Governo sugere subir de R$ 9,49 para R$ 14,20 taxa extra da conta de luz

Em discussão ainda está um possível bônus para grandes consumidores (grandes empresas, indústrias, shopping centers) que reduzirem o consumo.

Medida foi inserida na Lei sobre Tarifa Social de Energia, que prevê descontos de 65% nas contas de luz. Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Em reunião na noite desta segunda-feira, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico decidiu recomendar à Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (Creg) aumentar o valor da bandeira vermelha patamar 2 de R$ 9,49 para R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos. A câmara é formada por representantes de seis ministérios, para lidar com a crise hídrica, e as informações foram obtidas pelo Blog da Ana Flor no G1.

A bandeira vermelha patamar 2 é o nível tarifário mais alto. Foi adotado em razão da crise hídrica, motivada pela escassez de chuvas, que reduziu os níveis dos reservatórios das hidrelétricas e obrigou o acionamento de usinas terméletricas, cuja energia é mais cara e mais poluente.

Em discussão ainda está um possível bônus para grandes consumidores (grandes empresas, indústrias, shopping centers) que reduzirem o consumo.

O comitê também propõe que o prêmio aos consumidores que economizarem acima de 10% nos próximos meses seja de R$ 0,50 a cada kWh reduzido no período.

Autor