Caso Queiroz: Dino aposta que Bolsonaro tentará intimidar Judiciário

O governador do Maranhão comentou a prisão do de fabrício Queiróz.

(Foto Reprodução)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PcdoB), comentou em suas redes sociais na manhã desta quinta-feira (18) a prisão do policial militar aposentado Fabrício Queiroz, acusado de fazer parte do esquema de “rachadinhas” que pode ter sido montado pelo filho do presidente, Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), na época em que era deputado federal pelo Rio de Janeiro. Queiroz foi preso por decisão judicial do Rio de Janeiro.

Na avaliação do governador, a prisão de “mais integrantes da facção de Bolsonaro” deve levar o presidente e insistir “na intimidação sobre o Judiciário, usando a imagem das Forças Armadas”.

“Espero que os comandos destas desautorizem o uso indevido [de sua imagem]. , destacou Flávio Dino.

Nesta quinta, conforme informou a Folha, o presidente teria se reunido com os ministros militares para discutir uma estratégia de reação. Ele estaria incomodado por ver conexões entre esta operação e outras, de busca e apreensão, que atingiram seus aliados no âmbito do inquérito do Supremo Tribunal Federal sobre manifestações antidemocráticas e fake news.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.