Datafolha em Belo Horizonte aponta vitória de Kalil no 1o. turno

Prefeito da capital mineira tem mais que o dobro da soma de intenções de voto dos outros candidatos

Candidatos com crescimento em verde, estabilizados em amarelo e em queda vermelho.

A dez dias das eleições, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), segue liderando com mais que o dobro da soma de intenções de voto dos outros candidatos, aponta o Datafolha, indicando uma definição da eleição já em primeiro turno.

As chapas do PSDB e do PT, principais adversários nas eleições mineiras, mostram uma perda de força nos últimos anos em Belo Horizonte, tanto pelas crises envolvendo Aécio Neves, quanto pelo desgaste petista, desde o impeachment de Dilma Rousseff. No entanto, a onda que elegeu Zema governador em 2018 não repercute em seu candidato Rodrigo Paiva.

No índice que mede a rejeição, o desgaste petista se revela nos 30% de eleitores que não voltariam de jeito nenhum em Nilmário, ex-ministro de Lula. O atual prefeito tem rejeição de 12% dos entrevistados, mas o ranking segue por João Vítor com 25% e Cabo Xavier (PMB) com 22%.

De acordo com o Datafolha, Kalil lidera em todos os segmentos e tem índices de intenção de voto mais alto entre os que têm 60 anos ou mais (74%) e entre os que estudaram até o ensino fundamental (72%). João Vitor Xavier tem índice de votação mais alta entre os que aprovam o governo Jair Bolsonaro (14%).

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (5) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a Prefeitura de Belo Horizonte nas Eleições 2020:

Só o atual prefeito de BH não aparece embolado abaixo de 7% com os adversários

Evolução

Em relação ao levantamento anterior do Datafolha, divulgado em 22 de outubro:

  • Kalil (PSD) foi de 60% para 65%
  • João Vitor Xavier (Cidadania) de 7% ficou em 7%
  • Áurea Carolina (Psol) de 5% ficou em 5%
  • Bruno Engler (PRTB) foi de 3% para 4%
  • Nilmário Miranda (PT) de 2% ficou em 2%
  • Cabo Xavier (PMB) de 1% ficou em 1%
  • Luisa Barreto (PSDB) de 1% ficou em 1%
  • Marcelo Souza e Silva (Patriota) de 1% ficou em 1%
  • Professor Wendel Mesquita (Solidariedade) de 1% ficou em 1%
  • Rodrigo Paiva (Novo) de 1% ficou em 1%
  • Lafayette Andrada (Republicanos) foi de 0% para 1%
  • Marília Domingues (PCO) foi de 1% para 0%
  • Fabiano Cazeca (PROS) de 0% ficou em 0%
  • Wadson Ribeiro (PCdoB) de 0% ficou em 0%
  • Wanderson Rocha (PSTU) de 0% ficou em 0%
  • Nenhum/branco/nulo foi de 7% para 8%
  • Não sabe/Não respondeu foi de 7% para 4%

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Nilmário Miranda (PT) – 30%
  • João Vitor Xavier (Cidadania) – 25%
  • Cabo Xavier (PMB) – 22%
  • Lafayette Andrada (Republicanos) – 21%
  • Bruno Engler (PRTB) – 17%
  • Rodrigo Paiva (Novo) – 17%
  • Áurea Carolina (Psol) – 16%
  • Marília Domingues (PCO) – 16%
  • Luisa Barreto (PSDB) – 16%
  • Fabiano Cazeca (Pros) – 15%
  • Professor Wendel (Solidariedade) – 15%
  • Wadson Ribeiro (PCdoB) – 14%
  • Marcelo Souza e Silva (Patriota) – 14%
  • Wanderson Rocha (PSTU) – 12%
  • Kalil (PSD) – 12%
  • Não votariam em nenhum dos candidatos – 2%
  • Poderia votar em todos – 4%
  • Não opinaram – 15%

Os entrevistados podiam apontar mais de uma resposta, por isso a soma dos fatores apontados é de mais de 100%.

Pesquisa espontânea

O Datafolha também tratou da intenção de votos espontânea, quando o eleitor diz em quem vai votar sem ter os nomes dos candidatos apresentados. Veja os resultados:

  • Kalil (PSD): 57%
  • João Vitor Xavier (Cidadania): 4%
  • Áurea Carolina (Psol): 3%
  • Bruno Engler (PRTB): 2%
  • Nilmário Miranda (PT): 1%
  • Outros: 4%
  • Não vota/não vai votar/vai justificar: 1%
  • Em branco/nulo/nenhum: 8%
  • Não sabe: 20%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S. Paulo” registrada na Justiça Eleitoral sob o número MG-02074/2020. Tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e nível de confiança de 95%. Foram ouvidos 868 eleitores da cidade de Belo Horizonte entre os dias 3 e 4 de novembro.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.