Goiânia: Maguito, 33%; Vanderlan, 26% e Delegada Adriana, 14%

Na liderança da pesquisa Ibope, estão candidatos ligados ao atual prefeito, ao atual governador e a Bolsonaro. A petista Delegada Adriana faz o contraponto.

Maguito, Adriana e Vanderlan

A disputa na capital goiana concentra-se em torno da defesa do atual legado do prefeito Iris Resende (MDB). Ambos os líderes no Ibope, Maguito Vilela, 33% e Vanderlan Cardoso, 26%, falam em continuar o programa da atual gestão. A petista Delegada Adriana Accorsi (14%) faz o contraponto com programa alternativo e crítica ao bolsonarismo.

Em seguida vêem Elias Vaz (PSB), 4%; Alysson Lima (Solidariedade), 3%; Major Araújo (PSL), 3%; Dra. Cristina Lopes (PL), 3%; Gustavo Gayer (DC), 3%; e Manu Jacob (PSOL), 1%. O levantamento foi feito entre 3 e 5 de novembro.

O ex-governador de Goiás, Maguito Vilela (MDB) é o candidato do atual prefeito Iris Resende (MDB), e esteve entubado nos últimos dias para tratamento de Covid-19. Sua campanha está focada na continuidade das ações do atual governo, como as obras de sete unidades de saúde. Ele foi prefeito de Aparecida de Goiânia e fala dessa experiência em sua campanha.

Mas, o senador Vanderlan Cardoso (PSD), por sua vez, além de ser o candidato de Bolsonaro e dos evangélicos, também disputa o legado do atual prefeito. O próprio governador Ronaldo Caiado (DEM) diz que ele é o continuador do atual prefeito.

Vanderlan precisou entrar para justiça para impedir que Maguito usasse áudio dele defendendo o senador Chico Rodrigues (DEM) flagrado com dinheiro na cueca. No áudio de aplicativo de troca de mensagens, ele discutia sobre o assunto com senadores, quando afirmou: “Não tem nada que desabone Chico Rodrigues. Espero que o Davi [Alcolumbre] realmente tome providências e dê amparo legal ao nosso amigo e companheiro”. Durante a campanha, ele divulgou um vídeo fazendo mea culpa e declarando que “falou bobagem”.

A deputada estadual Delegada Adriana Accorsi (PT) destoa dos dois líderes nas pesquisas ao criticar, principalmente o ideário de Bolosonaro defendido por Vanderlan e propor políticas alternativas à do atual prefeito. Ela conta com uma forte militância, que os demais não têm, mas também tem rejeição maior (19%)que os principais adversários, característica do antipetismo de setores da classe média.

A maior rejeição se dá contra o candidato do PSL, Major Araújo (25%), numa tendência nacional contra candidatos militares ou policiais.

Pesquisa Ibope divulgada pela TV Anhanguera na quinta-feira (5) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a Prefeitura de Goiânia nas Eleições 2020, em relação ao levantamento anterior do Ibope, de 21 de outubro:

  • Maguito Vilela subiu para além da margem de erro de 28% para 33%; enquanto Vanderlan Cardoso sofreu o impacto do apoio ao “senador do dinheiro na cueca” caindo de 27% para 26%; A petista Delegada Adriana Accorsi, por sua vez, subiu de 11% para 14%.
  • Os candidatos minoritários que perderam intenção de voto foram Elias Vaz (de 5% para 4%); Alysson Lima (de 4% para 3%); Virmondes Cruvinel (Cidadania) foi de 2% para 0%; e Samuel Almeida (Pros) foi de 1% para 0%.
  • Os que ganharam intenção de voto foram Dra. Cristina Lopes (de 1% para 3%); Gustavo Gayer (de 1% para 3%); e Manu Jacob (de 0% para 1%);
  • Major Araújo se manteve com 3%, assim como Fábio Junior (UP), Cristiano Cunha (PV) e Talles Barreto (PSDB) se mantiveram com 0%; Antônio Vieira (PCB) e Vinícius Gomes (PCO) tinham 0% na última pesquisa e não foram citados nesta. Os indecisos ou indiferentes caíram de 16% para 9%.

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Major Araújo: 25%
  • Delegada Adriana Accorsi: 19%
  • Maguito Vilela: 16%
  • Vanderlan Cardoso: 16%
  • Elias Vaz: 14%
  • Manu Jacob: 11%
  • Alysson Lima: 9%
  • Samuel Almeida: 8%
  • Talles Barreto: 8%
  • Virmondes Cruvinel: 8%
  • Fábio Junior: 6%
  • Vinícius Gomes: 6%
  • Dra. Cristina Lopes: 6%
  • Antônio Vieira Neto: 5%
  • Cristiano Cunha: 5%
  • Gustavo Gayer: 5%
  • Poderiam votar em todos: 6%
  • Não sabem ou preferem não opinar: 16%

Sobre a pesquisa

A pesquisa encomendada pela TV Anhanguera tem margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos com nível de confiança de 95%. Ouviu 602 eleitores da cidade de Goiânia entre 3 e 5 de novembro de 2020 com registro na Justiça Eleitoral sob o Nº GO‐06519/2020.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *