Cultura

12 de janeiro de 2018 - 17h31

Governo Temer inviabiliza festival ao cancelar patrocínio estatal

Divulgação
O Festival é realizado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul O Festival é realizado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul

O anúncio foi feito pela estatal no último dia útil de 2017, isso inviabilizou a busca por novos parceiros pelos organizadores e, pela primeira vez, o festival não será realizado.

O El Mapa de Todos é atualmente a principal plataforma de integração musical do Brasil com o universo latino. Desde seu início, o festival tem promovido a aproximação entre artistas, produtores, jornalistas e publicações especializadas e público do continente sul-americano. Ao longo de suas edições o o festival adquiriu credibilidade, tornando-se um dos eventos do Brasil mais respeitados em toda a América do Sul, Central, México e Espanha.

Leia a nota oficial dos organizadores:

Infelizmente, o Festival El Mapa de Todos, marcado para ocorrer nos dias 3, 4 e 5 de maio, está cancelado até segunda ordem. No último dia último de 2017, a Petrobras encaminhou - por email - informação com a negativa de patrocínio ao festival neste ano.

O festival é patrocinado pela empresa há 6 (seis) edições, sem descontinuidade. A razão, segundo a empresa estatal, é o corte de investimentos e o "ano eleitoral". Apesar da tentativa de reverter o processo, a decisão se manteve, mesma já adotada anteriormente em relação a vários festivais importantes.

Não é necessário, mas reafirmamos o papel do festival El Mapa de Todos, atualmente a principal plataforma de integração musical do Brasil com o universo latino. Desde seu início, o festival tem promovido a aproximação entre artistas, produtores, jornalistas e publicações especializadas e público do continente sul-americano. Inclusive, ao posicionar-se em Porto Alegre, o de destacar a cidade, o estado e a região no mapa sócio-cultural da América do Sul. Com isso, o festival adquiriu credibilidade, tornando-se um dos eventos do Brasil mais respeitados em toda a América do Sul, Central, México e Espanha.

O festival continua vivo, certamente, mas torna-se impossível realizá-lo em maio deste ano, como era o combinado com artistas, casa de show e fornecedores. O fato da negativa da empresa ocorrer no final do ano, impediu que o festival realizasse negociações com outros patrocinadores que, inclusive, haviam procurado a sua organização para conversar. Assim, com apenas quatro meses de antecedência, em um período de carnaval, férias, inclusive empresariais, é improvável a reversão do quadro orçamentário do festival.

Assim sendo, pedimos enormes desculpas a todos - artistas, casa de show (Theatro São Pedro), fornecedores e, de forma especial, ao público que sempre prestigiou o festival - por essa situação involuntária. O festival tem tradição de cumprir exemplarmente com todas as responsabilidades ao longo de sua realização em todos os terrenos, seja na organização, produção e, até mesmo, na diplomacia. A integração latino-americana é um processo irreversível e o Festival El Mapa de Todos manterá esse compromisso histórico. Esperando contar com a compreensão de todos, nos colocamos a disposição para quaisquer esclarecimentos.


Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais