Mais atingidos pela covid-19, idosos sustentam 24,9% das famílias

Com o fim da política de valorização do salário mínimo e a “reforma” da Previdência, rendimentos dessas famílias se torna ainda mais vulnerável

População mais vulnerável à epidemia, idosos sustentam famílias com aposentadoria

As pessoas com mais de 60 anos são parte do grupo mais vulnerável à pandemia do novo coronavírus. Entretanto, a cada quatro lares do Brasil, em um deles o idoso é o principal responsável pela renda, segundo pesquisa do Dieese pesquisa do Dieese. De acordo com o levantamento, 24,9% dos domicílios no Brasil têm pessoas de 60 anos ou mais, que contribuem com mais de 50% da renda domiciliar, com aposentadorias, pensões, rendimento do trabalho ou de outro tipo.

Segundo Patricia Pelatieri, coordenadora de pesquisas do Dieese, a situação é preocupante por diversos motivos. Com o fim da política de valorização do salário mínimo e a “reforma” da Previdência, a renda dessas famílias fica ainda mais vulnerável.

Além disso, Patricia lembra do perigo dos idosos que se expõem ao vírus, todos os dias, ao trazer sustento para dentro de casa. “Ter mais tempo de vida é uma conquista no Brasil, mas com todos os ataques aos direitos dos trabalhadores, passou a ser um castigo. Não adianta viver muito, se não há condições para sobreviver”, lamentou.

Segundo o IBGE, o país tem 7,7 milhões de trabalhadores ocupados com mais de 60 anos. Mais da metade atua no setor de serviços e depende da renda emergencial de R$ 600.

Com informações da Rede Brasil Atual

Um comentario para "Mais atingidos pela covid-19, idosos sustentam 24,9% das famílias"

  1. Luna Aparecida Primavera disse:

    Eu tambem acho que tem muito vagabundo que não quer trabalhar. Fica nas costas do pai ou da mãe que é aposentado. Conheço gente que levanta 3 da tarde todo dia que não precisa se preocupar porque a luz e a água vai tá paga. Comida sempre tem. pra que trabalhar, ter chefe, ter horário, marcar ponto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *