Brasil

6 de dezembro de 2017 - 20h05

Jô Moraes quer acionar Ministério da Justiça contra ação da PF na UFMG


A operação, denominada “Esperança Equilibrista” – em referência ao trecho da música de João Bosco e Aldir Blanc que é considerada o hino dos anistiados –, apura um suposto desvio de R$ 4 milhões em recursos públicos na construção do Memorial da Anistia Política do Brasil. E foi classificada com um “acinte a todos os perseguidos pela ditadura” pela deputada Jô Moraes (PCdoB-MG).

A parlamentar alertou para a ruptura do Estado Democrático de Direito com o intuito de promover o espetáculo e a humilhação pública e sugeriu que os deputados acionassem o Ministério da Justiça.

“Foi uma prisão coercitiva, que é como devemos chamar isso. Além disso, a operação da PF é um acinte contra todos aqueles perseguidos pela ditadura quando tem a desfaçatez de ser chamada de a ‘Esperança Equilibrista’. Vamos ao ministro da Justiça exigir o controle de uma polícia que não pode se transformar num fascismo”, disse Jô.



Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais