“Weintraub e Bolsonaro escrevem a página mais vergonhosa do Brasil”

Márcio Jerry, deputado federal pelo Maranhão, critica Presidente e Ministro da Educação por caos no MEC

DEPUTADO FEDERAL MÁRCIO JERRY (PCDOB-MA) (FOTO: CLEIA VIANA/CÂMARA DOS DEPUTADOS)

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) direcionou críticas ao ministro da educação e ao presidente do Brasil, nesta quinta-feira 30, e disse que a dupla Jair Bolsonaro (sem partido) e Abraham Weintraub “escrevem a página mais vergonhosa da história do Brasil”.

“Que me desculpe Nelson Rodrigues, mas agora nem toda unanimidade é burra. A ‘unanimidade inteligente’ é a percepção definitiva de que Weintraub é colossalmente burro. Ele precisa sair do Ministério da Educação (MEC). Bolsonaro precisa tirar esse ignaro. Essa dupla está escrevendo a página mais vergonhosa da história do Brasil”, afirmou o deputado.

As declarações de Jerry acontecem num momento em que o ministro da Educação está envolvido em questões polêmicas sobre o Enem, com mais de 5 milhões de inscritos, e o Sisu, responsável direto pelo acesso a 128 instituições públicas de ensino no Brasil – que somam uma oferta de 237 mil vagas.

Devido a falhas no processo de correção das provas a Justiça Federal suspendeu o vestibular e exigiu que o MEC comprovasse que a situação foi normalizada. A pasta divulgou ter encontrado erro na correção de 5.974 provas, de 3,9 milhões participantes da última edição do exame. Apesar disso, funcionários do Ministério disseram ao jornal Folha de S.Paulo, sob condição de anonimato, que não é possível ter 100% de confiança nos resultados.