Movimentos

26 de outubro de 2017 - 17h18

Paulinho Fonteles, herdeiro orgulhoso da juventude do Araguaia

Acervo Pessoal/Socorro Gomes
Paulinho Fonteles (segurando caderno) no Araguaia com Socorro Gomes (de chapéu) Paulinho Fonteles (segurando caderno) no Araguaia com Socorro Gomes (de chapéu)

Paulinho Fonteles,

Recebi hoje às 15h00, na cidade russa de São Petersburgo, antiga Leningrado, onde estou em tarefa partidária, através de um amigo comum, camarada Douglas Lopes, a terrível notícia de tua partida. Terrível! Um choque e uma tristeza imensa.

Muito querido camarada Paulo Fonteles.

Foste um grande! Destemido, generoso, um amigo solidário de todos que de ti necessitavam. Uma pessoa, no dizer de outro grande, o escritor Eduardo Galeano, uma gentipensante. Assim eras, gentipensante. Apaixonado pela vida que em ti era dedicação às nobres causas. Coração perto da boca. Razão e sentimento eram em ti inseparáveis. Nasceste, desafiando os monstros da ditadura que no PIC em Brasília ao torturarem tua mãe, a companheira Hecilda, presa, afirmavam que filho de comunistas não podia nascer. Pois nascestes. Filho de valentes. Valente foste toda tua vida. Vida dedicada aos desvalidos do campo e da cidade. Foste o herdeiro orgulhoso da juventude do Araguaia. Cedo assumiste a luta, bem jovenzinho nas lides estudantis, Na UJS. Depois, pela memória dos combatentes contra a ditadura, a defesa dos sem teto em Belém e Ananindeua. Defendeste com rara inteligência e paixão a causa do porvir, a causa do socialismo. Paulinho, gente como tu não morre. Vive sempre. Tu sim, és eterno e eternamente viverás. Paulo Fonteles de Lima, Comunista, Poeta, humanista como poucos.

Adeus, camarada!

*Socorro Gomes é presidenta do Conselho Mundial da Paz 



Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais