Guedes quer reduzir auxílio de R$ 600 para R$ 200 e depois eliminá-lo

O governo Bolsonaro sequer conseguiu fazer o auxílio emergencial chegar a todos que precisam. Paulo Guedes argumenta que não há “espaço fiscal” para manter o benefício.

O governo de Jair Bolsonaro sequer conseguiu fazer chegar a todos o auxílio emergencial no valor de R$ 600, previsto para um período de três meses, e já pensa em reduzir e posteriormente eliminar o benefício. O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu a redução do valor para R$ 200 após o pagamento da terceira parcela do benefício.

O valor foi mencionado pelo ministro durante reunião com empresários na terça-feira (19). Guedes disse, no mesmo encontro, que é preciso “suavizar a queda” do pagamento do auxílio.

O ministro admite prorrogá-lo por um ou dois meses, mas não pagar o valor indefinidamente, sob o argumento de que não há “espaço fiscal”, ou seja, a despesa não caberia nas contas públicas.

“Se voltar para R$ 200 quem sabe não dá para estender um mês ou dois? R$ 600 não dá”, disse o ministro aos empresários.

“O que a sociedade prefere, um mês de R$ 600 ou três de R$ 200? É esse tipo de conta que estamos fazendo. É possível que aconteça uma extensão. Mas será que temos dinheiro para uma extensão a R$ 600? Acho que não”, acrescentou.

O valor de R$ 200 foi o primeiro proposto por Guedes no início da pandemia, quando se iniciou a discussão sobre a necessidade de instituir um auxílio para trabalhadores informais e autônomos. O Congresso Nacional decidiu elevar o valor para R$ 500 e, para não ficar mal na fita, Jair Bolsonaro autorizou sua base a negociar R$ 600.

Com informações de O Globo e Folhapress

3 comentários para "Guedes quer reduzir auxílio de R$ 600 para R$ 200 e depois eliminá-lo"

  1. Ana Raquel disse:

    Se deixassem de pagar os salarios e bonificações milionárias a todos Ministros, Deputados Federais, Estaduais, vereadores, governafores e prefeitos…sobraria dinheiro para akudar a população…Sera que o Ministro Guedes com $ 200,00 vobseguiria sustentar sua familia durante 1 mês ????

  2. ELENILDO GOMES disse:

    Já que agora você quer baixar o valor do auxílio Por que não tira os impostos dos alimentos você fala tanto em trazer as metas do Estados Unidos para cá impostos de remédios deveria ser tirado também Amor não dá Ah é claro está se aliando a grupos corrupto também né já deu para perceber bolsonaro que você não vai limpar a sujeira do Brasil

  3. ELENILDO GOMES disse:

    Na minha visão bolsonaro seria a última solução para nosso Brasil descer de dar mais um voto de confiança mas já posso ver que também está sendo em vão não existe mais solução para este país todos os políticos que chega e se corrompe não vale a pena mais um voto a ninguém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *