Encontro sobre cultura nas periferias de SP começa dia 31 de outubro

O 10º Encontro Estéticas das Periferias celebra a pluralidade da cultura nas periferias entre os dias 31 de outubro e 8 de novembro

O Encontro Estéticas das Periferias chega à sua 10ª edição e tem atividades programadas de 31 de outubro a 8 de novembro. Idealizado pela Ação Educativa, o evento promove a atuação de diversos espaços culturais da capital São Paulo. Neste ano, devido à pandemia de Covid-19, a programação possui atrações digitais, além do lançamento do site, redes sociais e aplicativo.

Com o intuito de “ocupar territórios e espaços segregados, celebrar a existência e resistência”, a programação do evento é plural. São 46 coletivos culturais trabalhando de maneira coordenada a partir de seis eixos curatoriais: produção cultural de mulheres, direitos humanos, direito à cidade, meio ambiente, futebol e cultura. Nesse modelo de curadoria descentralizada, os grupos e coletivos culturais compartilham a produção, organização e apresentação das atrações. O objetivo é preservar o protagonismo e autonomia dos atores, assim como estimular a diversidade.

No primeiro dia, o show de abertura é da Batucada Tamarindo, grupo que evoca à ancestralidade e mistura percussão com instrumentos de corda para cantar toadas tradicionais e composições próprias. No mesmo dia, o Bloco Afro Zumbiido realiza apresentação de canto e percussão que celebra o poder da cultura e tradição africana. Até o dia 8 de novembro estão previstas 60 atividades, entre elas:

Contação de histórias autorais e contos folclóricos brasileiros, sarau, leitura de poesia (negra, de protesto, slam, musicalizada), apresentação de sapateado e teatro, shows de hip hop, workshop de funk, exibição de documentário, rolê pela Favela Galeria, roda de discussão sobre moda sustentável, história do samba, grafite, política, produção literária feminina no cárcere e muito mais.

Mais uma novidade desta edição é a presença de artistas de outros estados no encontro, a partir do espaço “Periferias do Brasil”. Adriano José, um dos coordenadores do evento, explica que é o passo inicial da nacionalização do encontro. São cinco convidados de fora de São Paulo: “Maracatu Solar” (CE), Mestre Lourival Igarapé e Jailson Teconobrega (PA), “Kdu dos Anjos do Lá da Favelinha” (MG) e “OCUPA FUNK!” (RJ).

Com informações de Estéticas das Periferias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *