A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Clemente Ganz Lúcio

Sociólogo, técnico do Dieese na assessoria às centrais sindicais, professor e consultor na área do trabalho, educação e planejamento.
Transformações disruptivas no mundo do trabalho exigem respostas inovadoras

As transformações recentes no mundo do trabalho têm trazido ao debate as relações e as formas de trabalho. Com a Revolução 4.0 no horizonte, cabe a nós darmos respostas inovadoras a essas transformações

Entre 2020 e 2021: contradições, desafios e lutas

Um balanço da atuação do movimento sindical perante os impactos da pandemia da Covid-19 e os compromissos necessários para 2021.

Mais pressões sobre o emprego, por Clemente Ganz Lúcio

Dinâmica social e econômica próxima futura será de dura e prolongada adversidade para as trabalhadoras e os trabalhadores

MP da suspensão de contratos de trabalho precisa de mudanças

Espera-se que o Congresso seja capaz de compreender que o custo fiscal do enfrentamento dessa pandemia é um investimento social e econômico fundamental.

Coronavírus contrata o desemprego: é urgente agir!

Os governos deverão promover um relaxamento das regras fiscais, com acordos políticos robustos. Ou seja, é hora de os governos gastarem bem, criarem regras para que pessoas e empresas tenham maior prazo para saldar dívidas, fazerem desonerações por prazo determinado

É urgente gestar o sindicato do futuro

Sindicatos e dirigentes têm enorme dificuldade para dialogar com os novos trabalhadores e não os compreendem.

Política de valorização do salário mínimo não pode acabar

O salário mínimo (SM) é um instrumento econômico fundamental para a promoção do bem-estar social, adotado em dezenas de países e, em muitos, revalorizado por meio de várias iniciativas. O Brasil adota uma legislação do salário mínimo desde 1940.

MP 905 tem que ser rejeitada por inteiro, por Clemente Ganz

Mais uma vez, o presidente da República se utilizou de Medida Provisória (MP) para introduzir uma série de alterações na legislação trabalhista e rebaixar direitos assegurados pelos trabalhadores ao longo da história.