Orlando Silva diz que Moro conduziu um tribunal de exceção contra Lula

O deputado Orlando Silva (PCdoB), pré-candidato à prefeitura de São Paulo, diz que como todos os brasileiros o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva merece um julgamento justo e que respeite os seus direitos.

Orlando Silva

Segundo ele, o ex-juiz Sergio Moro conduziu um tribunal de exceção, um justiçamento de viés político. “O julgamento deve ser anulado”, defendeu.

“O senhor não pediu, pois sabe que seu processo é nulo. Mas a cela é o meio que covardes usaram para impedir sua ação. Saia para resistir junto ao povo e fazer os covardes reconhecerem sua inocência”, mandou o deputado um recado ao presidente, de quem foi ex-ministro do Esporte.

A manifestação do deputado faz referência a sucessão de reveses do Ministério Público Federal (MPF) que fez com que procuradores passem a defender um novo julgamento para o ex-presidente Lula.

Para os procuradores, esse seria o caminho para “pacificar o país e afastar as inúmeras suspeitas que passaram a pesar sobre os procuradores e o ex-juiz Sergio Moro”.