“Vamos derrotar o candidato de Bolsonaro em Olinda”, afirma João Paulo

O candidato do PCdoB à Prefeitura de Olinda disse que está confiante de sua ida para o segundo turno e que vai derrotar o atual prefeito, o bolsonarista Lupércio (Solidariedade)

O candidato do PCdoB durante debate na Câmara de Dirigentes Lojistas de Olinda (CDL). (Foto: Reprodução)

O candidato a prefeito de Olinda João Paulo (PCdoB) afirmou à Hora do Povo que a principal tarefa nestas eleições é derrotar o bolsonarismo nas cidades e retomar o desenvolvimento. “Nós temos uma tarefa fundamental nessas eleições municipais que é emplacar uma derrota ao governo Bolsonaro. Acho que o Brasil está desgovernado, caminhando em passos acelerados em direção ao abismo”, disse João Paulo, que já foi prefeito do Recife.

Nesta entrevista ao HP, João Paulo disse que está confiante de sua ida para o segundo turno e que vai derrotar o atual prefeito, o bolsonarista Lupércio (Solidariedade).

“A nossa expectativa é de que vamos para o segundo turno. O governo aqui, do Lupércio, já é conhecido como ‘Lupéssimo’. Ele é um bolsonarista de carteirinha que tem descaso pela saúde e pela educação”.

“Por onde temos passado, o clima é extremamente positivo e de muito entusiasmo”, relatou.

João Paulo tem o apoio do PT, PP, PSD e PV. Para ele, “Olinda é uma cidade com uma riqueza cultural muito grande, é patrimônio histórico”. Sua vice é Vivian Farias.

“A nossa expectativa é explorar esse campo, criar um roteiro gastronômico e religioso, criar centros de desenvolvimento econômico e sustentabilidade na área de novas tecnologias. Acredito que Olinda tem esse potencial. Essas propostas têm tomado corpo na cidade”.

Para João Paulo, a recente atuação de Jair Bolsonaro contra a CoronaVac, vacina contra o coronavírus desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em conjunto com o Instituto Butantan, mostrou que ele é “despreparado e ignorante completo. Sem sombra de dúvidas, as atitudes dele revelam uma pessoa de total insensatez”.

“Uma intervenção que desconhece a ciência e trata o Brasil da forma mais amadora. Esse homem não tem condição de exercer responsabilidade nenhuma no país”.

“Já com mais de 163 mil mortos pela Covid-19, um índice altíssimo de desemprego, mais de 20 milhões de pessoas na condição de miseráveis. É um governo totalmente incompetente e incapaz. Ele só traz problemas para uma nação que tinha tanto respeito internacional”.

“É justamente no município onde a população sofre sem recursos para lidar com o problema da limpeza, da saúde, da educação, da manutenção da cidade, da cultura, do turismo”, avalia.

Fonte: Hora do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.