Plataforma Memórias Covid-19 será lançada no festival Ars Eletronica

A plataforma, bilíngue, já reúne mais de 100 relatos e demonstra a pluralidade de experiências da vivência na pandemia.

Fragmento de relatos da plataforma Memórias Covid-19

As diversas experiências de vivências durante a pandemia foram a motivação para a criação do projeto Memórias Covid-19, em maio deste ano. A plataforma, que segue recebendo relatos, será lançada nesta sexta-feira (11), no festival austríaco Ars Electronica. Além da plataforma, um documentário acerca do projeto também será estreado. Confira o teaser:

A plataforma tem curadoria e participação de nove instituições brasileiras, além de França e Portugal. A coordenadora do projeto, professora da Unicamp Ana Carolina de Moura Delfim Maciel, comenta que a plataforma, bilíngue, já reúne mais de 100 relatos e demonstra a pluralidade de experiências da vivência na pandemia. “Ela é muito plural. Temos o tema em comum que é a pandemia e o isolamento, mas os olhares são os mais diversos possíveis. É um caleidoscópio de experiências”, afirma.

Participação no Ars Electronica

Para Ana Carolina, o lançamento da plataforma no Ars Electronica representa uma visibilidade fantástica. “Um festival como esse tem muito alcance em tempo em que a virtualidade está pautando a própria existência do festival. Ficamos muito honrados com o convite”, observa. A Unicamp está participando desse festival que se subdivide em algo que eles chamam jardins, então a Unicamp entra nessa rede de 120 localidades onde acontece o festival.

O Festival Ars Electronica acontece desde 1979, focado na interface entre arte, tecnologia e sociedade. Na edição de 2020, inteiramente virtual, a programação teve início na quarta-feira (9) e segue até o dia 13 de setembro. A Plataforma #MemóriasCovid19 será lançada nesta sexta-feira (11). O lançamento ocorre às 18h (horário brasileiro). A transmissão pode ser acompanhada em: https://ars.electronica.art/keplersgardens/memoriascovid19-brazil/

Com a ideia de reunir os mais diversos olhares sobre a pandemia causada pelo novo coronavírus, a plataforma #MemóriasCovid19 começou a recolher depoimentos pessoais sobre experiências subjetivas e individuais do isolamento. O projeto é coordenado pela pesquisadora da Unicamp Ana Carolina de Moura Delfim Maciel e tem a curadoria de pesquisadores de nove instituições brasileiras, além da França e Portugal. Os relatos serão avaliados em diversos formatos, como textos, fotos, vídeos e ilustrações.

A professora Ana Carolina destaca que a ideia partiu da indagação de como está sendo o impacto dessa experiência pandêmica em termos individuais e também de como esse momento será compreendido pela História. “A ideia dessa plataforma surgiu logo quando começou o isolamento. A História, por vezes, é equivocadamente compreendida como um processo linear. Contudo determinados momentos históricos, em geral contextos de crise, alteraram seus paradigmas. Nesse sentido, traumas coletivos – tais como as grandes guerras – foram moldando novas percepções de narrativas históricas e também de como concebemos nossas noções de indivíduo, de eventos e de suas narrativas. Foi isso que me impulsionou a refletir essa grande crise que atravessamos”, conta.

Para ela, estamos diante de um novo horizonte de expectativa e os efeitos psíquicos que isso nos legará “vão alterar o modo como lidamos com o passado e, numa mesma proporção, de como lidamos com o futuroou com a nossa ilusão do que seria um futuro”. Assim, a plataforma possibilitará cruzar itinerários individuais compartilhando percepções que extrapolam dados objetivos, factuais ou quantitativos.

Envie seu relato 

Os relatos podem ser expressos em diversos formatos: fotografias, vídeos, textos, áudios, desenhos, selfies, vídeos, objetos de afeto, ou qualquer expressão que simbolize percepções, em tempos de isolamento. “Estamos vivenciando um evento sem precedentes em nossas vidas e que é apreendido segundo aspectos subjetivos. Qual o seu olhar, qual é a expressão, o que simbolizaria esse momento para você? É precisamente tais abordagens, plurais, que pretendemos atingir com a Plataforma”, afirma Ana Carolina.

A plataforma #MemóriasCovid19 segue recebendo relatos. Até o momento, ela reúne cerca de 100 relatos, que demonstram em fotos, vídeos, poesias, textos e ilustrações diferentes vivências durante a pandemia.

Acesse o site e participe enviando seu relato: https://memoriascovid19.unicamp.br/

Toda a memória da plataforma está sendo documentada pelo Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência da Unicamp.

Siga o Instagram e o Facebook do Memórias Covid-19 para acompanhar o projeto: instragram.com/memoriascovid19 e facebook.com/memoriascovid19.

Com informações do Jornal da Unicamp

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *