Davos: China defende multilateralismo e condena “nova Guerra Fria”

Sem mencionar diretamente os EUA, Xi Jinping criticou a pressão, chantagem e intimidação praticadas por algumas potências, referindo-se às políticas de Trump

Em seu discurso no Fórum Econômico Mundial, realizado virtualmente desde segunda-feira (25), o presidente da China, Xi Jinping, alertou sobre os perigos de uma “nova Guerra Fria” e fez um chamado à unidade mundial para impulsionar a recuperação da debilitada economia internacional.

Sem mencionar diretamente os Estados Unidos, Xi Jinping criticou a pressão, chantagem e intimidação praticadas por algumas potências, referindo-se às políticas de Donald Trump, que optou pela confrontação e ataques verbais contra a China. O presidente ainda criticou a imposição de sanções a países não alinhados, afirmando que isolar alguns países “só vai empurrar o mundo à divisão e ao enfrentamento”.

A pandemia de Covid-19 também foi um ponto importante abordado pelo mandatário chinês. Xi insistiu na importância da cooperação internacional, especialmente na produção e distribuição de vacinas.

Com informações do Brasil de Fato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *