Iniciativas virtuais celebram a cultura negra e discutem o racismo

Confira atrações culturais elaboradas para o Dia da Consciência Negra em ambiente virtual

Itamar Assumpção | Foto: Marcos Penteado/CEDOC FPA

O Dia da Consciência Negra amanheceu com a notícia de espancamento até a morte de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos. O fato ocorrido em um supermercado em Porto Alegre é mais um caso emblemático do racismo no país. Em 2020, a pauta sobre desigualdade racial ganhou força com o movimento Vidas Negras Importam e tem hoje, dia 20 de novembro, um dia de celebração da cultura negra e reflexão sobre as condições sociais étnicas de igualdade no Brasil. 

Confira algumas iniciativas artísticas virtuais desenvolvidas para o Dia da Consciência Negra:

Feira Preta

O Festival Feira Preta Ocupa terá sua primeira edição 100% online com atrações espalhadas pelas redes sociais: Youtube, Spotify, Tik Tok, Instagram, Twicht e Facebook. A 19ª edição começa hoje (20) com o tema “Existe um futuro preto!” e se estende até o dia 31 de novembro com 46 eventos de dança, gastronomia, literatura, música, games, empreendedorismo entre outras categorias, divulgando e valorizando a cultura negra do Brasil.

ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra

A edição 2020 do ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra também será online, com atividades gravadas e ao vivo. Vídeos e podcasts com oficinas, apresentações, entrevistas e debates estão programados para o mês de novembro. O tema é relacionado a questões étnico-raciais e estarão disponíveis para o público no canal de Youtube do Sesc Paraty, assim como nas redes sociais e em aplicativos e plataformas.

Especialmente para o Dia da Consciência Negra, haverá apresentações musicais e teatrais, dança e rodas de conversa entre os dias 19 e 21 de novembro. 

Museu Virtual Itamar Assumpção (MU.ITA) 

O novo museu está sendo inaugurado hoje (20) com uma apresentação ao vivo transmitida no portal da instituição, às 21h30. O Museu Virtual Itamar Assumpção (MU.ITA) reunirá obra, acervo e memórias do cantor, compositor, escritor, instrumentista, ator e produtor Itamar Assumpção. Considerado um dos maiores nomes da vanguarda paulista e do afrofuturismo, a exposição sobre Itamar tem direção-geral de Anelis Assumpção, sua filha. 

A imersão virtual reúne cerca de 2 mil itens, loja com produtos exclusivos e depoimentos de nomes da música brasileira. A data escolhida para o lançamento não é coincidência, e retrata a importância sociocultural de artistas negros no passado, presente e futuro do país. O espaço é o primeiro museu no país a ter traduções em iorubá.

Virada da Consciência

Realizada pela Universidade dos Palmares e ONG Afrobras, a 3ª edição da Virada da Consciência está em andamento desde o dia 17 de novembro e se encerra no dia 22. Em comemoração à Semana da Consciência Negra, a instituição disponibilizou em formato digital palestras, mesas redondas e debates acerca do racismo estrutural existente na sociedade por meio da temática central: “É Floyds! – Os joelhos invisíveis que estão por aí”. 

Com informações de Meio & Mensagem, Itaú Cultural e Folha de S.Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *