Planalto põe dados de vacinação de Bolsonaro sob sigilo

Segundo o jornalista Guilherme Amado, que pediu os dados via LAI, sigilo imposto é de até 100 anos.

O Palácio do Planalto decretou sigilo de até cem anos ao cartão de vacinação de Jair Bolsonaro e a qualquer informação sobre as doses de vacinas que o presidente recebeu, informou a coluna do jornalista Guilherme Amado, da Época.

Segundo Amado, em resposta a um pedido da coluna via Lei de Acesso à Informação, a Presidência afirmou que os dados “dizem respeito à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem” do presidente, e impôs um sigilo de até cem anos ao material.

Bolsonaro tem defendido que a vacinação contra o novo coronavírus não seja obrigatória e disse mais de uma vez que não vai se vacinar.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *