Mais um duelo de futebol adiado por 18 casos de covid-19 no CSA

Com 18 casos de covid-19 no CSA (AL), duelo contra Chapecoense (SC) foi adiado e desfalca a Série B do Campeonato Brasileirão

CRB e Oeste se enfrentam às 17h (horário de Brasília) desta quarta-feira (12), no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), pela Série B do Campeonato Brasileiro. A partida encerra uma segunda rodada desfalcada, já que o duelo entre Chapecoense e CSA, que também seria nesta quarta, foi adiado devido aos 18 casos confirmados do novo coronavírus (covid-19) no elenco do Azulão (CSA de Alagoas).

O CSA confirmou nesta terça-feira (11), que 128 jogadores foram infectados pelo novo coronavírus, o que impossibilita a continuidade da equipe na Série B do Campeonato pelas próximas semanas.

O incidente mostra o risco que correm os jogadores, desde que houve a decisão de realização de campeonatos em meio à pandemia com altos índices de contaminação em todo o país. Também revela o risco de flexibilização e reabertura de atividades em outras áreas, como a volta às aulas, onde sequer vai haver testes para verificar a soropositividade de quem entra na escola.

Com o resultado, o clube CSA possui apenas 13 jogadores sem o vírus. Até a tarde da segunda (10), nove jogadores do time já haviam testado positivo. O elenco azulino viajaria nesta terça-feira para enfrentar a Chapecoense pela segunda rodada da Série B na Arena Condá, em Chapecó, Santa Catarina.

Em nota, a Confederação brasileira de Futebol (CBF0 informou que “oportunamente, a Diretoria de Competições da CBF informará a nova data para realização da partida”.

Vale ressaltar que o resultado dos nove primeirosatletas azlinos que tetaram positivo para covid-19 foi divulgado após a final do Campeonato Alagoano. Dos nove, seis eram titulares, o que fez o clube entrar desfalcado para a partida de estreia no Brasileirão, diante do Guarani no último sábado.

Apesar dos episódios de contágio generalizado entre atletas, times e entidades insistem em manter campeonatos, arriscando as vidas de jogadores e corpo técnico.

“A decisão encabeçada pelo Departamento Médico do CSA em conjunto com o Departamento Médico da CBF tem como principal objetivo a preservaçãoo da vida buscando resguardar atletas, comissão técnica, funcionários e pessoas envolvidas no deslocamento”, informou o clube.

Corinthians, Atlético -GO, Goiás e São Paulo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta segunda (10) uma mudança no protocolo de testagem das competições nacionais, tornando-as mais rigorosas. A mudança acontece após a primeira rodada do Campeonato Brasileiro da série A, na qual a partida entre São Paulo e Goiás, programada para o último domingo (9), foi adiada um pouco antes do início por conta de casos do novo coronavírus (covid-19) no elenco do Esmeraldino. Dez jogadores do Goiás estavam contaminados, sendo que oito estariam em campo como titulares contra o São Paulo.

Outro caso de contaminação aconteceu no Corinthians e no Atlético-GO. O clube paulista isolou os atletas, mas o time de Goiânia entrou com recurso na CBF para escalar os quatro jogadores que testaram positivo.

O clube justificou que os jogadores já foram contaminados anteriormente e, de acordo com o próprio protocolo elaborado pela entidade, não havia mais riscos de transmissão. Na manhã desta quarta-feira (12), a CBF aceitou a solicitação e liberou os jogadores para a partida contra o Flamengo.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *