Sem categoria

Joe Biden vence primárias em 4 estados e amplia vantagem sobre Sanders

Com as projeções dos resultados desta terça, Biden chegaria aos 823 delegados contra 663 de Sanders

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Joe Biden venceu as primárias democratas em, ao menos, quatro dos seis estados que realizaram suas prévias nesta terça-feira (10). O resultado consolida cada vez mais sua campanha para ser o adversário do presidente Donald Trump nas eleições de novembro.

Apesar de alguns estados ainda não terem fechado 100% da apuração, os números mostram que Biden venceu com 52,9% dos votos em Michigan – que conta com o maior número de delegados (125) e é considerado um dos mais importantes swing states do país – aqueles sem um perfil eleitoral definido. O ex-vice de Barack Obama também venceu no Mississippi (81% dos votos), no Missouri (60,1%) e em Idaho (48,9%).

Já seu rival, Bernie Sanders, deve vencer em Dakota do Norte, onde aparece com 48,5% dos votos e a apuração está em 77,5%. Em Washington, o cenário ainda é de bastante indefinição, com Sanders com 32,7% dos votos e Biden com 32,5%. Ao todo, 67,15% das cédulas já foram computadas.

Após a publicação das projeções, Biden fez um breve discurso no qual estendeu a mão para seu rival na campanha. “Tivemos uma outra grande noite! Eu e Bernie dividimos o mesmo objetivo, e juntos bateremos Donald Trump. Temos a necessidade de uma verdadeira liderança, que seja confiável e crível”, afirmou aos presentes. De acordo com o candidato democrata, “essas eleições colocam em jogo a democracia, a alma e os valores de nosso país”.

Na noite desta terça, estavam em jogo 352 delegados na disputa democrata. Para ser indicado pelo partido em julho, um candidato precisa ter 1.991 deles. Com as projeções dos resultados desta terça, Biden chegaria aos 823 delegados contra 663 de Sanders.

Na quarta, a campanha de Biden anunciou o cancelamento do comício marcado para Tampa, na Flórida, por conta da disseminação do novo coronavírus. É o terceiro compromisso do tipo cancelado pelo ex-vice-presidente por conta da doença. Mais cedo, seu rival Bernie Sanders também suspendeu um comício em Cleveland pelo mesmo motivo. No entanto, o presidente dos Estados Unidos ignorou a crise e manteve seu compromisso eleitoral em Michigan no dia 19 de março.

Com informações da Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *