Chapa Fitmetal/CTB vence no Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias

A nova direção será composta por 124 membros. Além da CTB, conta com representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e lideranças independentes.

Chapa Fitmetal/CTB venceu eleição - Foto: Divulgação

A Chapa 1 – Sindicato Unido e Forte, encabeçada por Assis Melo, venceu a disputa para a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região, no Rio Grande do Sul. Ao longo dos três dias de eleição presencial (1°, 2 e 3 de setembro), a chapa teve 2.326 votos, o equivalente a 67%, o que representada dobro dos votos recebidos pela oposição, ligada à CSP Conlutas.

Com isso, Assis, que é vice-presidente da Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (Fitmetal) e dirigente nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), permanece mais três anos à frente do sindicato. O vice-presidente será Paulo Andrade.

A nova direção será composta por 124 membros. Além da CTB, conta com representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e lideranças independentes. Parte dos integrantes da CSP Conlutas também entenderam a importância da unidade e, em vez da chapa 2, ingressaram na chapa 1.

“A categoria consagrou a unidade, o Sindicato Unido e Forte. O tamanho da nossa vitória é o tamanho da nossa responsabilidade”, afirmou Assis, após a proclamação do resultado. “Vamos continuar nossa luta para defender os direitos e avançar nas conquistas.”

O sindicato exerce a representação de uma das maiores e mais importantes bases operários do país. Sua área de atuação, na Serra Gaúcha, abrange Caxias do Sul, Farroupilha, São Marcos, Flores da Cunha, Garibaldi, Nova Pádua e Nova Roma do Sul. No auge, a categoria chegou a ter 65 mil trabalhadores. Com o avanço da desindustrialização e a crise econômica, a base hoje é de pouco mais de 30 mil metalúrgicos.

Assis assumiu a presidência da entidade pela primeira vez em 2002. Na campanha salarial do ano seguinte, 2003, a categoria conquistou 21% de reposição salarial, o melhor reajuste neste século.

Credenciado por essa negociação, o sindicato garantiu direitos como o auxílio-creche, a estabilidade para trabalhadores prestes a se aposentarem e a melhoria no percentual de horas extras. Ao mesmo tempo, a infraestrutura do sindicato à disposição dos sócios se modernizou. Além da ampliação e requalificação da sede campestre, houve a reforma da sede administrativa.

Graças à sua atuação como líder sindical, Assis iniciou uma bem-sucedida trajetória política. Pelo PCdoB-RS, foi o vereador mais votado na história de Caxias e também se elegeu deputado federal.

Fonte: Fitmetal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *