Com colapso sanitário no AM, Bolsonaro é alvo de panelaços em todo o Brasil

Falta de oxigênio hospitalar em Manaus foi mais um motivo para os brasileiros sob quarentena em casa protestarem nas janelas contra o presidente Bolsonaro nas principais cidades do país.

O presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL) foi alvo de panelaços em diversas cidades na noite de hoje. As manifestações foram combinadas por meio de redes sociais e se iniciaram às 20h30 (de Brasília). O principal catalisador das manifestações é a crise sanitária no Amazonas, que enfrenta falta de oxigênio em hospitais e aumento do número de mortes e casos por covid-19, embora panelações têm ocorrido em outras ocasiões, sempre que Bolsonaro ou o ministro da Saúde falam em cadeia nacional de televisão.

Relatos e vídeos publicados nas redes sociais mostram manifestações em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Manaus, Goiânia e Porto Alegre.

Em São Paulo, houve registros nos bairros como Pinheiros, Pompeia, Consolação, Santa Cecília, Bela Vista e Tatuapé.

O panelaço foi convocado por diversos agentes públicos em redes sociais, incluindo políticos e artistas — entre eles o apresentador Luciano Huck. Rival político de Bolsonaro, o governador paulista João Doria (PSDB) defendeu manifestações nas janelas e nas redes sociais.

“Essa, aliás, mais uma das razões que interessam ao presidente Jair Bolsonaro de estender essa tristeza dramática da pandemia: sem povo na rua, quem protesta contra Bolsonaro? Mas há outras formas de fazer isso. As pessoas podem se manifestar nas janelas de suas casas”, afirmou ele nesta tarde, em entrevista coletiva.

Durante entrevista concedida ao apresentador José Luiz Datena, da Band, também nesta tarde, Bolsonaro minimizou as manifestações. “Panelaço pra quê?”, questionou. Ele também afirmou que era alvo dos protestos por estar ajudando o Amazonas e contrariando o STF (Supremo Tribunal Federal).

Bolsonaro mentiu ao dizer ter sido proibido de adotar “qualquer ação” contra o coronavírus. Em abril, o STF (Supremo Tribunal Federal) reafirmou a autonomia de estados e municípios para adotar medidas de isolamento social e definir quais atividades serão suspensas, mas não tirou do governo o poder para atribuições relativas à pandemia.

Confira vídeos publicados no Twitter sobre os panelaços em cidades como Manaus, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro, Goiânia, Fortaleza e Juiz de Fora:

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *