Leci Brandão elogia o Carnaval 2020: “Não é só sambar, tem que pensar”

“Escola de samba presta um serviço para a sociedade”, diz Leci

A cantora e compositora Leci Brandão partilha da tese segundo a qual o Carnaval tem um papel social, que está cada vez mais presente nos blocos e nas escolas de samba. Nas primeiras horas deste sábado (22), Leci desfilou na Acadêmicos do Tatuapé, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo.

“A escola de samba presta um serviço para a sociedade. Ela tem essa responsabilidade”, afirma a artista, que desde 2011 é deputada estadual pelo PCdoB-SP. “Não é só sambar, tem que pensar.”

Leci sugere que foliões e curiosos acompanhem, a partir da noite deste domingo (23), os desfiles do Grupo Especial do Rio de Janeiro. A previsão é de mais um ano marcado por sambas-enredo politizados e reflexivos. “O Carnaval do Rio tem pelo menos quatro escolas que vão tratar de questões sociais, de igualdade, de direitos humanos e sobretudo da negritude”, diz ela.

Madrinha da Acadêmicos do Tatuapé, Leci viu, neste ano, a escola homenagear em seu enredo a cidade de Atibaia (SP). O tema foi defendido pela cantora e compositora: “Atibaia não é só flores e frutos. Tem a questão dos negros que passaram por lá, dos japoneses, dos violeiros. Atibaia tem muita diversidade”.

Com informações do F5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *