Documentário mostra luta de povo indígena do Equador contra mineração

Os Shuar Arutam exercem seu direito ao autogoverno e autodeterminação na Cordilheira do Condor, localizada na Amazônia equatoriana.

Povo Shuar Arutam - Foto: Divulgação

O povo Shuar Arutam (PSHA) vive na Amazônia Equatoriana e tem enfrentado a imposição da mineração em suas terras desde 2006. Recentemente, outras ameaças de projetos de grande impacto como os de hidrelétricas têm gerado violações sistemáticas de direitos por parte do estado equatoriano, transformando o território em zona de guerra, ameaçando a cultura local e a biodiversidade da região que foi preservada historicamente por seu povo.

É nesse contexto que o povo Shuar Arutam e a produtora Lluvia Comunicación apresentam o documentário “PSHA Já decidiu: não à mineração”, que narra quase duas décadas de organização para proteção do território indígena e identidade cultural. Os Shuar Arutam exercem seu direito ao autogoverno e autodeterminação na Cordilheira do Condor, localizada na Amazônia equatoriana.

O documentário, em língua espanhola, tem opção de legendas em português e inglês. O filme tem 40 minutos de duração e estreou na comunidade Maikiuants, sede do governo do PSHA, durante a assembleia anual de outubro, com a participação de 200 representantes de 47 comunidades e seis associações indígenas.

O documentário foi realizado para fazer frente às ameaças de exploração mineradora é faz um apanhado do trabalho da defesa de território do povo Shuar Arutam.

O filme está disponível de forma inteiramente gratuita na plataforma Bombozila.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *