Com 2.484 mortes por covid em 24 h, total encosta em 480 mil no Brasil

Covid-19: Brasil registra 17,1 milhões de casos e 479,5 mil mortes. Variação estável de mortes e contágios mantém o alto patamar diário.

Pernambuco recebeu, nesta terça-feira (8/6), a maior remessa de vacinas da Pfizer/BioNTech até o momento. O lote com 99.450 doses chegou ao Aeroporto do Recife/Guararapes e seguiu para a central do Programa Nacional de Imunização (PNI-PE), de onde será enviado para as 12 Gerências Regionais de Saúde do Estado (Geres), com destinação à imunização de pessoas com comorbidades e profissionais das forças de segurança e salvamento

O total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 17.122.877. Entre ontem e hoje, foram confirmados 85.748 novos diagnósticos positivos de covid-19 pelas secretarias de saúde. O país tem ainda 3.888 casos ativos, em acompanhamento.

A média móvel nos últimos 7 dias foi de 58.239 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -8% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade também nos diagnósticos.

A soma de vidas perdidas para a pandemia do novo coronavírus alcançou 479.515. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 2.723 novos óbitos. Foi o maior número desde o dia 5 de maio, quando foram registradas 2.811 novas mortes. 

Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.727. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -2% e indica tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes do vírus.

Ainda há 3.888 falecimentos em investigação. O termo é empregado pelas autoridades de saúde para designar casos em que um paciente morre, mas a causa segue sendo apurada mesmo após a declaração do óbito.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta quarta-feira (9). O balanço sistematiza as informações coletadas por secretarias estaduais de saúde sobre casos e mortes.

O número de pessoas que foram infectadas mas se recuperaram desde o início da pandemia é de 15.596.816. Isso corresponde a 91,1% do total dos infectados pelo vírus.

Os números são em geral mais baixos aos domingos e segundas-feiras em razão da menor quantidade de funcionários das equipes de saúde para realizar a alimentação dos dados. Já às terças-feiras os resultados tendem a ser maiores pelo envio dos dados acumulados.

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil em 09/06/2021
Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil em 09/06/2021 – 09/06/2021/Divulgação/Ministério da Saúde

Estados

ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (115.960). Em seguida vêm Rio de Janeiro (52.094), Minas Gerais (42 mil), Rio Grande do Sul (29.218) e Paraná (27.540). Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.662), Acre (1.697), Amapá (1.741), Tocantins (2.971) e Alagoas (4.922).

O estado de São Paulo foi o que registrou mais óbitos no balanço de hoje, com 651 notificações. Junto a outros sete que também tiveram número de mortes acima de 100.

Sete estados aparecem com tendência de alta nas mortes: AM, CE, RN, PE, RR, MS, MT. A desaceleração de mortes ocorre apenas em três estados: RO, ES, MG.

16 estados mais o DF estão estabilizados em termos de mortes diárias

Vacinação: 11,06%

De acordo com levantamento detalhado do consórcio da imprensa, mais de 75 milhões de doses de vacinas, somando a primeira e a segunda aplicação dos imunizantes, já foram aplicadas no Brasil. São 75.265.254 doses aplicadas.

A primeira dose foi aplicada em 51.846.929 pessoas, o que equivale a 24,48% da população.

Já a segunda dose foi aplicada em 23.418.325 pessoas, 11,06% da população do país.

De ontem para hoje, a primeira dose foi aplicada em 893.220 pessoas e a segunda dose em 114.766, com um total de 1.007.986 doses aplicadas neste intervalo.