março, pois o Brasil não pode retroagir, precisamos avançar em direitos, trabalho, emprego, renda e desenvolvimento social", apontou o presidente nacional.

Joel Nascimento, presidente da CTB-MA, informou que o quadro de mobilização estadual já está montado com a participação de lideranças regionais. "Dividimos a mobilização por polos que vão desde o Baixo Parnaíba à Região Tocantina, passando pelo Médio Sertão, Baixada Maranhense e outros", pontuou Joel.

Para Hildinete Rocha, dirigente da CTB, a presença do presidente Araújo em São Luís reforça o sentimento de luta e mobilização das lideranças sindicais locais, principalmente, para as próximas atividades já marcadas. "Mesmo que rápida, a visita do presidente reforça nossa disposição para a luta, logo numa conjuntura tão devastadora para os trabalhadores e trabalhadoras", finalizou.

Participaram do encontro dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de 3º Grau no Estado do Maranhão (Sintema); Sindicato dos Trabalhadores em Panificação (Sindipanip); Sindicato dos Trabalhadores Vigilantes do Estado do Maranhão (Sindivig-MA); Sindicato dos Trabalhadores nos Correios e Telégrafos (Sintect-MA); Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Luís (Sindmetal); e Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), também participaram da reunião com Araújo.


Fonte: CTB Maranhão

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais