Sebastião Salgado lança campanha para proteger indígenas da pandemia

Com assinaturas de Paul McCartney, Chico Buarque, Madonna e outras personalidades, petição online pede força-tarefa para retirar invasores de terras indígenas.

O fotógrafo Sebastião Salgado - Divulgação

O fotógrafo Sebastião Salgado, internacionalmente renomado e que passou os últimos sete anos fotografando na Amazônia – tema de sua próxima exposição – está à frente de um manifesto para que Executivo, Legislativo e Judiciário intervenham e evitem o extermínio indígena em razão da pandemia do novo coronavírus, a Covid-19.

Com o objetivo de chamar a atenção para a causa, o fotógrafo e a esposa, Lélia, organizaram uma petição que de saída já contava com a assinatura de mais de 60 personalidades nacionais e internacionais.

Entre os signatários brasileiros, estão nomes como Chico Buarque, Caetano Veloso, a modelo Gisele Bündchen, o cineasta Fernando Meirelles e o cientista Carlos Nobre. Também assinam a pedição nomes internacionais da música, como Madonna e Paul McCartney e do cinema, entre eles Brad Pitt, Meryl Streep, Glenn Close, Oliver Stone, Pedro Almodóvar e Alfonso Cuarón.

O documento está disponível desde ontem (3) na plataforma Avaaz e, até o início da tarde desta segunda-feira (4), somava 179.541 assinaturas.

“Despreparados para enfrentar as doenças dos brancos, os indígenas brasileiros têm sido vítimas de epidemias há mais de 500 anos. Mas agora, se junta a essa ameaça o relaxamento da vigilância do Estado, as invasões de garimpeiros, madeireiros e fazendeiros ilegais, os incêndios criminosos, que aumentaram nas últimas semanas. O Brasil tem o maior número de grupos indígenas isolados em todo o planeta e eles são ainda mais sensíveis à pandemia. Eles precisam do nosso apoio”, afirma Sebastião Salgado em vídeo sobre a campanha divulgado no YouTube.

“Essas pessoas pedem ao presidente da República e aos líderes do Congresso e do Judiciário do Brasil que criem uma força-tarefa para retirar das terras indígenas os invasores ilegais e que possa garantir a seus habitantes originais a proteção de sua saúde. O Brasil tem uma dívida com seus primeiros habitantes. Esta é a hora de fazermos o que já deveria ter sido feito há muito tempo”, acrescenta o fotógrafo.

Confira o vídeo da campanha:

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *