PSB defende frente ampla para enfrentar extrema-direita de Bolsonaro

Para fazer frente ao atual governo, o partido defende que a frente ampla seja formada com base em um programa “majoritário e robusto” em defesa da democracia e de suas instituições

Em reunião virtual, a Comissão Executiva Nacional do PSB reiterou a necessidade da formação de uma “amplíssima” frente em defesa da democracia diante do “fundamentalismo” de extrema-direita do governo Bolsonaro, que “ainda não se realizou em nenhum outro lugar do mundo”.

Os socialistas também reafirmaram o engajamento no movimento pelo Impeachment Já do presidente da República. Durante quatro horas, os socialistas analisaram a conjuntura política, econômica e social do país e aprovaram também propostas voltadas para a área econômica e social no período pós-pandemia.

Uma manifestação em desagravo ao Supremo Tribunal Federal e ao Superior Tribunal de Justiça foi aprovada pelo colegiado em reconhecimento à firme atuação de seus integrantes na defesa do Estado Democrático de Direito e das garantias constitucionais.

Para o PSB, Jair Bolsonaro busca implantar no país um regime autoritário, com uma estratégia que inclui, por exemplo, a tentativa de armar a população civil e de envolver polícias e Forças Armadas; o desmonte da legislação e órgãos de controle ambiental; o descaso com a pandemia do coronavírus e o uso de fake news contra governos prejudicando o combate à doença; as limitações às políticas assistenciais e aos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres; e os ataques sistemáticos à verdade e aos fatos pelas redes sociais – em contraposição à atuação da imprensa.

Participaram da reunião, realizada por meio de um aplicativo e coordenada pelo presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, os governadores Paulo Câmara (Pernambuco) e Renato Casagrande (Espírito Santo), os ex-governadores Rodrigo Rollemberg, Ricardo Coutinho, Márcio França e João Capiberibe, o vice-presidente de Relações Governamentais do PSB, Beto Albuquerque, deputados federais, senadores, prefeitos e representantes dos seis segmentos sociais do partido.

Fonte: Assessoria de Comunicação do PSB

Um comentario para "PSB defende frente ampla para enfrentar extrema-direita de Bolsonaro"

  1. Jose Antonio Bertotti(pai) disse:

    Concordo com uma frente ampla, desde que não permitam inimigos na trincheira, tipo Ciro, Hulk, FHC,e essa camarilha da direita!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *