Covid-19: mortes ultrapassam 217 mil e casos somam 8,8 milhões no país

Em 24 horas, foram registrados 592 óbitos e 28.323 casos confirmados

Possibilidade de um lock down leva pessoas a fazerem fila nos supermercados em Manaus (Foto Juliana Pesqueira/Amazônia Real)

O total de pessoas que morrem de covid-19 desde o início da pandemia no Brasil chegou a 217.037, conforme balanço divulgado neste domingo (24) pelo Ministério da Saúde. Em 24 horas, foram registrados 592 óbitos confirmados por equipes de saúde.

Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.030, segundo o cálculo do consórcio da imprensaA variação foi de +3% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

O número de pessoas infectadas no país subiu para 8.884.577. Em 24 horas, foram registrados 28.323 casos confirmados por equipes de saúde. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 51.642 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -5% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade também nos diagnósticos.

Há, segundo a pasta, 973.770 casos ativos em acompanhamento por profissionais de saúde – um aumento de 11% em relação ao boletim anterior.

Estados

Na lista de estados com mais mortes por covid-19, São Paulo ocupa a primeira posição (51.502), seguido por Rio de Janeiro (28.833), Minas Gerais (14.279), Ceará (10.331) e Rio Grande do Sul (10.311). Já as unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Roraima, Acre, Amapá, Tocantins e Rondônia.

Em número de casos, São Paulo também lidera (1,69 milhão), seguido por Minas Gerais (690.853), Bahia (565.320), Santa Catarina (558.9075) e Rio Grande do Sul (528.045).

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil.
Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil. – Divulgação/Ministério da Saúde

Oito estados estão com alta nas mortes: AL, AM, GO, MG, MT, RO, RR e TO. Das regiões, apenas o Sul teve queda (-37%). Centro-Oeste (18%) e Norte (88%) apresentaram aceleração. As demais tiveram estabilidade: Nordeste (-3%) e Sudeste (2%).

Amazonas apresenta a curva mais assustadora deste início de ano

Vacinação

A plataforma Our World In Data, mantida por pesquisadores da Universidade de Oxford (Inglaterra), registra 604.722 brasileiros vacinados até o momento, o que equivale a pouco menos que a proporção de chilenos vacinados, 0,3%. Com isso, o Brasil já é o 17o. país que mais vacinou no mundo, mas o 50o. em proporção da população, dentre 54.

Além dos dois milhões de doses da vacina de Oxford/Astrazeneca, importadas da Índia, distribuídas hoje, já foram disponibilizadas para os estados seis milhões de doses da vacina CoronaVac, importadas da China pelo Instituto Butantan, lidado ao governo de São Paulo.

O governo federal ainda não disponibilizou uma plataforma atualizada de dados da vacinação em todo o país. Com isso, o consórcio da imprensa realiza o trabalho de coletar as informações nas secretarias estaduais de saúde, assim como a Universidade de Oxford, pela plataforma Our World In Data.

Vacinação avança pouco no mundo, com o Brasil se destacando entre os 54 países
Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.