Canção em apoio a Biden emociona ao confrontar o clima de ódio nos EUA

The Black Eyed Peas lança nova versão de “Where is the love” com participação de Jennifer Hudson e letra de discurso antirracista

Jennifer Hudson, Joe Biden e Will.i.am

O grupo The Black Eyed Peas lançou na última semana uma nova versão da música “Where is the love” (Onde está o amor), originalmente gravada em 2003. Como várias outras bandas e artistas, eles cantaram a música no evento “Joe Biden´s I will vote Concert” (Concerto Eu votarei Joe Biden) em apoio ao candidato democrata para a presidência dos Estados Unidos, Joe Biden.

Ao lado de Jennifer Hudson, uma das maiores vozes femininas dos EUA, o grupo cantou a versão que incluiu trechos do discurso de Biden, durante a letra da música, que indaga onde se encontra o amor quando há tantas injustiças sociais.

“Essas palavras são um apelo importante para trazer a América de volta, para restaurar nossa humanidade, decência, transparência e tantas coisas que se deterioraram nos últimos três anos”, explicou Will.i.am. “O ódio racista está num nível alarmante. Tantas mortes desnecessárias, tantas pessoas desempregadas e também perdendo suas casas”, disse o compositor.

As falas de Biden começam com ele se referindo a Ella Baker, ativista importante na luta por direitos civis da comunidade negra nos Estados Unidos (saiba quem foi abaixo).

Jennifer Hudson canta as mesmas palavras ditas pelo candidato, lembrando que foi o terceiro ano que se passou o ato de supremacistas brancos carregando elementos com referência ao nazismo e ao fascismo em Charlottesville.

Na época, grupos antirracistas protestaram e houve confrontos com mortos e feridos. “Se lembra do que o presidente disse quando foi questionado? Ele disse que havia ótimas pessoas em ambos os lados”, dispara o democrata antes da letra original começar a ser cantada.

No fim, a palavra “Love” se transforma em Vote.

Ella Baker

Baker foi uma ativista extremamente pragmática e incansável em organizações que procuravam direcionar outros ativistas negros para estratégias de luta em que a questão econômica, o emprego e a igualdade de oportunidades era o centro do problema. Ocupando cargos impensáveis para mulheres na década de 1930 e 1940, ela chegou a questionar a liderança de Martin Luther King, por considerá-lo burocrata, personalista e focado mais no discurso que na ação. Abandonou as frentes de luta em Atlanta, onde King atuava, e passou a investir na juventude.

Chamou a atenção do país para a violência racial no Mississipi, chegando a fundar o Partido Democrata da Liberdade do Mississippi (MFDP), que desafiou o Partido Democrata do Mississippi, todo branco, e sua postura pró-segregacionista. A partir disso, Ella Baker começou a pressionar o Partido Democrata a admitir sua herança supremacista branca e incorporar mulheres e minorias como delegados nas Convenções. Essa foi a base para a mudança na legislação eleitoral americana que se tornou mais inclusiva. Com essa relação conflituosa com o partido, a invocação de Biden torna ainda mais significativa a menção, mesmo ela tendo sido uma ativista socialista, algo que passa ao largo do perfil do candidato.

Baker faleceu em 1986. Ela passou toda sua vida como ativista, defendendo o socialismo, a libertação da ativista presa Angela Davis, a independência de Porto Rico, o antimovimento do apartheid e os direitos das mulheres.

“Baker foi uma estrategista, organizadora e mãe do movimento cuja perspicácia política, estilo de liderança humilde e percepções políticas afiadas eram lendárias”, escreveu Barbara Ransby, ativista negra de esquerda, no New York Times. “É um reflexo de nossa amnésia seletiva que poucas pessoas sabem o nome dela.”

Leia a tradução do texto do vídeo:

Boa noite

Ella Baker, uma gigante do movimento pelos direitos civis

Nos deixou com essa sabedoria

Dê luz às pessoas e elas encontrarão o caminho

Dê luz às pessoas (Hmm)

Essas são palavras para o nosso tempo

[Verso 1: Joe Biden e Jennifer Hudson, Jennifer Hudson, Joe Biden]

Apenas uma semana atrás, ontem

Era o terceiro aniversário

Dos eventos em Charlottesville (sim, sim)

Feche os olhos, lembre-se do que viu na televisão

Lembre-se de ver aqueles neo-nazistas

Lembre-se de ver aqueles homens da Klan, lembre-se

Saindo de um campo com tochas acesas, veias salientes

Vomitando a mesma bile anti-semita ouvida em toda a Europa nos anos 30 (Ódio, ódio, ódio!)

Lembre-se do violento confronto que se seguiu

Entre aqueles que espalham o ódio e aqueles que têm coragem de se levantar contra ele

E lembra do que o presidente disse quando questionado?

Ele disse que havia, “pessoas muito boas de ambos os lados”

Foi um alerta para nós como país (oh-oh-oh-oh-oh)

E para mim um apelo à ação (Uhm-hmm)

[Refrão: Black Eyed Peas e Jennifer Hudson]

Pessoas matando, pessoas morrendo

Crianças sofrendo, você ouve eles chorarem

Você pode praticar o que você prega?

E você daria a outra face

Pai, Pai, Pai ajuda-nos

Envie algumas orientações de cima

Porque as pessoas me pegaram, me questionaram

Onde está o amor?

[Verso 2: will.i.am]

O que há de errado com o mundo, mamãe?

Pessoas vivendo como se não tivessem mães

Eu acho que o mundo inteiro está viciado no drama

Só atraído por coisas que vão te trazer trauma

Sim, no exterior, estamos tentando impedir o terrorismo

Mas ainda temos terroristas aqui, vivendo,

Nos EUA, a KKK

Eu não posso acreditar que eles ainda estão odiando os negros hoje

Mas se você só tem amor por sua própria raça

Então você só deixa espaço para discriminar

E discriminar só gera ódio

E quando você odeia, então você fica irado, sim

Loucura é o que você demonstra

E é exatamente assim que o ódio funciona e opera

Cara, você tem que ter amor só para endireitar as coisas

Assuma o controle de sua mente e medite

Deixe sua alma gravitar para o amor

[Refrão: Black Eyed Peas e Jennifer Hudson]

Pessoas matando, pessoas morrendo

Crianças sofrendo, você ouve eles chorarem

Você pode praticar o que você prega?

E você daria a outra face

Pai, Pai, Pai ajuda-nos

Envie algumas orientações de cima

Porque as pessoas me pegaram, me questionaram

Onde está o amor?

[Pós-refrão: Black Eyed Peas e Jennifer Hudson]

O amor (Lo-Love, oh-oh), o amor

Onde está o amor? O amor o amor

O amor, o amor, o amor

Onde está o amor? O amor, o amor, o amor

[Outro: Joe Biden e Jennifer Hudson]

Portanto, a questão para nós é simples: estamos prontos?

Eu acredito que estamos, devemos estar

Podemos escolher um caminho para nos tornarmos mais raivosos, menos esperançosos, mais divididos

Um caminho de sombra e suspeita

Ou podemos escolher um caminho diferente

E juntos (ah-ah), aproveitar essa chance para curar, para reformar, para se unir (Hmm)

Um caminho de esperança e luz (Umm-hmm)

Esta é uma eleição de mudança de vida

Isso determinará como será a aparência da América por muito, muito tempo (sim, é)

O candidato está na cédula

A compaixão está na cédula (compaixão)

Decência, ciência, democracia (sim)

Eles estão todos na cédula

Quem somos como nação, o que defendemos

E o mais importante, queremos ser

Está tudo na cédula

E a escolha não poderia ser mais clara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.