No Governo Bolsonaro, país perde posições no ranking do desenvolvimento

Em 2019, o país saiu de 79ª colocação para 84ª entre 189 nações avaliadas. Por conta da pandemia do novo coronavírus, os indicadores em 2020 vão piorar ainda mais

(Foto: Reprodução)

No primeiro ano do Governo Bolsonaro, o Brasil perdeu cinco posições em decorrência do baixo crescimento do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Em 2019, o país saiu de 79ª colocação para 84ª entre 189 nações avaliadas. Por conta da pandemia do novo coronavírus, os indicadores em 2020 vão piorar ainda mais. As informações são do UOL.

O IDH brasileiro ficou em 0,765 em 2019, ante 0,762 em 2018, um crescimento de apenas 0,39%. Esse ritmo lento vem derrubando o país no ranking global, de forma continuada. São componentes do índice a expectativa de vida ao nascer, a escolaridade e a renda.

PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) projeta uma queda generalizada do IDH global neste ano, em proporções muito superiores, por exemplo, ao verificado na crise financeira de 2008.

Na América Latina, o Brasil tem IDH inferior a Chile, Argentina, Uruguai, Cuba, México, Peru e Colômbia. O país está à frente de Equador, Paraguai, Bolívia e Venezuela.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.