Ministro do STF notifica Bolsonaro sobre calúnia contra Flávio Dino

Segundo a coluna Radar da Veja, Marco Aurélio Mello deu prazo de 15 dias para o presidente, “querendo”, apresente sua manifestação sobre a queixa do governador

O governador do Maranhão, Flávio Dino - Foto: Divulgação

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, acatou o pedido do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), para que Bolsonaro apresente provas sobre o governador ter lhe negado proteção do efetivo da PM numa viagem programada para participar de um evento evangélico em Balsas, no interior daquele Estado.

Segundo a coluna Radar da Veja, o ministro do STF deu prazo de 15 dias para o presidente, “querendo”, apresente sua manifestação sobre a queixa de Dino. 

Na petição, Flávio Dino acusa Bolsonaro de cometer o crime de calúnia e exige que o presidente apresente provas da suposta recusa de colocar a polícia à disposição de sua segurança.

No Twitter, o governador enumerou os motivos da ação: considera muito grave o presidente da República mentir para acirrar ódios na Nação; como vítima de uma agressão, tem o dever de defender a ele e sua equipe; e tem a honra a zelar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *