Monitor do PIB da FGV indica tombo de 5,3% da economia em março

Queda foi em comparação com mês anterior. A atividade econômica também recuou 1% no primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre de 2019.

A atividade econômica caiu 1% nos três primeiros meses de 2020, na comparação com o quarto trimestre do ano anterior, sinaliza o Monitor do PIB, divulgado nesta segunda-feira pela FGV. Foi pior resultado trimestral desde setembro de 2015.

Em março, a retração da atividade foi de 5,3%, em relação ao mês anterior, na série ajustada sazonalmente.

A queda de 1% no trimestre, segundo a FGV, interrompe o ritmo de crescimento observado no período desde o trimestre inicial de 2017 ao trimestre final de 2019, com taxa média de 0,4% ao trimestre. Embora em um patamar medíocre, o país vinha apresentando crescimento.

Em 2019, primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro, a economia cresceu 1,1% – pior do que o resultado registrado para os dois anos do governo de Michel Temer. A mudança na trajetória é principalmente explicada pelo desempenho de março.

Em meio ao impacto na dinâmica econômica causado pela pandemia do novo coronavírus, devido à necessidade de seguir o isolamento social, o governo tem ficado inerte, sem um plano claro de estímulo e recuperação.

O Pró-Brasil, plano que prevê um R$ 30 bilhões em financiamento público – um valor modesto para o tamanho da recessão que se avizinha – ainda não saiu do plano das intenções. O ministro da Economia, Paulo Guedes, busca segurar gastos e insiste em retomar a agenda de privatizações e austeridade fiscal a partir do ano que vem.

Com informações do Valor Econômico

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *