Gabinete de Jair Bolsonaro também abasteceu rachadinha, diz jornal

A personal trainer Nathalia Queiroz, filha de Fabrício Queiroz, teria transferido mais de R$ 150,5 mil para a conta do pai entre 2017 e 2018.

Filha de Fabrício Queiroz, Nathalia Queiroz foi funcionária do gabinete de Jair Bolsonaro - Reprodução/Instagram

A personal trainer Nathalia Queiroz teria transferido, entre 2017 e 2018, mais de R$ 150,5 mil para a conta do pai, o ex-policial militar Fabrício Queiroz, enquanto era lotada no gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro.

As informações são do jornal Folha de S.Paulo, que teve acesso a dados da investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). Os promotores tiveram autorização judicial a quebra de sigilo bancário.

Os valores transferidos por Nathalia para o pai representam 77% do do salário da funcionária e sinalizam que a possível prática de rachadinha promovida no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) quando deputado estadual também aconteceu no gabinete do pai.

Para os promotores que investigam o caso, há semelhança na dinâmica realizada por Nathalia como funcionária do gabinete de Flávio e, posteriormente, de Jair Bolsonaro.

Em termos de comparação, o Ministério Público fluminense teria identificado que 82% do salário de Nathália foi repassado ao pai quando ela trabalhava com Flávio, na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), entre 2007 e 2016. Segundo a Folha, o dinheiro era transferido até uma semana após o recebimento do salário.

Procurada pelo jornal, a defesa de Fabrício Queiroz disse que os repasses seguiam a lógica de “centralização das despesas familiares na figura do pai”. A Presidência da República não comentou o assunto.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.