Brasil

13 de março de 2017 - 12h36

Paralisação de ônibus e metrô marca atos em SP no dia 15


   
"Nada até hoje foi capaz de afetar de forma tão radical a vida dos trabalhadores e trabalhadoras que estão na ativa como esse projeto do governo", diz o metroviário e secretário-geral da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, Wagner Gomes.

“Este ato é um protesto da categoria contra essas reformas que o governo quer empurrar goela abaixo do trabalhador. Estão querendo massacrar a classe trabalhadora, afirmou Valdevan Noventa, presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo.

As principais centrais de trabalhadores estão convocando para os protestos do dia 15. De acordo com a CTB, dezenove estados confirmaram manifestações. Outras categorias que confirmaram que vão parar em São Paulo são os condutores de SP, Metalúrgicos, Químicos, Sintaema, Eletricitários, Sabesp, Correios, Professores estaduais e municipais, Bancários, Servidores federais eTrabalhadores do judiciário federal.

A reforma da Previdência tramita na Comissão Especial da Câmara dos Deputados. A proposta de Temer impõe a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem, entre outros prejuízos.








Do Portal Vermelho com agências

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais