Flávio Dino diz que Bolsonaro joga trabalhadores à própria sorte

Medida Provisória (MP), que suspende salários de trabalhadores, terá que ser aprovada no Congresso Nacional

(Reprodução)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), considerou “absurda” a medida provisória editada por Bolsonaro que suspende o contrato de trabalho por até quatro meses. Para o governador, falta sensibilidade social ao presidente.

“Caminho certo: mobilizar crédito abundante dos bancos públicos para manter salários dos trabalhadores, sem quebrar empresas. Caminho errado: jogar trabalhadores à própria sorte sem nenhuma proteção. O caminho certo tem sido adotado em vários países. O caminho errado só no Brasil”, criticou no Twitter o governador.

Para ele, a situação é grave. “Bolsonaro não apenas fala absurdos. Falar já é grave. Mas ele faz absurdos. Ele não tem sensatez nem sensibilidade social. Espero que o Congresso e o Supremo salvem o Brasil”, diz o governador.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *