Bolsonaro falar em acabar com corrupção é auto-extermínio, diz Flávio Dino

O governador do Maranhão fez referência ao caso envolvendo o vice-líder do governo Bolsonaro no Senado que escondeu dinheiro na cueca durante operação da PF em Boa Vista (RR)

O governador do Maranhão, Flávio Dino - Foto: Divulgação

O vice-líder do governo Bolsonaro no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), escondeu na cueca R$ 30 mil dos R$ 100 mil que tinha na sua residência em Boa Vista (RR). Ele foi alvo de uma operação da Polícia Federal na quarta-feira (14) que apurava o desvio de recursos públicos destinados ao combate à pandemia de Covid-19.

O fato estranho envolvendo o vice-líder, para quem Bolsonaro fez elogios em vídeo que circula na rede social, ganhou grande dimensão por causa das declarações do presidente sobre não haver corrupção no seu governo.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), diz que mais uma vez o presidente falha nas suas declarações, pois a corrupção sempre esteve perto do governo.

“De um jeito inusitado, a verdade mais uma vez derrotou uma mentira de Bolsonaro. Ele sabe onde a corrupção está, sempre bem perto dele, nos círculos mais íntimos do seu transitório poder. Bolsonaro acabar com a corrupção seria uma espécie de auto-extermínio”, disse no Twitter o governador.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *