China: novas tecnologias usadas no combate ao coronavírus

Para superar a epidemia, as tecnologias médicas mais avançadas são essenciais.

Na vila de Changping, cidade de Huzhou, na província de Zhejiang, um residente em casa recebe máscaras e termômetro mandados por um drone l Foto: Diário do Povo

“Este é um drone com lente de imagem térmica infravermelha que pode captar luz visível e infravermelha. No alcance efetivo de 3 metros, o erro de medição de temperatura do corpo é de cerca de 5%; se a distância de medição estiver dentro de 1 metro, o erro será de 1%.”

Yi Jinyu, um trabalhador do condomínio de Yiyang, na província de Jiangxi, está operando um drone para medir e registrar a temperatura dos residentes remotamente, evitando a probabilidade de transmissão secundária que podem ser causados quando os trabalhadores passam nas casas dos residentes para realizar o registro.

Na prevenção e o controle da epidemia de pneumonia causada pelo novo coronavírus, o Covid-19, a aplicação extensiva de muitas novas tecnologias melhorou bastante a eficiência da prevenção da epidemia, e as pessoas em casa podem verificar a situação da epidemia a qualquer momento através de celulares.

A Tencent lançou a função “Consulta do centro epidêmico de pneumonia pelo novo coronavírus” com base nas informações divulgadas pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças em todo o país, que abrange mais de 130 cidades, incluindo Beijing, Shenzhen e Guangzhou. Com essa função, é possível verificar quantos casos foram confirmados em cada local no mapa.

Em 6 de fevereiro,  um carrinho de entrega domiciliar sem motorista estava dirigindo na Rua Jilin, no distrito de Qingshan, Wuhan. Após vários cruzamentos, o carro passou em frente ao 9o Hospital de Wuhan. Um cliente clicou na tela eletrônica no carro e conseguiu seu pacote. Esta é a primeira entrega de um robô de distribuição inteligente desenvolvido de forma independente pela JD Logistics após o surto da epidemia. “Este robô inteligente pode nos entregar os suprimentos escassos, e minimiza a probabilidade de infecções por contato, realmente nos ajuda bastante”, disse o membro do 9o Hospital de Wuhan que recebeu as mercadorias.

Com o aperfeiçoamento da tecnologia de drones, os drones são cada vez mais utilizados no trabalho policial.

Wen Saiwu, vice-diretor do Departamento de Segurança Pública da cidade de Ruichang, na província de Jiangxi, destacou que os drones têm um amplo campo de observação e uma ampla visão. O uso de drones para cooperar com o trabalho de prevenção de epidemias reduz a intensidade do trabalho policial e o risco de infecção por vírus, também melhora a eficiência na prevenção de epidemias.

Em 5 de fevereiro, o laboratòrio “FireEye”, que pode detectar até 10.000 amostras do Covid-19 por dia, iniciou oficialmente a operação experimental em Wuhan. Após uma média de 4 a 6 horas, pode obter os resultados dos testes de ácido nucleico. Após entrar em operação, fortalecerá a capacidade de detecção para Wuhan e cidades vizinhas.

Em Wuhan, após a conclusão do Hospital Huoshenshan e Hospital Leishenshan, mais tecnologias avançadas ajudarão a combater a epidemia em todos os aspectos.

As três principais operadoras de telecomunicações cooperaram com vários fabricantes para concluir rapidamente a cobertura do sinal 5G para o Hospital Huoshenshan em 36 horas e construíram um sistema de consulta remota com o Hospital Geral do Exército de Libertação Popular.

O grupo Lenovo forneceu um conjunto de mais de 2.000 equipamentos de informática e uma equipe profissional de serviços de informática para construir um sistema de informações para o hospital.

O robô de serviço médico doado pela Beijing Orion Xingkong Technology Co., Ltd. pode executar a entrega de pedidos de teste e medicamentos de acordo com as necessidades do hospital.

Há também uma variedade de equipamentos médicos, ar condicionados médicos para enfermarias e salas de operações de UTI, chips de imagem térmica, lâmpadas de desinfecção UV, purificadores de ar profissionais, dentre outros. Esses equipamentos de tecnologia avançada ajudam a combater a epidemia de maneira científica e precisa.

Fonte: Diário do Povo

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *