“Vou analisar pedidos” de impeachment de Bolsonaro, diz Baleia Rossi

Parlamentar participou do “Roda Viva”, da TV Cultura

O deputado Baleia Rossi (MDB-SP) declarou que, se for eleito presidente da Câmara Federal, analisará cada um dos 62 pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. “Não quero fazer do pedido de impedimento uma bandeira de minha candidatura. Mas a minha obrigação é analisar cada um dos pedidos à luz da Constituição”, afirmou o parlamentar, nesta segunda-feira (25), em entrevista aos jornalistas da bancada do Roda Viva, da TV Cultura.

Rossi é o candidato à presidência da Casa apoiado por partidos de oposição e pelo atual ocupante do cargo, Rodrigo Maia (DEM-RJ). No Roda Viva, ele foi questionado diretamente sobre sua postura diante das ações contra Bolsonaro. “Se Deus permitir, no dia 1º de fevereiro vou analisar os pedidos”, afirmou ele, referindo-se à data da eleição da Mesa Diretora da Câmara.

“Vou analisar com muito critério todas os pedidos. Tenho certeza absoluta que muitas vezes o governo errou na conduta, na desinformação, no enfrentamento à pandemia”, agregou Baleia Rossi. “Olha que o que aconteceu no Amazonas. Faltou gestão. Tenho convicção que o governo errou.  Agora, o pedido de impeachment precisa de requisitos, e vou fazer essa análise.”

Baleia concedeu entrevista sozinho ao Roda Viva, embora o programa tivesse convidado também Arthur Lira (PP-AL), principal concorrente do emedebista na disputa ao comando da Câmara. Apoiado por Bolsonaro, Lira cancelou sua participação alegando problemas de agenda.

Antes de tratar do assunto no Roda Viva, Baleia Rossi já havia dito, no domingo (24), que analisaria os pedidos de impeachment contra Bolsonaro caso seja eleito presidente da Câmara. “O compromisso é cumprir a Constituição. Como presidente, não abrirei mão de minhas funções. Analisarei com equilíbrio os pedidos”, escreveu o parlamentar no Twitter.

A declaração foi dada após a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmar que a abertura de um pedido de impeachment “faz parte do compromisso” de Rossi. O comentário da deputada fez com que o presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira (PP-PI), questionasse o candidato. O PP é o partido de Arthur Lira (PP-AL), principal adversário do candidato de Maia na disputa.

“Seria bom que o candidato Baleia Rossi afastasse mais uma das inúmeras dúvidas que o cercam: existe de fato um compromisso dele em pautar um pedido de impeachment ou ele pode chamar isso claramente de mentira da Gleisi Hoffmann, presidente do PT?”, tuitou Nogueira. Em resposta, Rossi cutucou o rival. “Por que? Arthur Lira engavetaria sem cumprir seu papel com independência? Existe algo combinado entre o Planalto e Lira neste sentido?”

Com informações da Revista Fórum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.