EUA: Virada na Geórgia põe eleição nas mãos de Biden

Hora da derrota se aproxima para Donald Trump

O candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, assumiu, na manhã desta sexta-feira (6), a liderança na Geórgia – um dos chamados “estados decisivos” da disputa. Com 99% das urnas apuradas, Biden abriu 917 votos de vantagem sobre o presidente e candidato do Partido Republicano à reeleição, Donald Trump.

A cada vez mais provável vitória democrata na Geórgia será o suficiente para garantir a eleição de Biden e o fim da era Trump. O estado responde por 16 votos no confuso colégio eleitoral norte-americano. Caso Biden confirme seu êxito por lá, chegará a 269 delegados na totalidade da apuração – um a menos que os 270 exigidos para chegar à Casa Branca.

Ele também deve triunfar no Arizona, onde, com 90% das urnas apuradas, sua vantagem sobre Trump é de 47 mil votos. Há veículos e agências de notícias, como a Associated Press e a Fox News, que já inserem os 11 delegados do Arizona na contabilidade dos democratas.

Ainda faltam apurar os votos derradeiros da Pensilvânia e em Nevada (estados em que o desfecho segue aberto), além da Carolina do Norte (onde Trump deve vencer). Embora o desempenho do presidente tenha sido superior ao previsto por todas as pesquisas de intenção de voto, a hora da derrota se aproxima para Donald Trump.

Autor

Um comentario para "EUA: Virada na Geórgia põe eleição nas mãos de Biden"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *