Notícias
25/06/2017 10h21

Eu não sou seu negro pergunta: quem é bárbaro?

Como Frantz Fanon, James Baldwin parece acreditar: brancos e negros “têm de se afastar das vozes desumanas de seus ancestrais respectivos, a fim de que nasça uma autêntica comunicação”

Por Elaine Santos


Notícias
23/06/2017 16h00

Como surgiram as festas juninas?

A origem dos festejos juninos no Brasil une jesuítas portugueses, costumes indígenas e caipiras, celebrando santos católicos e pratos com alimentos nativos

Por Cíntia Cristina da Silva


Notícias
23/06/2017 10h05

É sempre bom lembrar: o que a vida quer da gente é coragem

É sempre bom lembrar: o que a vida quer da gente é coragem. O tempo temido da ameaça concreta ao compromisso da humanidade consigo mesma se faz presente e resistir, com todas as forças, ao assombro da barbárie

Por Jorge Luiz Souto Maior*


Notícias
27/05/2017 19h37

João Amazonas, a referência necessária

Neste 27 de maio de 2017 completam-se 15 anos da morte de João Amazonas. Em homenagem ao histórico dirigente do Partido Comunista do Brasil, o Portal Vermelho publica novamente este artigo do jornalista e escritor Luiz Manfredini publicado em 1o de janeiro de 2012, quando o grande formulador teórico dos comunistas brasileiros completou 100 anos de nascimento. 

Luiz Manfredini*


Notícias
16/05/2017 18h18

Marx, a indústria moderna e a classe operária

Na cerimônia do quarto aniversário do jornal operário inglês The People’s Paper, Karl Marx pronunciou este discurso que mantém uma atualidade surpreendente.

Por José Carlos Ruy*


Notícias
05/03/2017 10h50

Pessimismo político ou paz entre nós e guerra aos senhores?

A cientista política Ellen Wood foi precisa ao dizer que a ideia de pós-modernidade é caracterizada pelo pessimismo político. Também chamada de mal estar da modernidade, pode ser entendida como uma espécie de “ressaca” diante de todos os limites que a modernidade apresenta, como a crise do socialismo real, a possibilidade do colapso nuclear ou ambiental do planeta, a emergência de fanatismos e nacionalismos, as guerras, a barbárie, a miséria humana.

Por Igor Correa Pereira*


Notícias
05/03/2017 8h51

As mulheres e a luta pelos seus direitos políticos no Brasil

Neste ano quando comemoramos os 85 anos da conquista do voto feminino é preciso relembrar as situações degradantes que viveram as mulheres durante séculos e a luta persistente que travaram para, finalmente, conseguirem se firmar como cidadãs. É claro que muito ainda falta a ser conquistado, mas olhando para trás vemos o quanto já se caminhou.

Por Augusto Buonicore*, no Portal Grabois


Notícias
21/01/2017 9h02

Trump lança a liquidação da (baixa) democracia e do inimigo universal

Pairando sobre a posse de Donald Trump como 45º presidente dos Estados Unidos, nesta sexta-feira (20), estão repetidos alertas do “estado de exceção”. Xenofobia, islamofobia, misoginia, demagogia e, claro, os rumos de uma potência imperialista pautam as predições da política doméstica e internacional de Trump. “Forte, orgulhosa, segura, grandiosa”, foi no que ele disse que transformará “a América”, em seu discurso de posse. Análises não faltam deste fenômeno.

Por Por Moara Crivelente*


Notícias
06/01/2017 10h29

Novo secretário deverá promover a reforma da ONU em prol da paz

O novo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, ao assumir o cargo em 1º de janeiro, focou no multilateralismo e na prevenção dos conflitos como prioridades emergentes. A atenção à sua posse colocou na irrelevância a frustração mundial com a gestão anterior, de Ban Ki-moon, mas a ênfase na necessidade premente de reforma da organização e de reavaliação do seu papel num contexto internacional cada vez mais militarizado deve ser o foco.

Por Moara Crivelente*


Notícias
26/12/2016 15h56

Resolução contra colônias na Palestina deve ser implementada

O presidente estadunidense Barack Obama é vilão em parte da imprensa israelense. Aliado de Israel, mas não amigo do premiê Benjamin Netanyahu ou de sua corrida colonialista já demasiado aparente, Obama finalmente decidiu pela abstenção na votação da resolução contra as colônias no Conselho de Segurança da ONU, assim aprovada. Obama quis dar um sinal, ainda que de saldo devedor, ao deixar a Casa Branca. A resolução será mais um instrumento na luta dos palestinos.

Por Moara Crivelente*