UNALGBT completa 5 anos e lança manifesto “Sonhar, lutar, conquistar!”

Entidade foi fundada em 15 de outubro de 2015

A União Nacional LGBT (UNALGBT), fundada em São Paulo, no dia 15 de outubro de 2015, completou cinco anos de atividade e luta nesta quinta-feira (15). Para marcar a data, a entidade lançou o manifesto “UNALGBT: Sonhar, lutar, conquistar!”.

“Nesses 5 anos, a UNALGBT fez todos os esforços para contribuir com uma sociedade mais democrática, mais justa e mais equânime, livre das desigualdades sociais, dos racismos e da lgbtfobia”, aponta o texto.

Confira abaixo a íntegra do texto.

UNALGBT: Sonhar, lutar, conquistar!

Começou com um desejo de André Lopes e Carmem Lúcia Luiz, eles defendiam que existisse uma rede socialista de pessoas LGBT, e no dia 20 de dezembro de 2014, num longo encontro que aconteceu em São Paulo, conseguimos começar a gestar esse sonho, que nasceu no dia 15 de outubro de 2015 na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, sob as bençãos da nossa diva Leci Brandão, e com madrinhas como Angela Albino, Kátia Souto, Luciana Santos, mulheres que sempre acreditaram nessa ferramenta.

Foi no segundo dia do lançamento que escolhemos a direção nacional em meio a representantes de 16 estados brasileiros, e nesses 5 anos a UNALGBT se tornou um bravo e ousado instrumento de luta contra os machismos, racismos, lgbtfobias, sem tergiversar na defesa da democracia, da soberania e das liberdades individuais e coletivas.

A UNALGBT lutou contra o golpe, pela manutenção do estado democrático de direito, pela representatividade da nossa população nos espaços de poder, e principalmente, colaborando efetivamente para a defesa de políticas públicas, direitos sociais e o respeito a vida. A UNALGBT participa da vida do povo brasileiro intensamente e tem compromisso com o futuro do nosso país, por tudo isso, celebramos os 5 anos de luta e resistência, agradecendo e parabenizando cada dirigente, militante, ativista e parceiro que não desistem de sonhar e caminhar conosco.

Que a luta LGBT continue derrotando os conservadorismos, avançando rumo a promoção do respeito e da valorização da diversidade, e construindo uma sociedade mais inclusiva e democrática, vida longa a UNALGBT que vem se reafirmando uma grande e importante ferramenta de transformação social.

Em nossa Carta de Princípios, a UNALGBT se compromete a estar presente nas diversas lutas do povo brasileiro, através da sua militância. E neste ano, não faltamos às mobilizações populares que lutaram por direitos da classe trabalhadora, contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro, ou em defesa da Educação, da Democracia e da soberania nacional.

Permanecemos atuando em conselhos nacionais importantes, como o CNDM – Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, o CNCD/LGBT – Conselho Nacional de Combate à Discriminação e o CNS – Conselho Nacional de Saúde. No CNS, ampliamos a nossa representação nas câmaras temáticas, contemplando discussões caras para a população LGBT, como a Saúde mental, os ciclos de vida e os debates sobre diversas patologias.

Em 2019, completamos 50 anos da Batalha de Stonewall, que demarcou o dia 28 de junho como Dia Mundial do Orgulho LGBT+. A UNALGBT esteve mais uma vez, pelo terceiro ano consecutivo, na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, sempre considerada a maior do mundo. Distribuímos milhares de adesivos com dizeres “Sou gay/lésbica/bi/trans/LGBT e resisto desde Stonewall”. Vimos muitas famílias de LGBT+ apoiando seus entes na parada, em belos e significativos gestos de amor, de encorajamento, de empoderamento e de inclusão. Essa foi a melhor forma de celebrar meio século de luta da comunidade LGBT+ mundial: resisitindo!

Neste ano de 2020, a pandemia agravou as situações de vulnerabilidade da nossa população LGBTQIA+, tanto pela falta de alimentos como pela incidência de violência doméstica e familiar. Nesse sentido, a UNALGBT conseguiu demonstrar sua solidariedade com aquelas e aqueles que mais necessitavam, arrecadando cestas básicas e itens de higiene pessoal para LGBT+, nos municípios de Campinas e Ouro Preto.

Além da pandemia, continuamos sofrendo ataques do inimigo declarado da população LGBT+ brasileira, Bolsonaro. O fascista, por meio de seu governo, promoveu declarações transfóbicas como a de Damares, com seu “azul para meninos e rosa para meninas”. Também o pastor Milton Ribeiro, Ministro da Educação, afirmou que “gays vêm de famílias desestruturadas”. A UNALGBT entrou, em parceria com outras entidades, com uma ação civil pública contra o então ministro, para responsabilizá-lo judicialmente por sua fala lgbtfóbica. E, nesta semana, a Advocacia-Geral da União solicitou a revogação da lei que criminaliza a lgbtfobia. É mais uma tentativa de retrocesso nos nossos direitos.

Eles não nos deterão. Nós somos maiores que o medo que tentam nos colocar. Não somos reféns do medo. Na realidade, somos libertadas e libertados pela nossa capacidade de SONHAR.

Sabemos que há muito o que avançar. Ser uma pessoa da população LGBTQIA+ no Brasil não é fácil. É preciso encarar a lgbtfobia sem temor e jamais desistir de LUTAR.

Nesses 5 anos, a UNALGBT fez todos os esforços para contribuir com uma sociedade mais democrática, mais justa e mais equânime, livre das desigualdades sociais, dos racismos e da lgbtfobia. Nossa principal meta é sempre CONQUISTAR.

“A UNA, A UNA, A UNA É PRA LUTAR!

LUTAR POR MAIS DIREITOS E LIBERDADE DE AMAR!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *