Janelas pela Democracia une sete partidos em ato contra Bolsonaro

Participam PT, PDT, PSB, PCdoB, PV, Rede Sustentabilidade e Cidadania

O movimento Janelas pela Democracia realiza nesta terça-feira (14), às 19h30, seu terceiro ato virtual (live) em defesa do impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Participam PT, PDT, PSB, PCdoB, PV, Rede Sustentabilidade e Cidadania.

Com uma hora de duração, a live contará com a participação dos presidentes e de lideranças dessas sete legendas. O evento será transmitido pelo Vermelho e por outras dezenas de páginas no Facebook, com mediação do jornalista Fábio Pannunzio, da TV Democracia.

Segundo o movimento, 48 pedidos de impeachment já foram encaminhados à Câmara Federal. O Janelas pela Democracia vai atuar para reforçar a pressão social até que o Congresso aprecie esses pedidos. Na opinião do movimento, a continuidade do governo Bolsonaro ameaça a Constituição, as instituições democráticas e também a vida.

A primeira edição do Janelas pela Democracia, em 19 de maio, foi promovida pelo PDT, PSB, PV e Rede. Na segunda, em 18 de junho, o Cidadania se juntou ao grupo. Agora, na terceira, PCdoB e PT aderem ao movimento. Se até aqui os eventos foram mensais, o objetivo dos organizadores é realizar, a partir de agora, lives quinzenais.

Luciana Santos representará o PCdoB l Foto: Diego Galba/VG

“É muito importante unirmos forças nesse momento em que o Brasil vive, sob o governo Bolsonaro, o desmonte de políticas públicas estratégicas, de naufrágio na economia e de uma desvalorização sem precedentes na Educação e na Saúde”, afirma Luciana Santos, presidenta nacional do PCdoB. Em sua opinião, o movimento Janelas pela Democracia “tem sido um instrumento de união e amplitude nessa luta imprescindível pelo Estado Democrático de Direito, pela liberdade de expressão e para dar um basta nesse governo antinacional e antipovo”.

“Temos três urgências, que são a razão da nossa luta: salvar vidas, preservar os empregos e proteger a democracia”, resume o vice-presidente nacional do PDT e presidenciável nas eleições 2018, Ciro Gomes. Para Carlos Siqueira, presidente do PSB, o Janelas pela Democracia “reafirma o papel dos partidos na defesa da democracia” – mas também lança “uma frente política e social capaz de intensificar a pressão sobre as instituições para conter o ímpeto autoritário do presidente”.

O PT participa da frente porque, segundo sua presidenta nacional, Gleisi Hoffmann, “Bolsonaro vem impondo ao país o desmonte de políticas públicas essenciais e discurso ideológico do ódio. Para o bem do Brasil e do povo trabalhador, precisamos urgentemente frear esse caos com o impeachment”.

Com informações do Janelas pela Democracia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *