Movimentos

27 de setembro de 2017 - 12h36

Correios: Sindicatos da Findect aprovam greve por tempo indeterminado

Reprodução do Portal CTB
Trabalhadores dos correios do Rio de Janeiro aprovam greve Trabalhadores dos correios do Rio de Janeiro aprovam greve

De acordo com Elias Cesário (Diviza), presidente do Sintect-SP, a principal reivindicação da categoria se refere ao reajuste salarial e a manutenção de todos os benefícios do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/18, que a empresa não contemplou durante as mesas de negociação.

Durante as assembleias, os trabalhadores rejeitaram a proposta de reajuste salarial de 3% só em janeiro, e não retroativo a partir da data base (agosto). Outras questões também foram consideradas como pouco promissoras, entre elas, o atual cenário político nacional que encaminha o desmonte dos Acordos Coletivos de Trabalho diante à Reforma Trabalhista.

A Findect e seus sindicatos avaliam que aceitar esse acordo fragiliza o coletivo e os futuros avanços em relação aos direitos e benefícios, diante às ameaças do governo.

“Nós esgotamos as possibilidades de negociação com a direção dos Correios, porém, não houve avanço. A empresa não quer pagar o retroativo da nossa data base que foi em agosto e não avança no diálogo. Os trabalhadores não aceitam retirada e direitos. Portanto, votamos pela greve e vamos continuar lutando”, ressaltou o presidente do sindicato do Sintect-RJ e diretor da Findect, Ronaldo Martins.

Os sindicatos da Findect que decretaram greve correspondem a 75% da carga postal do país. “A greve começou forte. Mas nosso objetivo é ampliar para conseguirmos reabrir o canal de negociação com a empresa”, afirmou Diviza.



Fonte: Portal CTB

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais