Conselho tem maioria para afastar Dallagnol da Lava Jato, diz CNN

Dos onze membros do Conselho do Ministério Público Federal, pelo menos oito são favoráveis à remoção do procurador chefe da Lava Jato

(Foto: Reprodução)

Segundo reportagem da CNN, o Conselho Nacional do Ministério Público já possui maioria para punir o procurador chefe da Força Tarefa da Lava Jato, Deltan Dallgnol. “Ele tem que responder mais do que pela incontinência verbal”, afirmou à emissora um dos integrantes do Conselho, se referindo às postagens do procurador em suas redes sociais.

O conselho, que avalia a conduta dos membros do Ministério Público Federal, atualmente está funcionando com onze integrantes. Desses, pelo menos oito demonstram, nos bastidores, serem favoráveis à remoção de Dallagnol da Lava Jato, em um pedido apresentado pela senadora Kátia Abreu.

Outra possibilidade é uma suspensão disciplinar no caso em que o procurador publicou no Twitter contra Renan Calheiros, às vésperas das eleições do Senado.

Para a líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, deputada Perpétua Almeida (AC), Dallagnol vai responder pela tentativa de usar dinheiro da operação para criar uma fundação. “Nessas horas a gente diz o que? É ‘a volta do cipó de aroeira’? Dellagnol vai responder por ter tentado se apropriar de recursos públicos através da Fundação Dellagnol? É isso?”, escreveu a líder no Twitter.

Fundação

A criação da fundação foi suspensa, no ano passado, por decisão da justiça, após o STF (Supremo Tribunal Federal) entender que somente o governo tem autorização para administrar recursos públicos e não os investigadores da Lava Jato.

De R$ 2,5 bilhões, 80% viriam para o Brasil. Parte disso seria colocada em um fundo gerido por uma fundação independente criada pelo Ministério Público Federal. A sede da fundação seria em Curitiba. Tanto procuradores quanto promotores do Paraná teriam assento no órgão superior de deliberação da fundação.

Com informações da CNN

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *