Fabio Porchat: Com religião não se brinca

Liberdade de expressão é uma coisa “nova” para nós, brasileiros, e, portanto, estamos ainda aprendendo a lidar com ela

Se você concorda com o título desse artigo, ele é pra você. Sinto lhe informar, mas com religião se brinca, sim. Com qualquer uma. Se brinca com religião, com futebol, com política, com a minha mãe, com o Detran, com o que você quiser. Isso não sou eu que estou dizendo – é a Constituição brasileira. A “lei de Deus” não existe para o nosso País. Ela existe para o indivíduo. Com religião VOCÊ não brinca e eu respeito isso. Mas a sua lei pessoal não pode valer pra mim, pra minha mãe, pro Detran…

Como você leva a sua vida é problema seu; como eu levo a minha, meu. Até porque o que é sagrado pra você, não é pra mim e vice e versa. Sátiras são fundamentais para que uma sociedade democrática (como, por acaso, ainda é o Brasil) possa rir de si mesma. Ah, Fabio, mas, se eu fizer uma piada com a sua família, dizendo que eles são todos uns imbecis e babacas, você vai gostar? Não, não vou. Mas você pode fazer.

Liberdade de expressão é uma coisa “nova” para nós, brasileiros, e, portanto, estamos ainda aprendendo a lidar com ela. Liberdade de expressão não existe só pra você. Ela é pra quem pensa o oposto de você também. Você tem o direito de não gostar, de se ofender, de buscar na Justiça algum tipo de resposta. Claro, não se pode ir contra a lei. A do país, só pra esclarecer mais uma vez.

Satirizar a Bíblia, olhe só, não é contra a lei. Chutar a Nossa Senhora é contra a lei. Depredar centros de Umbanda é contra a lei. Dizer que você tem que parar de tomar remédio e só quem cura é Deus é contra a lei. Jogar coquetel-molotov em uma produtora porque não gostou do que ela produziu é contra a lei.

E, veja, brincar com a imagem de Deus não é intolerância. Intolerância é não querer deixar que brinquem. Impedir alguém de professar a sua fé, de acreditar no que quiser acreditar — porque existem várias religiões, sabia? —, de demonstrar a sua fé, isso é intolerância.

Eu, particularmente, não acredito em nada, mas acho Jesus um cara ótimo. Do bem, pregando o amor, nos fazendo pensar no próximo… Gosto muito de Buda, também. Se tivesse uma eleição da melhor entidade, eu cravava meu voto em Iansã. Acho linda a ideia de podermos acreditar em diferentes seres, lendas e divindades e levar uma vida melhor por conta disso, fique à vontade.

Mas eu escolho acreditar no que eu quiser e ter a opinião que eu quiser sobre a sua divindade. Não me venha dizer “NÃO PODE”. Pode e, pro seu bem, tem que poder. Porque hoje não pode isso. E o que será que não poderá amanhã?

Mas vale a reflexão: o Porta dos Fundos fez Especial de Natal em 2013, 14, 15, 16, 17, 18 e nunca houve nenhuma reação violenta direta. Por que será que, em 2019, algumas pessoas se sentiram à vontade para atirar coquetéis-molotovs na nossa porta? O que mudou neste ano especialmente para que pessoas tivessem essa audácia justamente agora? Eu tenho um palpite. E você?

Sabe quando na infância a criança acende uma bombinha e joga no bueiro pra ver sair dali barata? O Especial de Natal do Porta dos Fundos é essa bomba, só que desse bueiro saíram baratas, ratos e monstros. E me orgulho de fazer parte de um núcleo criador que escancara nossa podridão.

E, se você foi um dos que comemoraram as explosões, ou concordou com elas, ou as justificou de alguma forma, sinto dizer, talvez você seja uma das baratas, dos ratos ou pior, um dos monstros. Viva o humor! Viva a liberdade de expressão! Viva a tolerância! E, por que não, viva Jesus!

Publicado originalmente no O Globo

Autor

28 comentários para "Fabio Porchat: Com religião não se brinca"

  1. Gerlando disse:

    O babaca vai brincar com Maomé então

  2. Eliane. Novaes disse:

    Continuo achando que infelizmente as pessoas perderam os limites e o respeito. Desaprovo e acho nojento esse cara metido a moderninho

  3. LU disse:

    Eu ADOREI o que o Fábio falou. Até porque nunca vi toda essa polêmica, por exemplo, com a PEDOFILIA que a igreja esconde à SÉCULOS. Isso sim deveria aflorar coquiteis molotofes nas próprias igrejas onde esses padres tarados moram. Ou na casa de pastores que estão BILIONARIOS explorando a fé e o bolso alheio. Ainda não tinha visto esse programa…agora faço questão.

  4. Hícaro disse:

    Gerlando, os cara já brincaram 🙂

    https://www.youtube.com/watch?v=hu_uwoMWMfU
    https://www.youtube.com/watch?v=W0NosW_DgkM

    Nem por isso um bando de marmanjo veio reclamar porque mexeram com a ficção científica deles haha, paz!

  5. Regina Cherubini disse:

    Brincou com Alá e com Islã. Se tu não viu não fala. Se viu, não entendeu.

  6. Edvaldo Vasconcelos disse:

    Poder, pode. Se é bom ou não, é outra história. Acho complicado num momento em que um louco está no poder e os aloprados encontram um motivo pra destilar seu veneno. Não é questão de se acovardar, é não jogar lenha numa fogueira que já está com as chamas da inquisição muito altas.
    Eu, por exemplo, sempre digo que Deus não é único, muito pelo contrário é individual. Cada um tem o seu. Deus não fez o homem à sua imagem e semelhança. O homem faz Deus à sua imagem e semelhança.
    Por isso, respeito o Deus de cada um.

  7. LuisCPPrudente disse:

    Sou ateu, não acredito em nenhum deus, muito menos no diabo, no vampiro, no saci pererê ou na maldição da múmia. Tudo isto são produtos criados pela imaginação humana, alguns desses produtos dão muito dinheiro e poder para uns espertinhos que usam a fé do povo nesses produtos. Esses são os monstros que devem ser combatidos, esses são os monstros que usam a fé popular para impor intolerância, para impor supremacia, para impor ignorância e para ludibriar as pessoas. A eleição do Bozo é consequência do aumento de poder e influência dos monstros que usam a fé popular para se dar bem.

  8. Neste último especial de Natal do Porta dos Fundos em que Jesus Cristo foi retratado como homossexual, os fanáticos religiosos com sua frágil por natureza heterossexualidade top obsessiva só não notaram ou não querem notar é que se Nosso Senhor Jesus Cristo, foi em tudo tentado como nós homens a fazer o mal, mas Ele não fez o mal: não pecou, contudo se Cristo foi tentado em tudo, como é o que informa a Bíblia Sagrada na carta aos hebreus, Ele foi tentado como os homossexuais são tentados, porque Jesus é o Salvador de todos os homens, inclusive dos homossexuais, e Cristo, mesmo sendo homem como a gente, todavia Ele venceu como todos nós podemos vencer ainda que sejamos homossexuais, alcoólatras, apaixonados pelo jogo, pedófilos, agressores de mulheres e animais, ou viciados no uso de celular ou de maconha ou que tenhamos qualquer outro pecado ou fraqueza pior ou por ser invetada.

    Eu sou católico romano que busca ser fiel, graças a Deus, mas sem fanatismo, com pensamento. A respeito do especial do Porta e do ataque terrorista sofrido pelo Porta eu escrevi um artigo há poucos dias em meu blog que vocês podem ler aqui https://joaoemilianoneto.blogspot.com/2019/12/porta-dos-fundos-e-o-amor-invencivel-na.html

    ABRAÇOS e feliz ano novo de 2020 a todos os amigos.

  9. Pedro balla disse:

    Poder brinca ele até pode ,mas aguente as consequências.

  10. Pedro, o grave é que da parte de cristãos a agressão física e mesmo a verbal seja a represália de pronto prometida por quem se diga cristão, porque à maneira de Jesus Cristo o cristão deve antes sofrer e até no limite derramar o seu próprio sangue pela conversão do mundo do que ofender verbalmente ou até agredir fisicamente o mundo O próprio Cristo se expulsou a chicotadas os vendilhões do Templo, que aliás faziam um capitalismo selvagem ali no Templo hebreu, mas muito mais e propriamente o Cristo é conhecido como o Redentor e por isso Aquele que deu a sua própria vida pela redenção de tal mundo e não para julgar e condenar o mundo com xingamentos e ataques terroristas de quem quer um reino por aqui mesmo neste mundo.

  11. Elzelene do carmo elzelenesocarmocarmo disse:

    Só desejo que esses atores se arrependam antes de desencarnar. Eles vão ter uma surpresa do outro lado disso eu tenho certeza. O ranger de dentes e a tristeza eterna os espera. A chance que temos de se arrepender é aqui Jesus deixou muito claro
    Dar pena tanta gente perdendo a alma por míseras migalhas de fama. Pensam que a vida acaba aqui. Estão se enganando.

  12. Sônia Nonato de oliveira disse:

    Eu sei ele vai dar conta a vai !!!!!

  13. FabianaGT disse:

    Concordo, Fábio. Porém, infelizmente, vários assuntos como religião, homossexualidade ou identidade de gênero são muito delicados. Muito mais do que política ou futebol. Por isso, é comum e até esperado que muitos não aceitem e reclamem DE FORMA PACÍFICA quando se brinque com esses temas. Até aí tudo bem, né?
    Porém, quanto a religião, como é o caso, quem não gosta dessas brincadeiras, O QUE FAZER? Você tem várias opções. Faça o que sua consciência mandar:
    1. Não assista. É fácil.
    2. Se por acaso a curiosidade for maior e você não gostar do que vir e quiser dar dislike, o direito é seu.
    3. Quer deixar um comentário dizendo “Com religião não se brinca” ou “Vocês vão pro inferno”, fique à vontade. A opinião é sua e a religião é sua. Quem somos nós para julgarmos a sua crença ou o(a) impedir de se expressar?

    E O QUE NÃO FAZER?
    1. Propagar ódio de qualquer forma, por qualquer meio de comunicação.
    2. E principalmente: praticar ou ajudar quem pratica terrorismo ou qualquer outro ato criminoso simplesmente por não concordar com o que assistiu.

    Ateus querem fazer vídeos satirizando o Cristianismo? Beleza!
    Cristãos querem fazer vídeos brincando com o ateísmo. Tranquilo!
    Todos temos direito de nos expressarmos.

    Para finalizar, sejamos sinceros. Será mesmo que os que se dizem “cristãos” vão ser “salvos” se praticarem VIOLÊNCIA por qualquer que seja o motivo? De acordo com a sua religião, podem ter certeza… vocês já estão com os pés no inferno.

  14. Dirceu Kroth disse:

    O Fabio Porchat, deveria temer as consequencias de seu ateismo. Ninguém te obriga a seguir a religião, mas também ninguem te garante que não haverá consequencias de seu ateismo. Considero este filme, uma afronta e uma falta de respeito, a todos os cristãos, aos sacerdotes, ao papa, e principalmente ao próprio Deus. DEUS existe, e é por vontade dele que tu existe. E é por vontade dele que tu tens liberdade de expressão, Ele te permite ser afrontado e insultado, te dará todas as chances de conversão, e apesar de te permitir viver como o bobo da corte, um dia voce terá que prestar contas a Ele, e aí será tarde demais para arrependimentos.

  15. FabianaGT disse:

    Dirceu Kroth, O que levou Porchat a escrever este artigo, como você deve saber, foi o atentado com coquetéis molotov contra a produtora do Porta dos Fundos. Por isso, todos nós, cidadãos de bem, agradecemos por você defender o que acredita de forma pacífica!
    Para você e para todas as pessoas boas desse mundo, desejo um ótimo ano novo! 🙂

  16. Corvo disse:

    Fábio Porchat, foi, é e sempre será um BABACA…..

  17. Christiano chagas disse:

    Tudo é ideologia?!

  18. Helena disse:

    Por que você diz que o Porchat é, foi e sempre será um babaca? Ele argumentou muito bem sobre o seu ponto de vista. Defendeu a liberdade de expressão com conhecimento e sabedoria. E você? Quais são seus argumentos? Defenda suas ideias no mesmo nível do Porchat, iu o babaca neste caso não terá sido ele…

  19. Alessandro Vigilante disse:

    Eu sou italiano, gosto de rastafari, mas voto para Iemanjá!

  20. Daniel disse:

    Não se brinca com religião, com cor de pele, com orientação pessoal das pessoas. Uma brincadeira saudável ninguém reclamaria (tem muitos canais de humor cristãos que fazem piadas de coisas de igreja, ou seja, é possível e normal na medida certa), mas vocês passaram os limites carinha…. Foi muito ofensivo sim, não só o especial, mas como diversos vídeos de vocês no youtube é, e tava mais que na hora de cair a ficha de vocês. Eu nunca veria esse especial, porque não comemoro o Natal, mas imagine o tanto de gente que assistiu esperando encontrar uma mensagem cristã. Ai gente, foi merecido mesmo :/

  21. Alessandro Vigilante disse:

    Vamos falar sério:
    1) Se brinca com tudo.
    2) Se não gostar, não assista.
    3) Vingança violenta contra brincadeira é crime.

  22. Filipe Costa disse:

    “Porque hoje não pode isso. E o que será que não poderá amanhã?”

    Amanhã, talvez comecem a fechar as emissoras de TV, censurar letras de músicas, levar estudantes pra centro de tortura… etc. etc.

  23. JULIO CESAR disse:

    Você é Ateu, o problema é seu. Insultou algo sagrado a minha fé em nome do que quer seja, o problema é seu também.
    E se você prestar bem atenção, todos nós temos algo de sagrado. No seu caso, a sua liberdade de expressão “é sagrada” e censurá-la seria crime contra você que necessita da expressão para ganhar o seu pão. Não?
    Posso insultar sua família, sua mãe, sua esposa? Ou eles são sagrados para você?
    A lei, o Estado, meu caro, nada mais é do que um acordo entre nós.
    Onde e quando que acordamos isso?
    Bem mais importante do que tudo isso seria você, de público, pedir desculpas por tudo. Afinal, não existe, liberdade sem respeito.
    Mesmo que você ache que é o único que merece.

  24. dirceu disse:

    Adorei seu site. Muito conteudo de qualidade.
    Obrigado por compartilhar

  25. Paloma disse:

    Com deus nao se zomba esses ultimos acontecimentos estao em apocalipse e matheus 24 e em lucas e daniel . E melhor muitos se arrepender dos seus pecados e aceitar jesus pq o fim esta próximo eu creio e jesus essa pandemia essa crise fome e desenprego mãe matando filho e etc.. estão nas palavras bíblia vigiai e orai . Senhor tenha misericórdia dessas pessoas . Não sabem o que fazem .

  26. Olá aqui é a Maria Camargo, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

  27. Joel Domingos da Silva disse:

    Fábio Porchat está é desinformado. A Lei considera, sim, crime ofender ato ou objeto de culto religioso. Chutar a imagem de pessoa venerada pela igreja católica é só mais um dentre os ilícitos abrangidos pelo dispositivo legal abaixo, excerto do Código Penal brasileiro:

    “ Art. 208 – Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena – detenção, de um mês a um ano, ou multa.”

  28. Gostei do assunto de sua divulgação, gostaria de ver se é pertinente para meu site.

    Sds.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *